Eu era normal 3 gatos atrás

crazy-cat-lady
Todo mundo sabe que eu sou a “mamãe” do Cookie, do Brownie, da Pudim e do Muffin. E isso era perfeitamente normal aceitável.

Um gato: que fofo!
Dois gatos: é bom que um faz companhia ao outro
Três gatos: você tem TRÊS gatos?
Quatro gatos: quantos você disse mesmo?

Então em julho, dois dias depois da minha cirurgia, minha mãe encontra um gatinho branco perdido no meio da rua, torrando no sol de meio-dia e me conta a história. Saí correndo com uma caixa na mão (e com os olhos fechados), peguei o bicho e enfiei no banheiro da piscina.
Dei banho, água, comida e brinquedo. Procurei um dono para ele e o levei no veterinário. Quem não iria querer um gatinho branco de olhos azuis, filhotinho e mansinho? Ele ficou um mês no banheiro fazendo tratamento para sarna otodécica e eu não queria dar nome para ele nem por decreto (nunca dê um nome para algo que você não quer se apegar)! Mas minha mãe já foi dando o nome de Biju no bicho e me passando a responsabilidade de dar banho e remédios… acabou que o Biju ficou. Ainda faz tratamento para sarna, mas já está bem controlada e ele já dorme dentro de casa junto com os outros bichanos.
Biju
Se não bastasse o Biju, nem um mês depois que ele apareceu aqui em casa, eu encontro uma gatinha preta e branca no meu muro. Mansinha, novinha e linda. Enfiei dentro de uma caixa e levei no consultório veterinário (claro!). Também estava com um pouquinho de sarna e quando fui aplicar a medicação a bichinha me saiu correndo e pulando para o meio da rua (!!!!). Corri atrás da gata louca (que fugiu por um pequeno buraco no muro), dei o nome de Pipoca e a coloquei dentro do banheiro com o Biju. E comecei a procurar lar para DOIS gatos.
Eu já não queria um gato filhote, imagina se eu iria querer dois gatos filhotes e uma sendo fêmea? Mas nem em sonho! Só que ninguém queria a gata, ela foi ficando, fui medicando, tratando, cuidando… me apaixonei e estou com SEIS gatos dentro de casa.
Pipoca
Passei as férias de julho praticamente fazendo um estágio veterinário de tanto que eu dei medicamentos e levei felinos no consultório. Aprendi umas 10 técnicas diferentes de dar remédio, umas 5 para dar banho e mais uns 3 truques novos para fazer gatos obedecerem (risos).
Biju e Pipoca
Virei uma crazy cat lady, mas sou feliz porque eu não preciso assistir vídeos de gatinhos fofinhos na internet, eu tenho gatinhos fofinhos pela casa ronronando e me fazendo rir *aperta um felino*.
elmyraduff
Mas por favor, pelo amor de tudo o que é mais sagrado NÃO DEIXEM MAIS NENHUM GATO NO MEU PORTÃO!
badge_post_01

Veja também

7 Comentários

  1. A felicidade cresce exponencialmente conforme a quantidade de gatos perto de você, ou seja, louca porém feliz. Eu tenho que me cuidar pra não ser assim, pegar todos os gatinhos do mundo pra cuidar e amar e ficar ouvindo o ronron. Luna ta aqui do meu lado, ás vezes eu deito a cabeça na barriga dela (e ela nem liga) só pra ouvir o barulhinho. É amor demaisssssssss!

  2. Ownn, que fofo! Eu amo gatinhos e queria morar em casa baixa para ter um monte, mas enquanto moro num apertamento, fico me deliciando com os dos amigos.
    Bjus

  3. Seis, cumadi… SEIS!!!! Tá virando Crazy Cat Lady, hihihihi.
    Eu imagino a correria que foi e está sendo cuidar de todos eles. Veterinário toda semana quase, né!

  4. Eu tenho uma cachorrinha (uma schnauzer), mas morro de vontade de ter gatos. Tenho certeza que quando eu tiver minha casa vou virar uma cat lady. hahaha Quero pelo menos dois, pra um fazer companhia pro outro. <3 Achei o Biju e a Pipoca uns fofos, dá vontade de apertar, não dá? *-*