Já me perguntaram algumas vezes como eu estudo ou uso alguns itens de papelaria, mas me faltava tempo para fotografar tudo e fazer um post específico.
Finalmente consegui separar o material de estudo e as fotos para criar o post. Espero que seja útil.
Eu uso lápis de cor neon da Faber Castell para marcar códigos e vade mecum. Os lápis não mancham a folha e como são 8 cores diferentes dá para separar o conteúdo na hora de estudar.
estudo1
Também uso essas flags para separar os códigos e leis mais importantes no vade. Tem um kit específico de marcadores para códigos, mas acho caro e acabo usando as flags mesmo.
estudo2
Na hora de estudar, eu fico com o livro e um caderno por perto para fazer esquemas e mapas mentais com desenhos.
estudo3
estudo4
Fico com alguns post-its pequenos para marcar as páginas dos livros com esquemas (não vou copiar no papel o que já está no livro, né? Só deixo marcado para facilitar na hora de revisar).
estudo5
Quando fiz cursinho para OAB alguns professores tinham músicas. Lembro delas até hoje e uso o post-it de nota musical para escrever a letra e lembrar na hora de revisar.
estudo6
Tenho dois planejamentos. Um genérico que eu fiz e deixo colado no quadro de avisos e um específico no computador, com a matéria que vou estudar naquele dia e a divisão certinha dos horários. O do quadro de avisos eu faço com canetas stabillo e lápis de cor para ficar bem bonitinho e o do computador é uma tabela no Word, cheia de frescura.
estudo7
estudo8

Algumas outras dicas para estudantes de Direito (apenas) são:

– Se durante a faculdade você sabe que não vai mesmo advogar, não compre doutrinas caras, cheias de volumes e de autores renomados. Pegue todas na biblioteca da faculdade, leia antes das provas, anote trechos importantes e estude para as provas apenas com resumos, sinopses e apostilas.
– Se você quiser mesmo comprar um livro durante a faculdade prefira as sinopses ou livros no estilo “esquematizados“. São volumes únicos, com linguagem fácil, questões para resolver e, geralmente, mais baratos que as doutrinas dos grandes autores.
– Não use sinopses ou esquematizados para fazer trabalhos, artigos ou monografia. Por favor, né? Se você vai falar sobre uma coisa que o autor escreveu pegue pelo menos o livro dele. Eu disse que é para você não comprar o livro, mas leia textos de autores renomados, pelo menos para citar bonitinho nos trabalhos.
– Agora, se você quer advogar e dar aula, compre todos os livros indicados pelos professores. Os livros serão bem úteis na sua vida, já que depois da formatura muitas faculdades começam a restringir o uso de suas bibliotecas e comprar tudo de uma vez pode pesar no bolso.