Monthly Archives:October 2016

  • Top 3 de Halloween

    Eu adoro Halloween! Na época de escola e curso de inglês era a data mais esperada no ano. Minhas fantasias eram as melhores e eu sempre ganhava prêmios ganhei duas medalhas de melhor fantasia.
    Com o passar dos anos as festas e as oportunidades de festa foram acabando, mas a data sempre terá um lugarzinho no meu coração e eu comemoro de outras formas (como postar no blog).
    Este ano eu fiz um top 3 das minhas coisas favoritas que tenham a ver com o Halloween:
    top 3

    TOP 3 FILMES

    1. A Órfã
    O melhor filme de todos os tempos: uma adorável garotinha de origem russa, de 9 anos é adotada por uma família americana e coisas estranhas começam a acontecer na casa.
    E a voz da Esther cantando no trailer? Que amor! Isabelle Fuhrman fez uma atuação excelente. E tem Vera Farmiga divando.
    É um filme bem fraco para quem gosta de filmes de terror, mas é um dos meus favoritos de todos os tempos.

    2. Invocação do Mal
    Pode colocar os dois filmes, né? Vera Farmiga (rainha suprema) e Patrick Wilson fazendo Ed e Lorraine Warren são os melhores. A química entre os dois atores em cena é ótima e eu fico tão encantada com a atuação dos dois que esqueço que são filmes de terror.
    A parte mais assustadora nos filmes é no início quando falam que são baseados em fatos reais. A freira maldita do segundo filme também me assustou bastante (porque eu odeio freiras malditas e palhaços), mas o terror é em um nível bem aceitável.
    ed-lorraine-warren

    3. Pânico
    A trilogia toda entra aqui, até mesmo o 4º filme que eu não gostei. Pânico foi o filme que me despertou para o gênero. Eu ia pro cinema com minha mãe assistir na estreia e a gente se amarrava.
    Assisti a todas as outras franquias, como Eu sei o que vocês fizeram no verão passado… mas nenhum outro filme é tão bom quanto Pânico.
    Aprendi todas as dicas de não atender à porta, não ficar conversando com estranhos no telefone e não subir às escadas ao ser perseguida com ele. Merece a colocação.

    TOP 3 SÉRIES

    1. Penny Dreadful
    Amor da minha vida que eu nunca vou superar o fim. Penny Dreadful conta a história de Vanessa Ives e sua luta contra as forças do mal. Tem lobisomem, vampiros, o Dr. Frankstein e sua criatura, bruxas e a melhor parte: Eva Green falando o Verbis Diablo.
    Só de lembrar que acabou bateu a bad e a vontade de ir no cemitério levar flores para a Vanessa Ives.
    penny_dreadful_1

    2. Bates Motel
    Olá, Vera Farmiga, você vem sempre aqui?
    Eu juro que eu comecei a assistir a série por causa de Psicose e que nem sabia que a Vera fazia parte do elenco (muito menos que era protagonista), mas foi impossível não me apaixonar, né?
    Fico com tanta raiva da Norma e do Norman que faço maratona quando começo a assistir. Genial a ideia de fazer uma série contando como o assassino chegou ao auge em Psicose.
    Um Tocantins inteiro para a produção.

    3. Salem
    Dia das Bruxas sem bruxas não é Dia das Bruxas, né amores?
    Eu coloquei Salem na geladeira quando viciei muito em Penny Dreadful, mas a história é boa e eu preciso retomar, e quem sabe reassistir tudo.

    TOP 3 CLIPES

    1. Everybody
    Everybody era meu clipe de Halloween preferido quando passava naqueles especiais da MTV. Eu nem gostava muito dos Backstreet Boys, mas Everybody era a música que eu mais gostava e sabia até a coreografia.

    2. Don’t wanna let you go
    Alguns anos depois Five lançou um clipe na mesma vibe de terror/suspense e eu amei (e não era apenas porque eu era fã da banda).
    Tem a utilização da tecnologia para assustar os meninos da banda e eu adoro a fã nerd louca dos computadores.

    3. Viva Forever
    A música é linda e o vídeo não deveria ser de terror, mas gente a história é muito bizarra. Duas crianças entram na floresta e se perdem. Eles encontram um brinquedo e de dentro dele saem as fadinhas malditas das Spice Girls, que ficam dançando e levam o menino embora.
    Quem precisa de filme de terror quando se tem um clipe das Spice Girls? Ninguém, né?

    TOP 3 MÚSICAS

    1. Halloween – Aqua
    2. Thriller – Michael Jackson
    3. Highway to hell – AC/DC

    TOP 3 LIVROS

    1. Os Sete
    2. Sétimo
    3. Sementes no gelo

    Eu não leio muitos livros de terror. Prefiro os romances e os suspenses. Acho que todos os que eu li foram do André Vianco e sou realmente fã da escrita dele. Li muitos livros do cara e todos são bons, mas selecionei os que eu mais gostei.

    Meu Top 3 de Halloween ficou assim e o seu? Como seria?

  • Planning 101: Como escolher um planner?

    Depois de ver tantos planners lindos e saber que existem tantos modelos lindos bate aquela dúvida enorme sobre qual deles ter. No post de hoje vou ajudar você a escolher o seu. Para se escolher um planner levar em conta alguns fatores:

    – Objetivos (o que eu quero com um planner?)
    – Estilo (tamanho e formato)
    – Onde vou usar (será ou de bolsa ou ficará na sua mesa de trabalho?)
    – Quanto quero investir

    planning-101_como-escolher-um-planner_

    OBJETIVOS: O QUE EU QUERO COM UM PLANNER?

    Uma das primeiras coisas que devemos nos perguntar na hora de escolher um planner é: para que eu quero um planner?
    Cada um tem uma necessidade específica e o planner que serve para mim pode não servir para você, então devemos saber da nossa rotina e nossas necessidades antes de escolher um planner só porque ele é bonito.
    Se você quer um planner cuidar de toda as áreas de sua vida: casa, finanças, trabalho e família, a ideia de um planner maior deve ser levada em conta.
    Argolados tamanho A5, Happy Planner e Erin Condren podem ser boas opções.
    Se o seu objetivo é ter um memory planner, o espaço maior também é importante.
    Já o planner for apenas para organizar uma parte vida, como trabalho ou blog o tamanho não tem tanta relevância.

    ESTILO

    O tamanho e o formato também devem ser levados em conta. Nem todo mundo se adapta a planners com espirais ou argolados. Tente conhecer os planners, imprima alguns inserts(miolos) e use em casa como teste. Isso ajuda a conhecer melhor o formato e ter uma noção real do planner.
    Às vezes o seu planner dos sonhos pode não ser aquilo tudo quando você estiver com ele em mãos.
    Meu sonho sempre foi ter um planner Kikki K. Realizei meu desejo com um Vanskap e não consigo me adaptar de jeito nenhum com ele.
    Seria um planner de bolsa, pois ele é do tamanho personal, mas acho muito pesado para levar no dia a dia e acabo deixando-o em casa.

    ONDE VOU USAR?

    Você quer um planner para deixar dentro da bolsa ou para deixa-lo em casa (ou no trabalho)? Uma planner grande pode ser desconfortável de levar na bolsa. Se o seu planner ficará mais tempo em um lugar fixo o tamanho não irá interferir na escolha.

    QUANTO QUERO INVESTIR?

    Quanto você tem no bolso para investir no seu planner? Há opções de planners para todos os bolsos. Seu orçamento está apertado? Tente fazer seu próprio planner ou um BUJO. Há várias ideias e tutoriais legais na internet. Vale a pena tentar.
    O céu é o limite para o seu bolso? Que tal investir em um Filofax de couro? Alguns modelos podem chegar a 700 brasileirinhos.

    ONDE COMPRAR?

    Felizmente já temos diversas lojas para comprar planners no Brasil. Pesquisando nos grupos de papelaria que eu participo selecionei as lojas mais conhecidas e coloquei o link abaixo.

    A Craft
    Enjoy Planner
    Evertop
    La Pomme
    Meg & Meg
    Paperview
    Planner Girl

    Já escolheram o planner para 2017? Eu já encomendei o meu e estou morrendo de ansiedade *o*

    PS: decoração da semana passada no meu Happy Planner está no YouTube.

  • Planning 101: Quais tipos de planners existem?

    quais-planners

    Quando comecei no mundo dos planners minha principal dificuldade foi saber qual comprar. São tantas opções que ficamos completamente perdidos.
    Em 2012 eu parei de usar as agendas convencionais e comecei a comprar agendinhas fofas asiáticas, que são planners, mas eu usava como agenda.
    (A Carol fez um post maravilhoso falando das diferenças entre planners e agendas, então deixo o link para vocês lerem ).
    Os planners existentes são:

    ARGOLADOS/FICHÁRIO

    Usando um vocabulário bem leigo: são fichários (aqueles que a gente usava na escola) adaptados para serem usados como agenda.
    Claro que a capa é diferente, algumas são de couro, por exemplo e o material utilizado é de uma qualidade superior. Há compartimentos (bolsos) para colocar blocos de notas e caneta.
    Os tamanhos são variados e a maioria pode ser encontrada em tamanho A5, Personal e Pocket.
    As marcas mais conhecidas são:
    Kikki K
    Filofax
    Color Crush– Carpe Diem
    Redfax (nacional)
    – Tilifax – Tilibra (nacional)

    A principal vantagem é que você pode projetar o planner para usar como quiser. Pode fazer divisórias para cada área da sua vida. E seções infinitas.
    Você pode colocar sua vida inteira no planner. Eu divido meu Kikki K em calendário mensal e semanal, listas de to do, séries que acompanho, filmes para assistir, livros para ler, aniversários e blog.
    O tamanho vai depender do seu objetivo com o planner. O tamanho ideal para bolsas é o personal ou pocket. O A5 é melhor para deixar em casa ou no ambiente de trabalho. Não é um tamanho agradável para carregar para todo lado.
    O meu planner Kikki K é personal e mesmo assim eu o acho grande para levar na bolsa.
    Outra vantagem é poder inserir e retirar páginas com facilidade. Você não precisa carregar todos os meses do ano na agenda.
    A maior desvantagem é a opção infinita de possibilidades. Eu não consigo escolher um modelo de miolo. Não sei que páginas colocar dentro e ainda fico perdida com as divisões que quero fazer.

    ESPIRAIS

    Os planneres espirais foram os primeiros que eu conheci. Na verdade, o planner life da Erin Condren que me despertou este desejo em planners e “agendas” mais completas. A partir dele que comecei a pesquisar mais e a não ficar tão louca com o preço.
    Os modelos mais conhecidos são:
    Erin Condren
    Paperview (nacional)
    Evertop (nacional)

    Vantagem: vem completinho com os meses e dias da semana. Há opções de planners datados e não datados. As marcas já tem os layouts dos miolos definidos e você só tem o trabalho de escolher o que mais te agrada e utilizar. Gosto de dizer que eles vêm pronto para o uso, enquanto os argolados precisam ser trabalhados.
    Desvantagem: Não é possível acrescentar páginas novas, nem personalizar, mudar o layout do miolo.

    DISCOS/SISTEMA ARC

    São discos inteligentes que você consegue retirar e colocar a folha no planner. A primeira vez que vi achei que fosse mágica, mas com o tempo fui me acostumando.
    Esse sistema é utilizado nos cadernos Arc da Staples. O planner que usa esse sistema é o Happy Planner. De todos eles se tornou o meu queridinho.

    O Happy Planner foi o meu primeiro planner. Eu me apaixonei pelos corações nos discos e pela “mágica” de colocar e tirar as páginas na maior facilidade do universo.
    Depois veio o layout lindo e os milhões de adesivos imprimíveis para customizar e deixar o planner ainda mais lindo.
    Até o início do ano só existia Happy Planner em tamanho A5, mas agora já existe o Big Happy Planner (quase o tamanho A4) e o Mini Happy Planner (tamanho personal).
    Neste momento eu falaria das desvantagens do Happy Planner, mas todos os problemas foram solucionados com os últimos lançamentos.
    Agora os tamanhos são variados, eles lançaram capinhas para poder levar o planner na bolsa, existem vários layouts, pode imprimir inserts novos e colocar no planner.
    Dentre todos os planners, é o que tem o melhor custo x benefício.
    Desvantagem é só ter uma vida quando existem tantas opções de Happy Planner no mercado. Ou morar no Brasil, enquanto nos EUA as lojas Michaels estão com Happy Planners caindo em cima dos clientes… Fora isso, sinceramente não sei o que seria de desvantajoso no planner.

    TRAVELER’S NOTEBOOK

    O Traveler’s notebook é uma capa para cadernos. O original é da marca japonesa Midori. Eles produzem a capa de couro com elásticos, onde são acoplados os cadernos.
    O sistema de elástico permite a adição de diversos cadernos. É possível ter um caderno para cada área da vida e carrega-los todos ao mesmo tempo, em um só lugar.
    Você pode ter um caderno para planejamento mensal, um para planejamento semanal, um para finanças… e do jeito como você desejar.
    A empresa fabrica diversos tipos de cadernos e você monta o planner conforme as suas necessidades. Diversas marcas já copiaram o modelo e tem vários DIY no YouTube ensinando a fazer o seu próprio “dori” (como ficaram conhecidos). Você pode fazer a capa de papel, tecido, couro…
    No Brasil a loja A. Craft possui diversas capas e vários estilos de cadernos fofos.
    Vantagem: é customizável como o argolado e você é livre para montar o planner como quiser. Além do tamanho ser o ideal para carregar na bolsa (15x21cm) – o tamanho do planner da A.Craf. Quando o caderno chegar ao fim é só comprar outro e colocar no lugar.
    Desvantagem: acho que o tamanho dele impede com que ele seja o planner principal. Gosto muito do formato e de toda “tecnologia” de elásticos, mas o tamanho só é bom para levar na bolsa. Não me vejo planejando o mês e fazendo o que eu faço no Happy Planner em um Midori.

    *BULLET JOURNAL

    Bullet Journal não é bem um tipo de planner. Trata-se de um sistema de organização criado por Ryder Carroll e ele ensina no site http://bulletjournal.com/ (em inglês) como fazer o seu. As únicas coisas que você precisa para ter o seu bullet jornal (que a gente pode chamar de BUJO) é um caderno e uma caneta.
    As três principais seções sugeridas por Carroll são: índice (onde você irá colocar a numeração da página), log do mês (onde você coloca o seu planejamento mensal), log do dia (onde fica seu planejamento diário) e log do futuro (são os meses seguintes).

    Apesar de ser bem simples a ideia do criador, as meninas que estão no mundo dos planners há mais tempo fazem verdadeiras obras de arte com os BUJO delas. O céu é o limite em se tratando de BUJO.
    Eu estou doida de vontade de começar um BUJO para levar na bolsa, mas preciso cumprir minha promessa de só começar um BUJO quando eu terminar de escrever na última página do meu caderninho de organização.
    Além do site do Ryder, a Thais Godinho fez um post bem explicativo sobre o BUJO.

    Eu sei que os posts estão gigantes e mesmo assim sei que ainda existem dúvidas sobre o assunto, então se tiverem dúvida ou quiserem saber mais sobre algum planner podem falar :)