Monthly Archives:May 2012

  • Livro: Viva para contar

    Post Image

    Lisa Gardner
    (5/5)
    Novo Conceito
    2012
    480 páginas

    Sinopse: Em uma noite quente de verão, em um bairro de classe média de Boston, um crime inimaginável foi cometido: quatro membros da mesma família foram brutalmente assassinados. O pai — e possível suspeito — agora está internado na UTI de um hospital, entre a vida e a morte. Seria um caso de assassinato seguido por tentativa de suicídio? Ou algo pior? D. D. Warren, investigadora veterana do departamento de polícia, tem certeza de uma coisa: há mais elementos neste caso do que indica o exame preliminar. Danielle Burton é uma sobrevivente, uma enfermeira dedicada cujo propósito na vida é ajudar crianças internadas na ala psiquiátrica de um hospital. Mas ela ainda é assombrada por uma tragédia familiar que destruiu sua vida no passado. Quase 25 anos depois do ocorrido, quando D. D. Warren e seu parceiro aparecem no hospital, Danielle imediatamente percebe: vai acontecer tudo de novo. Victoria Oliver, uma dedicada mãe de família, tem dificuldades para lembrar exatamente o que é ter uma vida normal. Mas fará qualquer coisa para garantir que seu filho consiga ter uma infância tranquila. Ela o amará, independentemente do que aconteça. Irá protegê-lo e lhe dar carinho. Mesmo que a ameaça venha de dentro da sua própria casa. Na obra de suspense mais emocionante de Lisa Gardner, autora best-seller do The New York Times, a vida dessa três mulheres se desdobra e se conecta de maneiras inesperadas. Pecados do passado são revelados e segredos assustadores mostram a força que os laços de família podem ter. Às vezes, os crimes mais devastadores são aqueles que acontecem mais perto de nós.

    Opinião: Fazia tempo que eu não ficava tão viciada assim em um livro. Devorei todas as páginas em menos de 24 horas e não queria parar a leitura para nada, nem para dormir.
    A princípio também não estava com grandes expectativas, mas a história já começa a nos envolver nas primeiras linhas e a partir daí é um caminho sem voltas, só conseguimos largar quando chegamos ao final.
    O livro conta um pouco de transtornos psiquiátricos infantis e como meu filme de suspense favorito envolve justamente essa temática, esse foi apenas um dos ingredientes que me atraiu. Mas o crédito para o bom desenvolvimento da história vai todo para a excelente narrativa da Lisa Gardner. Sabe quando na melhor parte da investigação o capítulo acaba e a curiosidade de saber o que acontece te faz avançar outro e mais outro capítulo? É justamente assim que ela desenvolve a trama.
    Uma história cheia de suspense, mistério e ação. E, claro, drama, MUITO drama. Nada de fazer chorar rios ou coisas do tipo, mas só o fato de envolver crianças com problemas mentais já deixa o clima pesado e dramático. Além de tentar descobrir quem era o assassinato (não acertei, óbvio), eu também pensei bastante a respeito da história da Victoria e acho que foi uma das personagens que mais mexeu comigo. Não desejaria a ninguém uma vida como a dela.
    Por esses motivos todos, nota 5 e marcado como favorito.

  • 062 – Cortei!

    Post Image

    062 – cortar o cabelo DONE!

    Não lembro mais porque eu coloquei cortar o cabelo na lista de 1001 coisas, porque eu já superei o trauma de cortar o cabelo há mais de um ano, mas já que estava na lista, resolvi cortar.
    Na verdade eu cortei 2 vezes depois que fiz a lista, mas da primeira vez eu só repiquei na frente e esqueci de postar, mas foi melhor porque agora já posto o resultado final (pelo menos até o momento).

    E antes que perguntem, eu fiz definitiva na raiz e selagem no cabelo todo (sim, no mesmo dia). E sim, meu corte ficou parecido com o da Posh Spice em 1998 e não, não foi planejado.

  • Lançamentos de junho da editora Novo Conceito

    Post Image

    Já surtei e quero todos. O_O

    Ela era a melhor amiga deles, ou assim eles pensavam — até anos mais tarde, quando seus segredos os levam a uma perigosa busca pela verdade sobre quem ela realmente fora… e por que morrera…
    Dez anos atrás, em uma festa louca, a linda e estonteante Emily caminhava para sua morte, deixando seus três melhores amigos e suas “irmãs” — Natalie, Laura e Madison — devastados. Nenhum deles esquecera aquela noite — ou o papel que cada um teve na morte de Emily, a culpa que os persegue e a perda que ainda sofrem.
    Agora, um escritor desconhecido entra na lista dos livros mais vendidos com um romance similar à história deles. Quem é ele? Como ele sabe os detalhes íntimos de suas vidas? E por que ele está acusando um deles como assassino? Quando eles começam a desvendar a verdade sobre a amiga em comum, irão redescobrir um amor que ela perdeu há muito tempo e descobrir segredos que vão mudar sua vida para sempre…

    Ruby está completando 16 anos… mas o dia especial não é tão doce quanto foi planejado. Seu pai desaparecido há muito tempo aparece e Ruby não quer ter nenhuma relação com ele. Ao contrário, ela quer sair com seus amigos — a leal Beth, a perigosa Katherine e a fofoqueira Maria. Elas dão muitos conselhos a Ruby — sobre garotos, seu pai e como ela deve se vestir e como deveria estar se sentindo.
    Mas, na verdade, ela não sabe o que pensar ou sentir. Especialmente quando um novo garoto entra em cena…
    e Ruby descobre que algumas de suas amigas não são tão verdadeiras quanto dizem.

    Comparar o Google a um negócio comum é como comparar um foguete a um Edsel. No seu começo, o Google abraçou extremos — dias infindáveis abastecidos com comida farta e de graça, debates infindáveis baseados em dados, e jogos de hóquei de tirar sangue. Os líderes recém-formados da empresa procuravam mais do que velhos caminhos para o sucesso; eles queriam disponibilizar toda a informação do mundo para todos instantaneamente. O Google, como o Big Bang, era algo único, uma liberação explosiva de inteligência bruta e inigualável energia criativa, e enquanto outros descreveram o que o Google conquistou ninguém jamais explicou como era se sentir fazendo parte disso. Pelo menos até agora.
    Douglas Edwards, o funcionário numero 59, oferece uma primeira visão por dentro do que era ser um Googler. Experimente a mistura enervante de camaradagem e competitividade enquanto Larry Page e Sergey Brin, os jovens e idiossincráticos parceiros da empresa, criavam uma estrutura famosa pela sua não hierarquia, pela luta contra a sabedoria convencional, e a corrida para implementar uma miríade de novos recursos, enquanto, tranquilamente enterravam ideias passadas e produtos danificados. Estou Com Sorte captura pela primeira vez a cultura autoinventada da mais transformadora corporação do mundo e oferece um acesso único às emoções, particularmente as tensões, experimentadas por aqueles que construíram da noite para o dia uma das marcas mais conhecidas do mundo.

    O namorado de Tilly Cole acaba de se mudar do flat deles com metade de suas coisas. Sem nada para prendê-la, Tilly decide rapidamente morar mais perto de sua melhor amiga, Erin, em um vilarejo minúsculo em Cotswolds. Lá, Tilly é contratada no mesmo momento como faz-tudo em uma empresa de design de interiores. Para sua surpresa, a cidade pequena transborda escândalo, sexo, fofoqueiros e boatos, focados basicamente em Jack Lucas, o homem lindo de muita classe e melhor amigo de seu chefe. Todos falam para Tilly ignorar o encanto por Jack, que ela será apenas outra em sua cama se ela se deixar levar; mas Tilly, que trabalha ao lado de Jack, enxerga uma parte carinhosa e cuidadosa dele que não é revelada à cidade. É impossível que ele seja a mesma pessoa de quem todos falam. Ou é possível? Tilly deve separar os fatos da ficção e seguir seu instinto neste divertido romance moderno.

    Após um longo tempo de terapia para se recuperar de um fora, Sarah parece estar bem. Quer dizer, ela já recuperou seu peso normal e consegue pensar em outras coisas além de Bruno. O problema é que no fundo ela vive fantasiando o dia em que esbarra com ele na rua e: pimba! Ela está linda e radiante e ele percebe a mancada que deu.
    Seus planos são simples: reconquistar Bruno e depois dar o troco que ele merece. Mas o destino lhe prega uma peça quando Nestor, seu chefe, pede que ela visite um novo cliente e, de repente, tudo vira de cabeça para baixo. Lá está ela de frente para o seu antigo amor, que parece mais irresistível do que nunca!
    Enquanto isso, seu melhor amigo, Igor, sempre presente e irritantemente perfeito, não suporta vê-la cair nas garras do bonitão outra vez. Sarah terá que lutar contra os próprios conceitos para descobrir o verdadeiro sentido do amor.

    Uma nova visão de tirar o fôlego de um conto lendário.
    Branca de Neve é a única pessoa na terra mais justa do que a Rainha má que pretende destruí-la. Mas o que a perversa Rainha nunca imaginou é que a jovem que ameaça seu reinado vem treinando na arte da guerra com um caçador que foi enviado para matá-la.