Monthly Archives:August 2016

  • Blog Day 2016

    Blog Day
    Desde que entendo por blogueira (muitos anos antes do Polypop nascer) eu comemoro o Blog Day: Dia Internacional do Blog. É um dia que foi especialmente escolhido pela blogsfera gringa porque os números que formam a data 31.08 parecem formar a palavra BLOG.
    Neste dia, blogueiros do mundo todo devem indicar a seus visitantes novos blogs para que eles conheçam e interajam.
    É um dia para visitar novos blogs e celebrar a descoberta de novos conteúdos e novas pessoas.
    Há anos todos seguem as mesmas instruções a seguir…

    Instruções:

    1. Liste blogs que você ache interessante;
    2. Notifique os blogueiros que você indicar;
    3. Publique este post no Blog Day (31.08)

    Este ano, para sair um pouco do comum, resolvi indicar os blogs dos meus novos amigos do Clube do Livro ES. Sempre nos encontramos nos eventos literários (todo último sábado do mês tem Clube do Livro), somos capixabas e é mais do que válido mostrar que existe vida blogueira no Espírito Santo.
    Blog Day

    Indicados:

    Onde vivem os livros
    Reino da Loucura
    Laiara Dias
    Memórias Literárias
    Os livros de Bela
    Amo Livros e Filmes
    Ler para divertir
    Meu Passatempo Blábláblá
    Garotos Perdidos

    Quer ver meus indicados dos anos anteriores? Clique nos anos:
    2015 | 2014 | 2013 | 2012 | 2011 | 2010
    (Curiosamente eu não participei da data por dois anos consecutivos e deixei de brincar nos dois primeiros anos de Polypop T_T).

    Vocês também comemoram o Blog Day? O que acham da data? Já conheciam os blogs que eu indiquei? Se não conheciam visitem meus amigos. Eles são legais, juro.

    Imagens: Morguefile

  • Série: Stranger Things

    stranger-things
    (4/5)
    Em julho a internet foi abaixo por causa da série Stranger Things que estreou na Netflix. Todo mundo ovacionou, fez maratona, quis adotar as crianças e ouviu a trilha sonora até cair o ouvido de tanto ouvir música dos anos 80. A série fez tanto sucesso que até a Xuxa ajudou a procurar o Will!
    Stranger Things é uma série de suspense e ficção científica que se passa em 1983. Nela, um garoto (Will) desaparece misteriosamente na cidade de Hwakins, em Indiana e todos saem em sua procura.
    Nesta busca, seus amigos encontram Eleven, uma menina com poderes telecinéticos. E descobrem que existe um Mundo Invertido.
    Vou confessar que eu não caí de amores pela série. No início eu achei bem decepcionante, mas continuei assistindo porque é impossível não assistir, pelo menos para descobrir porquê as pessoas gostaram tanto. No final cheguei à conclusão de que é uma série boa, mas não é essa Coca-Cola toda não.
    A história em si não é tão interessante, mas quem viveu nos anos 80/90 vai encontrar tantos elementos da época que é impossível não ficar com uma sensação gostosa de nostalgia.
    A trilha sonora é perfeita e tem muitas referências a Steve Spielberg (E.T.), John Carpenter, Stephen King e outros.
    Fiz uma agradável viagem ao passado e agora quero saber o que vem mais por aí. Poxa, Netflix, libera logo umas 50 temporadas de vez!

    stranger-thingskids
    strangerthings-kids

  • The Versatile Blogger Award

    A queria Luly resolveu me ajudar nesta eterna saga de ter posts prontos e me indicou esta tag maravilhosa, The Versatile Blogger Award. Obrigada Cumadi!!!

    Versatile Blog Award

    Regras:
    . Agradeça o blogueiro que te indicou;
    . Inclua nesse post um link de volta para o blog que te indicou;
    . Nomeie 15 blogueiros que você gosta de acompanhar, ou que você siga regularmente;
    . Avise os blogueiros que foram indicados;
    . Compartilhe 10 fatos sobre si mesmo;
    . Adicione a imagem do prêmio The Versatile Blogger Award.

    Indicados: Fernanda, Jeh, Livs, Patty, Chell, Tefa, Nary, Tamara, Neli, Clayci, Thais, Sandro, Dafne, Monique e Mariana

    10 fatos sobre mim:

    01. Sou ansiosa. Não aquele tipo de ansiedade de dar dor de barriga e ficar sem dormir. Ansiedade de tomar remédio e fazer acompanhamento médico. Ansiedade de ficar deitada olhando para o nada ou jogando qualquer coisa inútil por não conseguir fazer o que eu preciso e ficar engessada por isso e também não fazer o que eu gosto/quero. Um ciclo interminável e horrível.

    02. Fiz cirurgia para correção de miopia, mas continuo com manias de míope. Esqueço que estou enxergando e tenho visão lateral e não olho para os lados, logo não reconheço as faces que estão na minha visão periférica. Escrevo com a cabeça abaixada. Se não estou olhando para um ponto eu não escuto, etc. A miopia se livra da gente, a gente não se livra da miopia.

    03. Não entendo indiretas, não sei esses joguinhos de paquera. Se alguém estiver gostando de mim, seja claro porque sou muito literal. Se me chamar para ir ao cinema eu vou querer ir para assistir ao filme, oras.

    04. Não é todo dia que eu estou com paciência com as pessoas. Mesmo se você for meu amigo e eu gostar muito de você vai ter dias que eu vou preferir ficar deitada na cama assistindo seriado. Eu preciso me afastar e ter momentos sozinha.

    05. Adoro rotina e não gosto de coisas novas. Se eu comer algo uma vez e gostar este será sempre o meu pedido. Califórnia Maltine no Califórnia Coffee, gelato de cookies no “pinguim” (Cremino), shake mix de ninho trufado no Chiquinho Sorvetes… entre outros. Sou assim com música também. Estou sempre ouvindo as mesmas músicas desde 1998. Acho que a cada 20 músicas velhas eu acrescento uma nova.

    06.Acho muito difícil preencher formulários no campo profissão. Estudante? Cozinheira? Atriz? Confeiteira/Doceira? Gastrônoma? Bacharela? Blogueira? QUE DIABOS EU FAÇO DA VIDA?
    noidea
    07. Também não sei direito o que eu quero da vida. Quero ser muitas coisas, gosto de muitas coisas e ter que decidi entre uma delas é difícil demais. Gosto de fazer teatro, gosto de cozinhar, gosto de escrever, gosto de estudar… Tento fazer isso tudo, mas é Poly demais pra muitas vidas que eu quero.

    08. Se me disserem expressamente “Fale inglês” eu vou começar a falar Francês. Alguma região do meu cérebro dá pane e eu confundo os idiomas. O mesmo não acontece se a pessoa chegar para mim falando diretamente o inglês ou o francês. Posso gaguejar e não responder direito, mas vou entender tudo.

    09. Amo gatos. Prefiro gatos a cachorro, apesar de amar os caninos. Gosto tanto de felinos que minha primeira palavra foi gato (‘dato’). Acho que não é a toa que eu tenho 6 hoje em dia. Impossível não resistir àquelas bolinhas de pelos com patinhas assassinas de almofadas.

    10. Meu bolo de aniversário preferido não é bolo, mas sim uma torta. Amo Floresta Negra e se não tiver parece que eu não fiz aniversário.
    cake

    Imagens: Giphy