Nem todo mundo que passa por aqui pensa em concursos, mas vou colocar algumas dicas que eu acho válidas (e que preciso utilizar mais no meu dia a dia)

O que fazer

DISCIPLINA
Candidato que tem ou busca organização está dando os principais passos.

ROTINA
Encare seus estudos como seu trabalho. Estabeleça horários fixos no dia para isso.

FOCO
Se você já pleiteia um cargo ou concurso pré-determinado, isso facilitará mais seus estudos. Fica mais fácil focar nas disciplinas específicas cobradas.

BASE SÓLIDA
Iniciantes em concursos devem começar pelo básico. Entenda por básico disciplinas que são cobradas na maioria dos certames! Português, informática, matemática, direito administrativo e constitucional, por exemplo.

CRONOGRAMA
Além do curso, que toma em média três horas diárias, é importante dedicar horas extras para atividades em casa ou em bibliotecas. E, ainda, tempo para atividades complementares, aulões, disciplinas isoladas para reforçar a aprendizagem e também para pesquisa de questões de provas passadas.

ESCOLHA DO CURSO
É um dos passos mais importantes. Procure instituições que ofereçam o serviço mais completo possível, que tenha credibilidade no mercado e principalmente que seja comprometida.

METAS E OBJETIVOS
Concurseiro deve encarar os estudos como um desafio. Ninguém passa em uma seleção sem ter conhecimento prévio dos assuntos cobrados. Mais uma vez faça do tempo e do seu desempenho um aliado para conquistar determinadas vagas específicas em alguns concursos.

PERSEVERANÇA
Muitos acham que passarão de imediato, mas a realidade não é exatamente assim. A jornada é árdua e os estudos são intensos. Não ser aprovado em uma seleção não quer dizer que o trabalho foi em vão. Cada concurso prestado é uma batalha travada na conquista do emprego dos sonhos.

SEJA CONCURSEIRO
Estudar para concursos implica em mudanças significativas na vida de uma pessoa. Abdicar de horas vagas dedicadas ao ócio, estar pronto para jornadas extras de estudos nos finais de semana e feriados, trocar happy hours por aulas de revisão, e até um diploma pela carreira pública. Para ser um bom concurseiro faz-se obrigatório a disposição às mudanças.

DIA DA PROVA
É um dia como outro qualquer. Tranquilize-se! Para muitos concurseiros, o dia da prova por si só pesa mais do que uma jornada que levou meses ou até mesmo anos de preparo. No dia que antecede a prova, programe-se, durma mais cedo, faça uma alimentação leve, organize-se e deixe a roupa que irá usar já pronta, o cartão de identificação do candidato e os documentos exigidos no dia e os demais objetos permitidos na prova – como, lápis, borracha, caneta – tudo de acordo com o edital. Atente ao reconhecimento do local de prova antes da data.

O que não fazer

ESPERAR EDITAL
Nunca espere o edital sair para poder começar a estudar. Quem se antecipa sai na frente.

PERDER TEMPO
Não vá às aulas sem saber os assuntos do dia e sem antecipar a matéria.

RESTRINGIR AS FONTES
O concurseiro não deve se deter apenas ao material do curso e às aulas dos professores, devendo recorrer a outros meios que complementem seus estudos: bancos de questões, provas passadas e bibliografia recomendada pelos professores, por exemplo.

DESVIAR O FOCO
Estude somente o que o edital do concurso pede. O concurseiro deve lembrar que seu estudo tem que ser direcionado. Nada de querer comprar inúmeros livros e apostilas de tudo quanto for autor.

ACUMULAR MATÉRIAS
Arque com as consequências dos concursos: estude as disciplinas de cada dia, não acumule assuntos a serem estudados, revise – antes e depois das aulas – e faça fichamentos.

DESRESPEITAR LIMITES
Não pense que por estar estudando, pode fazer qualquer concurso, lembre-se que, como você, existem outros concurseiros estudando, talvez, há mais tempo. Por isso, não se deve sair atirando para todos os lados como um desesperado.

SER DESONESTO COM VOCÊ
Se não estiver atingindo seus objetivos, busque ajuda. Caso não consiga aprender determinada disciplina, tenha humildade de recorrer a seu professor e tentar recuperar esse prejuízo.

BUSCAR SALÁRIO
O salário é alto? Ótimo, mas que atividades você vai desempenhar? O investimento financeiro e psicológico é muito alto para que, quando você conseguir o tão sonhado emprego, fique frustrado.

AUTOBOICOTE
A relação é muito semelhante a uma dieta. Os discursos geralmente são: ‘vou comer esse docinho só hoje, amanhã eu voltarei à dieta’. O concurseiro que não tem resultados positivos age da mesma forma: ‘amanhã eu estudarei, estou estressado hoje, mas é só hoje’. Desorganização que levará ao insucesso.

CULPAR OS OUTROS
Não ponha a culpa de suas frustrações em ninguém! Se seus estudos não estão indo para frente, é você que tem que tomar uma atitude e não esperar que situação propícia dependa dos outros. Não tenha medo de decepcionar os outros.

Fonte: Jornal Nacional