Ultimamente eu ando tendo um relacionamento bem próximo com Santo Antônio. Eu não estou desesperada p/ casar, antes que pensem que eu bati a cabeça e estou querendo um marido a todo custo. Mas é que eu to cansada de correr atrás dos errados e ajudaria muito se o próximo fosse o certo. Então quando a gente (eu e o Santo) começamos a aumentar nossa comunicação, o “próximo da lista” sumiu, ai eu briguei com o Santo, claro! Onde já se viu, eu peço ajuda e ao invés de me dar um marido, ele afasta os pretendentes?! Mas fizemos as pazes (ainda falando do Santo) e passei a ver isso como um sinal de que o “próximo” não era o certo.
Ai ontem eu estava deitada no sofá, no sol, morrendo de frio e cólica e meio grog por causa do remédio p/ cólica e pedi de novo (porque eu faço minhas preces assim, do nada, no meio da rua, tomando banho, dentro do ônibus… ) : “Me dá um marido?” e quando eu levanto do sofá com a cara amassada e cabelo bagunçado e jogado na cara, o que é que eu vejo piscando em laranja na minha tela?! O nome do bendito!! Ai eu volto a falar com o Santo Antônio: “Porra!? Assim, do nada?”
Mas nem foi reclamando, me pegou desprevinida mesmo, tanto que ele ficou se explicando porque ele sumiu e não enviou mensagem e eu estava tão bêbada de remédio que não conseguia responder nada a não ser “ok”, fora as anormalidades que eu falei e ele deve ter me achado louca.
A incógnita agora é se Santo Antônio fez isso porque o próximo pode chegar a ser marido ou porque ele estava me ajudando a me livrar dele. Hein?!
*acho que se eu tirar o menino Jesus ou afogar a imagem do Santo ele faz as coisas de uma forma mais clara*