Sábado aconteceu na Logos do Shopping Vitória um bate-papo e autógrafos com os autores Maurício Gomyde e Graciela Mayrink. Também foi o lançamento em terras capixabas dos livros A máquina de contar histórias e A namorada do meu amigo.

Graciela e Maurício antes do evento
Graciela e Maurício antes do evento

Eu já estava super animada para o evento e acho que fui a primeira pessoa a confirmar a presença quando a Novo Conceito me convidou pelo Facebook. Sério, eu estava louca para ir à Bienal do Livro de São Paulo e conversar com os autores, pedir autógrafos e todas essas coisas, mas não deu para ir esse ano. Quando soube dessa oportunidade saí literalmente correndo pela casa e pulando de felicidade.
Minha alegria ainda foi maior quando o Maurício me convidou, na véspera do evento, para mediar o debate e fazer as perguntas. Fiquei lisonjeada. E eu aceitei, claro.
Na terça-feira da semana do evento eu comecei a passar mal com uma virose (febre, vômitos, etc), tomei medicamentos e muito líquido e melhorei na sexta (amém) e nem estava mais lembrando que tinha ficado doente na semana, mas acordei meio mal no sábado (justo no dia do evento!). E o que eu fiz? Um remédio caseiro maluco que me deixou tonta e com uma dor tão forte no estômago que eu queria desmaiar, mas respirei fundo, coloquei um sorriso no rosto, disse para minha mãe que estava tudo bem e saí. Se eu falasse que estava sentindo qualquer coisa ela não me deixaria sair de casa, então usei todo restante de força que tinha e fui para o ensaio do teatro.
Após o ensaio eu já estava um pouco melhor e fui direto para o Shopping Vitória, onde fica localizada a Logos.
Como era um pouco cedo (saí do teatro as 10 da manhã) e tinha marcado de me encontrar com o Maurício e a Graciela apenas às 14h30, aproveitei o tempo livre para assistir a um filme.
Não estava mais passando mal depois do filme, mas preferi voltar para minha dieta de doente: arroz e macarrão sem molho.
Dei mais umas voltinhas pelo Shopping e fui para a Logos esperar o Gomyde. Fiquei procurando uma franja jogada de lado, mas no final foi ele quem me encontrou.
Se não pareceu, eu repito, eu sou extremamente tímida e estava a louca surtada por dentro por estar conhecendo um dos meus autores preferidos, mas coloquei um sorriso no rosto, fingi que nada estava acontecendo e conversamos como se já nos conhecêssemos há tempos.
Combinamos como seria o bate-papo, qual o local seria mais adequado (dentro ou fora da livraria), arrumamos o lugar e essas coisas todas enquanto a Graciela não chegava. O sobrinho do Maurício, Lucas, também estava presente e ajudou na organização.
Aproveitei para presenteá-lo com uma caixinha com meus famosos brigadeiros de café e um marcador do Polypop (dei o mesmo presentinho para a “Graci”).
Em agradecimento ganhei uma caneca autografada do Maurício. E comprei o box com todos os livros independentes que ele lançou, voltei para casa com tudo autografadinho *o*
Pouco tempo depois que arrumamos o lugar, chegou a Graciela divando, com seu lindo vestido esvoaçante cheio de pontas e cores medievais. Agora eu sei porque os livros que ela escreve são fofos, ela é fofa! Dá vontade de apertar e não deixar ela ir embora.
Até brinquei com eles se não teve “vingancinha” dessa vez, mas a trégua de paz está mantida entre os autores da Novo Conceito (risos).
Terminamos de arrumar a mesa com os brindes a serem sorteados e ficamos papeando, juntamente com os outros leitores que foram chegando.
O bate-papo começou às 16h10, com o mezanino da livraria cheio de gente louca por livros.
Eu nunca tinha mediado nada na minha vida e estava bem insegura, mas acho que tudo deu certo no final. Perguntei coisas do tipo como foi a trajetória deles, como é o processo de escrita, como se faz para entrar em uma editora e qual é o relacionamento deles com os blogueiros e depois abrimos para perguntas em geral.
Gostei muito do bate-papo, principalmente para quem quer escrever um livro ou já tem algo escrito. Eles deram muitas dicas valiosas e foi muito motivador ouvir eles contando como foi a história deles.
Após o bate-papo foi feito o sorteio dos brindes. Infelizmente eu não ganhei nada, mas peguei vários marcadores e tenho meus livros autografados, por dois dos meus autores preferidos. Já tinha ganhado meu dia.
Eu me esforcei muito para ir embora porque eu queria continuar lá papeando o resto da vida, mas eu precisava resolver umas coisas e ir para casa, então, pela milésima vez me despedi dos autores e do restante do pessoal que estava lá e fui embora, com o coração feliz pela experiência e apertado de saudade.
Brindes sorteados no evento
Brindes sorteados no evento

Eu feliz da vida com o Maurício Gomyde (até ganhei 'covinhas' de felicidade)
Eu feliz da vida com o Maurício Gomyde (até ganhei ‘covinhas’ de felicidade)

Eu e a fofíssima da Graciela, com todos os meus livros autografados *o*
Eu e a fofíssima da Graciela, com todos os meus livros autografados *o*

A caneca linda que eu ganhei e todos os livros comprados ontem (e eu jurei pra minha mãe que não iria mais comprar livros... Ooops!)
A caneca linda que eu ganhei e todos os livros comprados ontem (e eu jurei pra minha mãe que não iria mais comprar livros… Ooops!)

Box autografado até na capa (dentro todos os livros estão assinados e dedicados <3)
Box autografado até na capa (dentro todos os livros estão assinados e dedicados <3)

Todo mundo junto ao fim do bate-papo
Todo mundo junto ao fim do bate-papo

O Sandro Honorato também estava presente e no início ele estava muito tímido, mas eu o apresentei para os autores e no fim do evento ele já estava mais solto e quando fomos embora já tínhamos quebrado todo gelo.
Acho que nunca comentei aqui, mas conheci ele pessoalmente esse ano, dentro da UFES, eu indo para aula de francês e ele saindo da de inglês. Na verdade, ele quem me abordou e eu até me assustei porque a primeira coisa que ele me perguntou foi se eu era a Poly do Polypop (pensei: “virei famosa?”), nem tivemos tempo de conversar, nem nada, mas foi um primeiro encontro ao vivo. No sábado mesmo que conversamos e tiramos fotos juntos.
Eu e o Sandro em uma #selfie pós evento.
Eu e o Sandro em uma #selfie pós evento.