22E virei mais um ano no calendário. Aniversários sempre me trouxeram lembranças boas, de uns tempos pra cá tive que conviver com lembranças ruins e hoje vejo como uma hipocrisia.
Eu sempre tive os melhores aniversários qdo era criança, minhas festas sempre tinham mta comida e eu sempre ganhava mtos presentes, não gostava de mtos deles, mas era divertido. Depois parei com as festas e só ganhava presentes dos meus pais, os maiores e mais caros. Lembro da Minnie gigante que falava ou cantava e que custava caríssima na época e do CD-player na época que lançou. Mas sempre foi assim: celular caro, DVD player, computador novo, câmera digital… essas coisas grandes eram presentes de aniversário ou Natal. Não que eu fosse ou sou rica ou algo do tipo, mas nessas datas sempre ficou reservado dinheiro p/ essas coisas. Óbvio que eu tinha que adorar essa data.
Minha última festa “grande” foi meu 13° aniversário que caiu numa sexta-feira treze. Decorei a casa toda com teias de aranha, aranhas, fantasmas… fiz 2 Jack O’ lantern, apaguei as luzes da sala e só deixei iluminado com pisca-piscas que estava num quadro preto escrito “Poly” (meu próprio letreiro luminoso) e velas. Os convidados deveriam vir vestidos de preto. E de lembrancinha, foi um ferrero-rocher embalado numa renda preta com um cartãozinho simples. Minha festa não foi grandes coisas, mas meus melhores amigos vieram e eu dancei a noite toda, no melhor estilo de diversão de um adolescente de 13 anos no fim dos anos 90. Depois disso, os aniversários perderam a graça.
No de 16 eu tinha acabado de ficar solteira e chorava o tempo todo, nos de 17 e 18 eu fui a pessoa mais vítima de hipocrisia da face da terra, nos de 19, 20 e 21 eu acho que esperei demais das pessoas, no de 22 minha cachorra morreu e no de 23 eu decidi não comemorar, não ter presente e me enfiar embaixo das cobertas até passar o dia p/ não ter que receber parabéns de ngm.
O primeiro a me dar bom dia com parabéns foi meu cachorro, depois minha mãe e depois foi o boicote no flickr com todo mundo postando bolinho em minha homenagem xD
Saldo negativo de scraps e depoimentos no Orkut (tirei a data de lá). Um torpedo no cel, mas só pq era resposta de um outro que enviei p/ minha colega pegar uma coisa na facul p/ mim, 3 mensagens no MSN, alguns Twittes e o post do Leo.
Adorei! Fugi de toda hipocrisia que existia em todo aniversário: milhões de scraps de gente que nunca foi com minha cara e só me dava parabéns msm p/ não fugir do protocolo ou aquela palhaçada de ficar cantando parabéns na sala de aula e todo mundo vindo me abraçar e me cumprimentar, sendo que só falam comigo p/ tirar dúvida p/ prova. E é assim que a gente aprende quem é importante na nossa vida. Até falei com minha mãe e comprovei a teoria. Disse que só ia dar convite de formatura p/ parentes que se lembraram do meu aniversário ou que me ligaram ontem. Bom, problemas com convites não terei, quem for parente e quiser vir é só pagar 100 reais, pq meus convites estão oficialmente reservados p/ amigos.

E pode parecer, mas eu não sou paranóica com essa coisa de parentes x família não. Eu me importo tanto com eles, qto eles se importam comigo… (;