Monthly Archives:December 2009

  • Natal + Verão + Quimera

    Post Image

    Merry Xmas

    O Natal já passou tem um tempinho, mas mesmo atrasado: Feliz Natal galera!!! E aí? Como foram? Eu segui minha tradição natalina de passar no PC com a Puri falando sobre relacionamentos (não necessariamente os nossos). Eu também aproveitei e assisti aos shows das Spice Girls (Earls Court e Istambul) e das Girls Aloud (Tangled Up Tour e Out of Control Tour). Minha ceia foi pizza com coca-cola e eu não ganhei presentinhos, pq eu quero uma câmera digital nova e só vou ganhar em janeiro, mas tudo bem, pelo menos vou ganhar meu presentinho tão esperado *___*~

    E pelo sol brilhando na cabeça dos brasileiros, já deu p/ perceber que o verão chegou com tudo, legal né? NÃO! Isso não é nada legal, pq eu simplesmente ODEIO calor, sol, praia… por mim aqui só teria dia nublado, chuva, frio e sol só aquele sol frio que não esquenta. Por isso eu fiz a minha lista de 10 motivos p/ odiar o verão e o calor e vou compartilhar aqui.

    10 motivos p/ odiar o verão e o calor:
    1. minha alergia fica potencializada e é impossível usar qualquer tipo de biju e cosméticos que não sejam antialérgicos.
    2. calor demais me dá falta de ar.
    3. minha sinusite grita por causa dos choques térmicos: ar condicionado gelado x calor infernal das ruas.
    4. se eu sinto frio no inverno, posso pegar todas as roupas do meu guarda-roupas que eu consigo me esquentar, mas se estou com calor, posso ficar pelada que não refresca.
    5. meu bairro é invadido por turistas porque moro em frente a praia. Eu nem ligo p/ malucos que passam o dia inteiro tostando na praia, mas odeio quando tenho que ir a qualquer em que esse povo invade. Sair de casa de casa cheirosinha e de banho tomado e ter gente melada, suada e cheia de areia se esfregando em mim É HORRÍVEL!! (Isso significa: impossibilidade de ir almoçar no restaurante, tirar dinheiro no caixa eletrônico ou andar de ônibus).
    6. Só tem gente feia e mal vestida nas ruas e eu não consigo me arrumar direito. No inverno as pessoas saem de casa super bem vestidas e abusam de acessórias e sobreposições, os cabelos estão penteados e até capricham na maquiagem. No verão elas pegam qualquer pedaço de pano que dá p/ tapar as partes e saem descabeladas e meladas de suor (eca!). Sem contar que a maquiagem despenca e ngm visita o cabelereiro. Um festival de horror!!!
    7. É impossível ir ao cinema e lanchar no shopping sem ter que se deparar com gritos e correria de crianças e mesas lotadas (com mais crianças gritando). Eu gosto de crianças, mas não delas todas juntas correndo e gritando pelos corredores do shopping, enquanto os pais fingem que estão vendo as travessuras dos filhos.
    8. Preguiça em excesso e desânimo sobrenatural. Não sei se é só comigo, mas quanto mais o sol brilha no céu, com mais preguiça e desanimada eu fico. O calor não me deixa pensar em nada e tudo que eu quero é ficar dormindo,ou vendo TV, ou no PC, toda largada esperando o sol se por e o calor passar. Depremente…
    9. O calor não me deixa comer. Isso até que seria positivo, se eu de fato conseguisse emagrecer, mas o que acontece é que eu desregulo meus horários todos e enquanto o sol brilha no céu eu não consigo comer e acabo comendo tudo à noite. Nada saudável.
    10. Big Brother Brasil. Preciso explicar??

    E por, eu voltei a escrever Quimera, meu fic. Então corram e leiam!

  • Bacharel!

    Post Image

    Então estou oficialmente desempregada férias. Terça-feira (15/12) foi a defesa pública da monografia e não poderia ter sido melhor (ok, poderia sim, mas fiquei feliz do mesmo jeito). Minha apresentação estava marcada para as 18:30h e eu não estava nervosa. A apresentação atrasou mais de 1h (só fui apresentar as 19:45h), mas isso não me influenciou, fiquei lá sentada na salinha de esperar com um pessoal que tbm ia apresentar e ficamos conversando e falando dos assuntos da faculdade. Aí na hora de eu apresentar eu entrei sozinha na sala, não quis que ngm assistisse a minha apresentação e lá fui eu: com fé em Deus, sozinha e destemida \o/
    Antes de começar a apresentação meu orientador saiu da sala pra fazer nao sei o que e eu aproveitei e puxei assunto com o outro professor (que eu conhecia de um curso que fiz ano passado) pra saber o que ele tinha achado do trabalho. Falei que tinha feito o curso com ele e ele perguntou se eu tinha gostado, se aproveitei alguma coisa, aí eu disse que sim e ele falou que meu trabalho tinha ficado muito bom *___* E meu orientador voltou e a apresentação começou…
    Falei por 15 minutos, mais ou menos sobre o que era a monografia, mostrei os gráficos, fiz alguns pequenos comentários e depois começou a sabatina. Primeiro meu orientador me elogiou, disse que gostou de ser meu orientador e que gostou muito do trabalho, depois o outro professor também elogiou o trabalho, disse que ficou bem escrito e que foi uma contribuição boa p/ Criminologia e que na faculdade tinham muitos trabalhos bons a nível de graduação, mas o meu estava melhor =OOOOO~ O meu chão sumiu nessa hora, mas os comentários eram tão positivos que eu flutuei de felicidade ^____^
    Aí ele me fez umas 3 perguntas todas do tipo: “o que vc acha de tal coisa?” E ele também me indicou alguns autores da Escola de Frankfurt caso eu queira continuar posteriormente o trabalho e só. E no meio de uma pergunta, meu orientador interrompeu pra falar da Yvone da novela Caminho das Índias (huiahuiahuihauihuiah).
    Depois disso, meu orientador me elogiou de novo (estava cansando, eu juro!) e depois me tocou da sala p/ ele dar minha nota u.u Dois minutos depois eu volto e ele disse que não tem nota na monografia ou vc é aprovado ou é aprovado com restrições ou é reprovado, mas que no meu caso, se houvesse nota, eu tiraria 10 com louvor =DDDDDDDDD Aí eu agradeci, falei que gostei mto de ter escrito a Tor e fim. Estava graduada.
    45 minutos disso e as pessoas ainda ficam nervosas…
    Agora só esperar pelas festas em janeiro e fim de uma etapa.
    Os convites só ficaram prontos agora, mas eu ainda não peguei (vou ter todos em mão essa semana p/ enviar p/ pessoas), só os convites virtuais. Aí eu salvei algumas imagens pra mim e deixo essa p/ vcs não ficarem só na curiosidade ^__^


    Bom, não sei se posto antes de Natal, então vou terminar de falar dos acontecimentos míseros da semana. Ando numa rotina de dona de casa: casa, supermercado e banco, que só Deus!! Mas fora isso eu tbm tenho ido a igrejas.
    Há 2 semanas teve um culto de agradecimento da minha sala na Igreja Presbiteriana, foi um presente dos pais de uma colega p/ todos os formandos, aí eu fui lá com mamys ^_^
    E essa semana foi a formatura de 8ª série da vizinhazinha Priscila e ela me chamou p/ ser madrinha dela *___*~~~ owwwwnn. Essa foi na Igreja Batista aqui perto de casa. Ela estuda em escola pública, aí foi tudo dentro da igreja mesmo, mas foi legalzinho. Ela estava bem tímida, mas foi bom eu e mamys termos ido pq mais ngm da família dela pode comparecer :/
    E hj teve Auto de Natal da minha igreja (Católica), mas era na pracinha e eu fiquei com preguiça de ficar 2h em pé lá no meio da multidão, aí fiquei por aqui msm ^__^

  • O menino do pijama listrado e O Pequeno Príncipe

    Post Image

    Voltei aos livros! Na verdade eu nunca parei, lia em média 2 livros por semana por causa da faculdade e monografia, mas nada melhor que os livros que a gente ler por diversão ^___^
    Depois que acabaram as aulas já li 2 e aqui seguem as recomendações:

    pijama O menino do pijama listrado
    [rating: 4/5]
    Sinopse: Bruno tem nove anos e não sabe nada sobre o Holocausto e a Solução Final contra os judeus.Também não faz idéia de que seu país está em guerra com boa parte da Europa, e muito menos de que sua família está envolvida no conflito. Na verdade, Bruno sabe apenas que foi obrigado a abandonar a espaçosa casa em que vivia em Berlim e mudar-se para uma região desolada, onde ele não tem ninguém para brincar nem nada para fazer. Da janela do quarto, Bruno pode ver uma cerca, e, para além dela, centenas de pessoas de pijama, que sempre o deixam com um frio na barriga.
    Em uma de suas andanças Bruno conhece Shmuel,um garoto do outro lado da cerca que curiosamente nasceu no mesmo dia que ele. Conforme a amizade dos dois se intensifica, Bruno vai aos poucos tentando elucidar o mistério que ronda as atividades de seu pai. “O Menino do Pijama Listrado” é uma fábula sobre amizade em tempos de guerra, e sobre o que acontece quando a inocência é colocada diante de um monstro terrível e inimaginável.
    Opinião: Todo mundo me disse que chorou rios ao ler esse livro e eu já sabia: não vou chorar! Todos os livros que todo mundo chora lendo eu não derramo nenhuma lágrima. É triste? Sim. De fazer chorar? Aí é relativo. Não vou contar o final, mas as últimas páginas são de cortar o coração.
    Sobre o Holocausto acho que ele deixou um pouco a desejar, não se aprofunda no assunto e a abordagem é de forma superficial. Mas é um bom passatempo. Li literalmente em uma tarde.

    principeO Pequeno Prínicipe
    [rating: 5/5]
    Sinopse: O Pequeno Príncipe é uma fábula. Ou se preferirmos, uma parabola. Não é um livro para crianças, porque traz justamente a mensagem da infância, a mensagem da criança. Essa criança que irromperá de repente no deserto do teu coração, a milhas e milhas de qualquer região habitada. A menos que não queira ver, a face do Pequeno Principe, a face de um outro, coroada com os espinhos da rosa…. Este livro é também um teste. É o verdadeiro desenho numero 1. Se não o quiseres compreender, se não te interessas pelo seu drama, fica aqui a sentença do Principe: Tu não és um homem de verdade. Tu não passas de um cogumelo.
    Opinião: Acreditem ou não eu nunca tinha lido esse livro. É adorável. O fim é triste, mas não deixa de ser adorável. Para ser lido em todas as fases da vida. Comprei pq tava em promoção na Saraiva há um tempo e eu precisava de mais um livro baratinho p/ não pagar frete ^.^