Livro: Jogos Vorazes

Suzanne Colins
(5/5)
Editora Rocco
2010
397 páginas
Sinopse: Katniss escuta os tiros de canhão enquanto raspa o sangue do garoto do distrito 9. Na abertura dos Jogos Vorazes, a organização não recolhe os corpos dos combatentes caídos e dá tiros de canhão até o final. Cada tiro, um morto. Onze tiros no primeiro dia. Treze jovens restaram, entre eles, Katniss. Para quem os tiros de canhão serão no dia seguinte?…
Após o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por doze distritos, é comandada com mão de ferro pela Capital. Uma das formas com que demonstram seu poder sobre o resto do carente país é com Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de doze a dezoito anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte!
Para evitar que sua irmã seja a mais nova vítima do programa, Katniss se oferece para participar em seu lugar. Vinda do empobrecido distrito 12, ela sabe como sobreviver em um ambiente hostil. Peeta, um garoto que ajudou sua família no passado, também foi selecionado. Caso vença, terá fama e fortuna. Se perder, morre. Mas para ganhar a competição, será preciso muito mais do que habilidade. Até onde Katniss estará disposta a ir para ser vitoriosa nos Jogos Vorazes?

Opinião: Me perguntam desse livro e a única coisa que eu consigo dizer para explica é: “se trata de um Big Brother, no qual os participantes devem se matar, quem sobreviver será o vencedor”.
E é isso mesmo.
No início eu achei que seria chato, mas vi todo mundo falando tão bem que tinha que ler. Aí comecei a ler e quando a Katniss falava dos Jogos eu ficava enojada de tanta barbarie.
Mas não consegui largá-lo em nenhum momento, só parava quando tinha que fazer outras coisas e ele é completamente viciante.
A narrativa é em primeira pessoa, muito bem escrita, tem ação do início ao fim, até depois que você termina de ler fica pensando no livro.
Achei uma história bem complexa para ser voltada para o público jovem. Há muitas coisas subentendidas na história. É um livro de ficção que faz a gente pensar sobre a sociedade, a moral, os costumes e a atuação do governo e dos meios de comunicação. Não sei se todos perceberam esse grau de complexidade durante a leitura, mas eu gostei muito.
É uma leitura inteligente e gostosa de se ler.
Mal posso esperar para assistir ao filme agora *_*

Continue Reading

Livro: Bento

André Vianco
(3/5)
Editora Novo Século
517 páginas
2003
Sinopse: Em uma noite infestada de magia, metade do mundo adormece e a população que ainda está desperta se vê mergulhada em acontecimentos inexplicáveis, como o surgimento de vampiros, o desaparecimento das doenças e mais grandes acontecimentos que acabam fazendo com que as pessoas fujam das grandes cidades e passem a formar fortificações afastadas dos centros abandonados. Durante o dia trabalham para refazer o mundo e entender o que os rodeia, durante a noite lutam para continuarem vivos e manter os vampiros afastados dos novos centros. Quando tudo parece perdido surge a profecia dos 30 guerreiros bentos. Quando eles se unirem, quatro milagres se desencadearão para salvar a humanidade. O livro demonstra também que com essa volta do mundo para os campos, longe da urbanização, o mundo começa a melhorar, acabando com os efeitos do aquecimento global dentre outros problemas ambientais e sociais.

Opinião: o livro começa um pouco confuso, contando a história de soldados indo de uma cidade para outra, intercalando com a história de um homem que acorda sem memória em um hospital bem estranho. Aos poucos a história vai ganhando ritmo e fica interessante.
O Bispo teve uma visão de que ao juntarem os 30 guerreiros bentos aconteceriam quatro milagres que salvariam a humanidade. Quando finalmente o 30º bento desperta, os bentos que estão nas cidades mais próximas se juntam e vão ao encontro dos outros bentos para que a profecia se concretize. Nessa caminhada eles encontram diversos grupos de vampiros e surpresas no caminho.
Eu achei o ritmo meio lento. O livro é muito grande e a narrativa é bem detalhada, mas diferente dos outros livros do André Vianco achei esse cansativo. Parecia que a leitura não fluía.
Só depois da metade é que o livro ganha um ritmo maior, mas então vem o final com coisas muito bizarras. Achei muito “WTF?”. Não tem nada a ver com que eu imaginei e achei que o autor viajou completamente na maionese, mais ainda que no final de Os Sete.
Também não gostei da forma como ele descreveu os vampiros. Nesse livro eu só conseguia imaginá-los como morcegos ou como zumbis. Os vampiros foram narrados como verdadeiros bichos selvagens, completamente burros e sem os “poderes” que estamos acostumados a ver por aí.
Eu não concordo com vampiros que brilham no sol ou que são tão humanos que sentem amor e compaixão, mas compará-los com bichos, literalmente falando, acho demais. Minha ideia de vampiros são seres elegantes, charmosos, traiçoeiros e espertos. Não ficam empoleirados em árvores como macacos esperando para atacar uma cidade.
Também não gostei de outras coisas, mas vou ficando por aqui para não ter spoilers no texto. Quem quiser ler, tire suas próprias conclusões.

Continue Reading

#JogosVorazes

Ontem fui no evento de Jogos Vorazes que aconteceu na livraria Logos do Shopping Vitória. Foi legal, mas me senti meio velha no meio de tantos adolescentes hahaha
Meu grupo foi o pior na parte de responder as perguntas. Erramos a idade que o Peeta conheceu a Katniss, quer dizer, eu e outra menina sabíamos a resposta (5 anos), mas o menino do Arena Velozes respondeu errado ¬¬
Enfim, depois teve sorteios e tals. Eu ganhei uma caneca do Distrito 4 :D
E também trouxe p/ casa marcadores, button e adesivos
Depois dei #aloka, fui no Cinemark e comprei o Squeeze do filme (10 reais).
Agora estou toda equipada para assistir no cinema ^_^

Marcadores (da Rocco e da Arena Vorazes), button e adesivos


Caneca (ganhei) e squeeze (comprei)

E as fotos do evento que eu catei no Fb da Martha



E parece que com o lançamento do filme, The Hunger Games virou o último ótimo negócio. Não sei se estão superestimando a produção ou se será mesmo a nova mania adolescente, mas a promoção do filme está de arrasar!
Tem site com todos os distritos e a Capital de Panem, aplicativos para celular, stickers no GetGlue, Fanpages no Fb e muita coisa legal por aí.
Para ganhar stickers no GetGlue, tem que ir fazendo check-in no filme. Entrando no site The Capital, tem link para todos os distritos e é possível saber qual é o seu distrito no plugin p/ Facebook. Na Fanpage de cada distrito, é possível dar check-in nele e, com isso, vc ganha sticker no GetGlue.
Eu não tenho muito tempo para ficar entrando em tudo e vendo os videos, mas gostei bastante do que passei o olho e estou tentando conseguir o maior número possível de stickers.
Também fiz minha identidade lá no plugin do Fb:

E que a sorte esteja sempre com você!

Continue Reading