Livro: Charlotte Street

Danny Wallace
(4/5)
Editora Novo Conceito
2012
400 páginas
Sinopse: Tudo começa com uma garota… (porque sim, sempre há uma garota…) Jason Priestley acabou de vê-la. Eles partilharam de um momento incrível e rápido de profunda possibilidade, em algum lugar da Charlotte Street. E então, em um piscar de olhos, ela partiu deixando-o, acidentalmente, segurando sua câmera descartável, com o filme de fotos completo… E agora Jason — ex-professor, ex-namorado, escritor e herói relutante — se depara com um dilema. Deveria tentar seguir A Garota? E se ela for A garota? Mas aquilo significaria utilizar suas únicas pistas, que estão ainda intocáveis em seu poder… É engraçado como as coisas algumas situações se desenrolam…

Opinião: O livro tem Londres, humor britânico e romance, então possui todos os ingredientes para dar certo.
Quando eu falo de humor britânico é aquele humor britânico bem típico, com piadas que muita gente acha sem graça, menos os britânicos (e eu), é claro.
Tudo começa quando Jason encontra-se por acaso com uma garota na Charlotte Street e ela esquece a câmera fotográfica descartável com ele. Então o melhor amigo de Jason e companheiro de casa, Dev, resolve revelar as fotos e eles começam a procurar a garota por todos os lugares que aparecem nas imagens.
Quem gosta de Londres vai amar passear mentalmente por todos os lugares citados no livro. Em algumas partes dava para sentir bem o clima londrino.
Ao longo da história novos personagens vão aparecendo e ajudando a incrementar o enredo, como a louca da Abby e o ex-aluno Matt. Todos colaborando um pouco para que Jason encontre novamente a garota misteriosa.
O mistério à cerca da garota é legal, mas achei a história um pouco longa e as partes centrais do livro são meio chatas. Achei um pouco de enrolação, sabe?
Eu também não gostei muito do protagonista. Ele é um total perdedor. Não tem mais a mulher que ama, divide a casa com um nerd dono de uma loja de games, tem um emprego medíocre, não faz nada para mudar a situação e vive sentindo pena dele mesmo, até que conhece A garota e tudo começa a girar em torno dela. Não existe ninguém mais perdedor do que o Jason e teve momentos que isso me irritava profundamente.
Mas quanto mais perto de desvendar o mistério da garota melhor fica o livro e acho que essas partes compensaram toda enrolação anterior.
Não posso esquecer de dizer que a capa é a coisa mais linda. A fotografia e as cores combinaram perfeitamente com o livro. A lombada fica muito bonita na estante.

Continue Reading

Lançamentos literários de setembro #2

Editora Novo Século

À BEIRA DA SEPULTURA
Algumas coisas não ficam sepultadas… Deveria ser a melhor época da vida de Cat Crawfield. Com seu amante morto-vivo Bones a seu lado, ela tem sido bem-sucedida ao defender os mortais de mortos-vivos mal-intencionados. Mas apesar de fazer de tudo para manter sua verdadeira identidade à salvo de insolentes sugadores de sangue, seu disfarce é afinal desmascarado, colocando-a em terrível perigo. Como se isso não bastasse, uma mulher do passado de Bones está determinada a enterrá- lo de uma vez por todas. Envolta nas artimanhas de uma vampira vingativa, e ainda assim determinada a ajudar Bones a deter a magia letal que está para ser liberada, Cat está prestes a entender o verdadeiro significado de “sangue ruim”. E os truques que ela aprendeu como agentes especiais não irão ajudá-la. Cat terá que abraçar de uma vez por todas seus instintos de vampira de forma a salvar a si mesma – e Bones – de um destino pior do que a sepultura.

ATRAVÉS DO UNIVERSO
Amy deixou para trás seus amigos, seu namorado, seu mundo inteiro para se juntar aos pais a bordo da nave espacial Godspeed. Para a longa viagem, ela e seus pais foram criogenicamente congelados, esperando enfim acordarem em um novo planeta: Terra-Centauri. Porém, cinquenta anos antes do previsto, a câmara criogênica de número 42 é misteriosamente desligada, e Amy se vê forçada a sair de seu profundo sono de gelo. Alguém havia tentado matá-la. Agora, Amy está presa em um novo – e pequeno – mundo, onde nada parece fazer sentido. Os 2312 passageiros a bordo de Godspeed são liderados pelo tirânico e assustador Eldest. Elder, seu rebelde sucessor, parece ao mesmo tempo fascinado por Amy e ansioso por descobrir nele mesmo tudo o que se espera de um líder. Amy quer desesperadamente confiar em Elder, mas será que ela deve colocar seu destino nas mãos de um garoto que jamais conhecera a vida fora daquelas frias paredes de metal? Tudo o que Amy sabe é que ela e Elder devem correr para desvendar os segredos mais ocultos de Godspeed, antes que o assassino tente matá-la novamente.

CELESTIAL
Conheci alguém que mudou toda a minha vida: Matthias, o anjo da guarda de minha irmã adolescente, um homem honesto, engraçado, sexy… E imortal. Este era o problema. O que eu poderia fazer? Bom, fiz o que qualquer outra garota faria: apaixonei-me por ele. A irmã autista de Zoe gosta de se jogar na frente dos carros. Seu irmão acaba se envolvendo com drogas. Seus pais, sobrecarregados, sequer percebem que Zoe está completamente perdida, sem saber o que fazer de sua vida problemática. Zoe só vê uma saída para esquecer seus problemas: álcool, festas, baladas. Matthias, um guardião enviado por Deus, cuida da irmã de Zoe. Depois que a garota perdida se convence de que ele realmente é um anjo, ambos se envolvem em uma relação que pode mudar seus destinos completamente. Mas o Paraíso na Terra não poderia durar para sempre.

CIÚMES
O amor é um campo de batalha. Alguém deseja loucamente matar Dru… E ela, cansada de tantos fantasmas, chupa-sangues e zumbis, agora está sendo caçada por um Nosferatu de quatrocentos anos que libertou seu exército de chupa-sangues sedentos. Mas, armada e perigosa, não vai se entregar sem lutar. Dru finalmente chegou à Schola Prima – lar da Ordem e base de treinamento em luta vampírica – e sua vida está prestes a ficar um pouco mais perigosa, pois Anna, uma nova svetocha de cabelos vermelhos, acaba de surgir. Com perversidade, ela comanda a Ordem como um fantoche e prefere matar Dru a ter que dividir os holofotes. Dru tem algo que Anna deseja, e seu nome parece ser Cristophe Reynard… De que maneira Dru pode confiar na proteção da Ordem, se sua líder não a quer por perto? Dru Anderson não tem medo do escuro, mas deveria.

DEUSA DO AMOR
Mesmo a Deusa do Amor pode se apaixonar… Minha deusa, Pea Chamberlain precisa desesperadamente de uma transformação completa! Os sapatos, os cabelos, as roupas, a maquiagem: tudo é um desastre, e desse jeito ela não tem a mínima chance de atrair a atenção de Griffin DeAngelo, um bombeiro über-sexy, no baile de máscaras da corporação. E quem pode arrancá-la da lama de sua vida, quem senão a própria Deusa do Amor? Pea resolve invocá-la, tendo em mãos um poderoso livro de encantamentos. E, é claro, a deusa Vênus resolve fazer com Pea o que vem fazendo com muitos e muitos outros ao longo das eras: ajudá-la a encontrar o amor. Os problemas começam quando a Deusa do Amor também acaba, ela mesma, se apaixonando… pelo mesmo bombeiro! Será que Vênus também não precisa de uma transformação pelo amor? “Sexy, charmoso e engraçado… O romance de fantasia do ano!” Susan Grant, autora de My Favourite Earthling “Emocionante, inteligente, uma sequência da série Goddess. Sempre vale celebrar a habilidade com que P.C. Cast reafirma tudo aquilo que faz das mulheres os seres maravilhosos que são.”SBTB.com “Um verdadeiro banquete aos leitores que nunca se cansam de fantasia com uma boa dose de romance… P.C. Cast veio para ficar.” Romance Reviews Today

LOBOS NÃO CHORAM
O primeiro livro dessa incrível série de sucesso, Alfa e Ômega, de Patricia Briggs – Você não vai querer parar de ler! Anna nunca soube que Lobisomens existiam, até a noite em que sobreviveu a um ataque violento… E se tornou um deles. Depois de três anos como o membro menos importante da alcateia, Anna aprendeu a manter a cabeça baixa e a nunca, jamais, confiar nos machos dominantes. Foi então que Charles Cornick, o matador de aluguel e filho do líder dos lobisomens da América do Norte, entrou em sua vida.Charles insiste em afirmar que Anna não está destinada a ser somente sua grande companheira, mas também um raro e valioso lobo Ômega. A força interior de Anna e a sua presença tranquilizadora serão realmente valiosas quando ela e Charles saírem à caça de um lobisomem desgarrado, uma criatura dominada por magia tão negra que poderia ameaçar toda a alcateia… “Patricia Briggs sempre encanta seus leitores” – Lynn Viehl, autora best-seller do USA Today. “O mundo de Patricia, no qual bruxas, vampiros e lobisomens vivem perto de pessoas comuns, é plausivelmente construído; os personagens são maravilhosos, e a trama faz as páginas flutuarem” – Booklist

MINHA VIDA INDECISA
Por favor, por favor, leia este livro! Minha vida depende disso! Ok, talvez isso tenha soado um pouco melodramático demais, mas me desculpe: eu estou me sentindo um pouco melodramática no momento. É o seguinte… Meu nome é Brooklyn Pierce, tenho 15 anos e tenho um problema sério com “decisões”. Sério, eu não consigo nem me lembrar da última boa decisão que eu tomei na vida, mas me lembro de um monte de péssimas escolhas que eu fiz. Incluindo aquela festa que eu resolvi dar quando meus pais estavam viajando, aquela em que eu acidentalmente coloquei fogo em nossa casa. É este não foi um dia legal… Mas olha só, acabei tendo uma ideia: criei um blog. Nele, os leitores podem tomar minhas decisões por mim. Sim, é isso mesmo, eu desisti, joguei a toalha. Agora, deixo que uma outra pessoa decida que livro eu vou ler pras aulas de inglês, ou se eu devo ou não aceitar o convite para participar do grupo de debates, o convite que recebi daquele carinha bonitinho-mas-estranho que me salvou de morrer engasgada na cafeteria (nota mental: mastigar o melão antes de engolir). Eu deixo até que outra pessoa decida com quem eu devo sair! Bem, acontece que algumas coisas na vida não dependem das escolhas que você faz (ou que fazem por você), e o amor é uma delas. E agora tudo parece pior que antes… Mas você não precisa acreditar em mim. Leia o livro e decida por si mesmo. Você vai rir, chorar, gritar de agonia. Ou talvez só eu seja assim. Afinal de contas, esta é a minha vida!

Continue Reading

Livro: Cinquenta Tons de Cinza

E. L. James
(4/5)
Editora Intrínseca
2012
455 páginas

Sinopse: Quando Anastasia Steele entrevista o jovem empresário Christian Grey, descobre nele um homem atraente, brilhante e profundamente dominador. Ingênua e inocente, Ana se surpreende ao perceber que, a despeito da enigmática reserva de Grey, está desesperadamente atraída por ele. Incapaz de resistir à beleza discreta, à timidez e ao espírito independente de Ana, Grey admite que também a deseja.
Opinião: Parabéns à Intrínseca pelo excelente trabalho de divulgação! Depois de ler não sabia porque cargas d’água esse livro se tornou um best-seller, mas depois de ver as resenhas no Skoob, percebi que só pode ser pela divulgação.
O livro foi inspirado numa fan fic de Crepúsculo. E depois de saber desse fato tudo se tornou mais claro para mim.
Ana é uma menina tímida, ingênua e desastrada. Ela vai entrevistar Christian Grey à pedido da amiga e inicialmente odeia todo autoritarismo do rico empresário.
O que não dá para entender é que o homem se apaixona por ela, e chega à ponto de procurá-la no trabalho.
Como todo mundo sabe que se trata de um livro erótico, a gente fica lendo e esperando sexo, então acho que a maior parte da tensão sexual que existe no livro é fruto da nossa expectativa por sexo, que ainda demora a acontecer, diga-se de passagem.
O livro não é ruim, eu devorei numa tarde e devoraria os outros dois com a mesma velocidade, mas algumas coisas são meio perdidas.
Achei que por ser um livro e escrito por uma mulher as partes sexuais fossem mais elaboradas e não tanto “contos eróticos que o Marcelinho lê”.
Um exemplo disso é que a Ana é uma menina de 22 anos virgem, completamente inexperiente (ela só beijou dois homens na vida), romântica ao extremo, mas ela fica tão seduzida pelo Christian Grey que aceita transar com ele sabendo que o cara só sexo, nada além de sexo. Ela não é enganada e levada para cama, eles conversam e na boa ela aceita ir para o quarto com ele para resolver o “problema” da virgindade. Como se perder o hímen fosse o mesmo que obturar um dente.
Acho que perdi alguma coisa, mas não me lembro de ter visto na vida meninas românticas e virgens indo para cama com o primeiro que aparece para fazer sexo selvagem.
Mas tirando detalhes assim, o livro é bom. Nunca tinha lido um livro erótico, então não tenho com o que comparar, mas no geral não o achei ruim.

Continue Reading