Como instalar uma antena externa ao estilo Girl Power

Sou do tipo de pessoa que pensa: se alguém já fez eu também posso fazer, se ninguém fez eu posso ser a primeira a fazer. Partindo deste princípio se eu começo um projeto não vou desistir tão fácil assim.
Então precisávamos comprar e instalar uma antena externa. Há anos nossa antena externa caiu e só usávamos a interna. Nas últimas semanas nossa antena interna não estava pegando nada e assistir TV aberta era por meio de live streaming no computador conectado na TV.
A solução era simples: comprar uma antena externa. A parte complicada: encontrar alguém que fizesse a instalação.
Neste mundo globalizado e conectado comecei a pesquisar sobre antenas e acabei descobrindo como se instalava uma. Não era difícil, então resolvi tentar.
Compramos a antena, os cabos, os conectores, os parafusos e lá fui eu para a varanda tentar montar.
Comecei marcando na parede onde eu iria furar. Coisa linda, marcada com lápis e certinha. Fiz o primeiro furo, coloquei a bucha(?) e fui feliz da vida fazer o segundo furo e pléimA broca da furadeira caiu no chão! Achei que o concreto fosse muito duro, marquei para furar em outro canto e pléim de novo. Fiz isso em todas as direções possíveis para posicionar o segundo furo e nada de dar certo.
Fiquei murchinha , triste e desanimada. Minha mãe chegou e mandou eu guardar as ferramentas que ela chamaria um marido de aluguel para fazer o serviço. Me senti criança quando a mãe tira o brinquedo.
Concordei e fui guardando as ferramentas desanimada. Então eu tive a brilhante ideia de ler o manual de instruções da furadeira (porque obviamente eu não fazia a menor ideia de como usar uma furadeira). Li, reli, entendi que eu estava fazendo tudo totalmente da forma errada, engatei as peças novamente, coloquei a broca no lugar, acertei os botões e… consegui fazer o segundo furo!!!
Fiz o furo, coloquei a bucha no lugar e na hora de colocar o parafuso não tinha força suficiente para apertar e precisava de um alicate. E claro que nosso alicate desapareceria justamente neste momento. Sem problemas, moro ao lado de um material de construção e fui lá comprar um alicate novo.
– Moço, você tem alicate?
– Alicate universal?
– Não sei. Ele tem dentinhos?

O vendedor teve que parar por uns 15 segundos para pensar antes de me responder. Sim, era o alicate de dentinhos!
Voltei para a casa feliz da vida com o alicate novo e fui apertar os parafusos. Detonei com o esmalte de duas unhas, mas prendi o suporte e coloquei a antena. Ficou lindo e certinho no lugar.
Depois cortei os fios, espetei todos os meus dedos colocando os conectores, desci com os cabos, instalei nos televisores e agora minha mãe pode ver à novela em alta resolução.
Deu trabalho, quebrei a cabeça, mas ver que consegui fazer um serviço de homem, valeu à pena DEMAIS!

PS: todos os dedos estão no lugar, nenhuma unha foi quebrada e o esmalte foi reparado posteriormente.
we-can-do-it

Continue Reading

#polypopday2015

Depois de tudo que aconteceu ano passado e me fez cancelar minha festa de aniversário eu tinha desistido de comemorar esse ano novamente, mas por acaso o senhor que vende água de coco aqui perto de casa avisou minha mãe que o filho dele estava fazendo salgadinhos para pagar a faculdade. Minha mãe com pena do rapaz disse que iria encomendar. Como estava bem perto da data do meu aniversário tivemos a ideia de comprar os salgadinhos, um bolo e fazer uma reuniãozinha com os amigos.
Resolvi completar com uns docinhos e cupcakes. Já tinha material para decoração e aproveitei para enfeitar a casa toda.
Aproveitei umas folhas adesivadas para impressão e fiz os convites. Comprei os descartáveis e as bebidas e tcharam! Uma festa pronta em 20 dias.
Trabalhei muito, mas adorei ver o resultado final.
Os convites e as lembrancinhas foram biscoitos amanteigados. Um mimo para os convidados tomarem com chá em casa.
De comidinhas teve: salgadinhos diversos, cachorro-quente, brigadeiro tradicional, brigadeiro de café, beijinho, cupcake floresta negra, torta de chocolate com nozes, marshmallow, balas, pirulitos e Bis. De bebidas: refri, suco, cerveja e água.
Trilha sonora toda do Borboletando (Mixtapes maravilhosas da Vicky).
Decoração com papel de seda e cartolina nas cores rosa, verde e branco.
O resultado foi esse:
Polypopday2015
(mais fotos aqui)
Obrigada a todos os amigos pela presença. Adorei passar um tempo com vocês. ^_^
beda

Continue Reading

Eu era normal 3 gatos atrás

crazy-cat-lady
Todo mundo sabe que eu sou a “mamãe” do Cookie, do Brownie, da Pudim e do Muffin. E isso era perfeitamente normal aceitável.

Um gato: que fofo!
Dois gatos: é bom que um faz companhia ao outro
Três gatos: você tem TRÊS gatos?
Quatro gatos: quantos você disse mesmo?

Então em julho, dois dias depois da minha cirurgia, minha mãe encontra um gatinho branco perdido no meio da rua, torrando no sol de meio-dia e me conta a história. Saí correndo com uma caixa na mão (e com os olhos fechados), peguei o bicho e enfiei no banheiro da piscina.
Dei banho, água, comida e brinquedo. Procurei um dono para ele e o levei no veterinário. Quem não iria querer um gatinho branco de olhos azuis, filhotinho e mansinho? Ele ficou um mês no banheiro fazendo tratamento para sarna otodécica e eu não queria dar nome para ele nem por decreto (nunca dê um nome para algo que você não quer se apegar)! Mas minha mãe já foi dando o nome de Biju no bicho e me passando a responsabilidade de dar banho e remédios… acabou que o Biju ficou. Ainda faz tratamento para sarna, mas já está bem controlada e ele já dorme dentro de casa junto com os outros bichanos.
Biju
Se não bastasse o Biju, nem um mês depois que ele apareceu aqui em casa, eu encontro uma gatinha preta e branca no meu muro. Mansinha, novinha e linda. Enfiei dentro de uma caixa e levei no consultório veterinário (claro!). Também estava com um pouquinho de sarna e quando fui aplicar a medicação a bichinha me saiu correndo e pulando para o meio da rua (!!!!). Corri atrás da gata louca (que fugiu por um pequeno buraco no muro), dei o nome de Pipoca e a coloquei dentro do banheiro com o Biju. E comecei a procurar lar para DOIS gatos.
Eu já não queria um gato filhote, imagina se eu iria querer dois gatos filhotes e uma sendo fêmea? Mas nem em sonho! Só que ninguém queria a gata, ela foi ficando, fui medicando, tratando, cuidando… me apaixonei e estou com SEIS gatos dentro de casa.
Pipoca
Passei as férias de julho praticamente fazendo um estágio veterinário de tanto que eu dei medicamentos e levei felinos no consultório. Aprendi umas 10 técnicas diferentes de dar remédio, umas 5 para dar banho e mais uns 3 truques novos para fazer gatos obedecerem (risos).
Biju e Pipoca
Virei uma crazy cat lady, mas sou feliz porque eu não preciso assistir vídeos de gatinhos fofinhos na internet, eu tenho gatinhos fofinhos pela casa ronronando e me fazendo rir *aperta um felino*.
elmyraduff
Mas por favor, pelo amor de tudo o que é mais sagrado NÃO DEIXEM MAIS NENHUM GATO NO MEU PORTÃO!
badge_post_01

Continue Reading