Família, família

Meu conceito de família é papai, mamãe e filhinhos, não necessariamente desse jeito, mas família p/ mim são as pessoas que moram sob o mesmo teto e que têm algum laço. Avós, tios e primos não entram, p/ mim eles são parentes apenas, não família. Dá p/ entender?? o_o
Esse será de grande valor p/ posts posteriores, caso eu volte a falar de parentes, então vamos lá.
Eu divido meus parentes em 3 grandes conjuntos: os que eu gosto, os que eu não conheço e os que eu não gosto. E há um conjunto menor, composto de apenas um indivíduo, que explicarei por último.
Os que eu gosto: é o conjunto mais fácil são aqueles que eu gosto de graça, desde sempre gostei e eles não precisam nem olhar p/ minha cara se não quiserem, ou nem ao menos falar comigo pelo resto da vida. Eu tenho simpatia por eles e ponto final.
Os que eu não gosto: também é um conjunto fácil na teoria, mas meu critério de seleção é complicado e quem entra nele não sai. É composto obrigatoriamente por todas aquelas pessoas que: a) meu pai não gostava; b) eu soube em algum momento da minha existência que antes mesmo de eu nascer me ignoraram. E também por aqueles parentes inconvenientes que ligam em no máximo 24h antes comunicando que estão chegando na minha casa (sim, eu disse comunicando, não perguntando se podem vir) ou por aqueles que além de fazerem isso não tentam me “comprar” (explicarei mais abaixo)
E por fim, os que eu não conheço: esses são mais complicados, porque eu encaixo até os que eu conheço no meio. Primeiro, entram nele todos aqueles parentes que eu não conheço (sim, tem muita gente que eu não conheço na família da minha mãe), segundo todos aqueles que eu não lembro e terceiro todos aqueles que eu não gosto, mas também não posso afirmar que gosto.
Para os que eu não conheço irem p/ os que eu gosto ou os que eu não gosto vai depender do comportamento deles na minha casa. Ligar até 24h antes de chegar já os fazem perder pontos e caminharem p/ conjunto dos que eu não gosto, mas isso pode ser revertido com a chegada. Eu parto da premissa de que se eu estou na minha casa e não convidei ninguém p/ vir então eu também não tenho que tratar bem, isso significa que eles é que devem tentar me “comprar”. Não falo em trazer presentes nem nada, mas serem educados: pedir água e esperar alguém pegar p/ ele e não perguntar se pode pegar água e sair com o copo e abrindo a porta da geladeira; levantar prontamente após as refeições e ir p/ pia lavar o prato em que comeu; a qualquer sinal de sujeira no chão pegar a vassoura e varrer; procurar deixar o quarto em que dormiu o mais em ordem possível (tirar a roupa de cama e dobrar), varrer o chão (passar o pano seria ideal) e não esquecer luzes ou o ventilador ligado. Com isso eles ganham vários pontos comigo, pq aqui em casa não temos empregdos e não precisamos de ngm p/ ajudar a bagunçar a casa. Outra coisa que eles devem fazer p/ tentar me “comprar” é serem simpáticos e bajuladores comigo. Já disse, a casa é minha, eu não convidei ninguém, então se quiserem uma anfitriã que conquistem isso. Se vão sair, me chamem p/ ir junto mesmo que eu não vá, puxem assunto (que não seja: romance, finanças e faculdade), perguntem sobre Vitória (pontos turísticos, o que tem p/ fazer, p/ visitar) e se eu posso mostrar esses lugares. Gentileza sempre, mas sem falsidade, por favor. Seguindo o scrip os que eu não conheço podem ir p/ conjunto dos que eu gosto.
Sim, eu sou extremamente chata com meus parentes, principalmente pelas coisas que o conjunto “eu não gosto” fez. Coisas absurdas envolvendo falso moralismo e inveja, que nem convém falar. Então é só falar que tem um gene do mesmo DNA meu que já fico com um pé atrás. E nem ligo se muitos me acham chata e metida, eu sei quem eu sou e não preciso da opinião deles.

E agora tem o conjunto unitário composto pela minha tia! Ela não se encaixa em nenhum desses conjuntos anteriores e p/ piorar tudo, ela mora comigo. Para ilustrar o ser eu vou indicar alguns filmes: Duplex e Melhor Impossível. Ela tem as manias (TOC) do Melvin de Melhor Impossível e é tão adorável quanto a velhinha de Duplex. Nos últimos dias eu arrumei um apelido carinhoso p/ ela: Exu. Ela tem uns surtos de vez em quando e parece que tá com o próprio no corpo.
Motivos que me fazem querer odiá-la:
– TUDO, eu disse T-U-D-O que minha mãe faz, ela desfaz e faz do jeito dela.
– Ela quer colocar as ordens dela na casa e ela mora aqui de caridade.
– Se vc fala algo que ela fez de errado, ela vem toda cínica e fica rindo da sua cara. Irritavelmente! Vc fica com raiva e fala umas verdades e ela fica olhando p/ vc, rindo de satisfação por dentro pq sabe que vc está a ponto de matá-la de raiva e só responde tranquilamente: “Ah é?!”
– Ela implica com meu cachorro que a odeia desde o primeiro momento e fica querendo bater no bicho. (meu cachorro é um yorkshire terrier, pela cara do bicho, obviamente todos acham que é um monstro selvagem capaz de assassinar milhões com suas temíveis presas)
– Ela tem fobia social, odeia todo mundo e quer afastar todo mundo aqui de casa, mas quando chega alguem, ao invés dela ir p/ quarto dela, que fica longe da civilização, ela fica no meio das pessoas querendo ouvir a conversa, ou escondida, ou inventando que está lavando louça ou varrendo o chão.
– Nenhum outro parente quer levá-la de presente e ela não quer sair daqui nem por 7 dias p/ passear.
Motivos que definitivamente eu não posso odiá-la:
– Ela me dá dinheiro no meu aniversário e no natal e compra rifa de mim.
– Quando minha mãe se aperta no mês, ela dá um help financeiramente (que eu acho o mínimo, já que ela mora aqui de graça e não tem despesa doméstica alguma).

Veja também

Nenhum comentário

  1. Nossa amiga que tia heim!
    Deus me livre disso, mais tenha paciencia.
    Acho que o melhor é ignorar, ela só quer atenção mesmo. Pelo menos é i que parece.

    Beijos e boa semana!

    ps: e boa sorte tb com o “EXU”

    Line Kitty

  2. Nussa, mas que família complicada!
    A minha se baseia em gente caipira, tipo família buscapé..mas todos são legais.
    Tem uma prima minha que mora no sítio e sempre quis ser eu, tudo que eu tinha/tenho ela pedia pra minha mãe dar igual pra ela e isso me faz odiá-la eternamente.
    E tenho uma tia que é mais que tia, é um amor de pessoa, minha tia favorita..que quando crescer eu quero ser tão simpática/amorosa quanto ela, amooo muito, quando eu casar ela vai ser minha madrinha [e tenho isso na minha mente dese criancinha].

    bjoo
    ;*

    boa sorte com seu EXU…chuta que é macumba! hauahuah

  3. eita! eu também não conheço um tio e primos por parte de mãe, e nem tenho vontade de conhecer! hihihihi… sou assim como você, tem os que gosto, os que não gosto [maioria], e os que não conheço! =P
    menina, essa tua tia, ahsuahsua, pelamor!!!
    pois é, to “sofrendo” com o Linux, pq o que eu faço aqui é só ficar na net, se eu quiser mexer no PS eu tenho q ir no meu antigo e fazer, mandar por e-mail e usar aqui, é muito ruim isso mas ta dificil de convencer meu pai a pagar pra mudarem e fazerem partição! mimimi =(

    beijokas Poly! obrigada pelos votos de boa sorte! vou precisar!

  4. Nem me fale. Tem familiares, que eu não SUPORTO. Já tem outros que não tem meu sangue, e eu tenho vontade de dar minha vida por eles.
    É uma coisa triste mesmo… nós não escolhemos famílias! Eu classifico a minha, igual a sua: os que eu gosto, os que não gosto, os que não conheço.
    :]
    Familia memso é quem tá debaixo do teto pra saber do que acontece :)
    Beijos.

  5. Eu já tenho predisposição pra odiar qualquer pessoa que não goste de cachorros (ou de quem cachorros não gostem, afinal os bichinhos amam tudo e todos!), então acho que sua tia também entraria para minha lista.

    Mas acho que a pior categoria são os parentes que a gente não conhecem, mas eles conehcem a gente! O.O Com detalhes!

    Beijos!

  6. Eu sempre dividi a minha família em duas: a família das pessoas que moram em um mesmo teto e a família maior, que é todo o resto.
    Toda família tem os seus problemas e existem características na maioria de seus integrantes que me irritam demais. Às vezes penso que se alguns não fizessem parte da minha família, eu provavelmente não teria paciência com eles. Mas foi por causa dessa paciência que desenvolvi um amor incondicional por cada um; amo-os apesar de seus defeitos e erros cometidos. E aprendi a aplicar essa técnica também com outras pessoas, que se encaixam, por exemplo, no meu grupo de amigos.
    Às vezes a gente precisa de tolerância para conviver e conhecer melhor algumas pessoas – e quanto mais conheço algumas, mais me apaixono por elas.

  7. eu concordo com, você, Poly… família e parentes são duas coisas totalmente diferentes uma da outra x.x
    gente que não avisa ou avisa sem antecedência antes de chegar na nossa casa é chato mesmo…
    :*

  8. Oiiii tudo bem?^^ nossa que tia mais estranha essa que vc tem. Os meus famíliares os qe conheço eu gosto e tem um o outro que não cheira e nem fede. Mas muitos eu não conheço ^^
    Tenha uma ótima semana!!! =^-^=
    Ki$$e$ ;***

  9. Família… é uma coisa mto complicada, e eu divido em família que mora junto, parentes distantes e a que formarei um dia! ^^

  10. Ai, família eh um assunto mt complexo!
    Eu tenho mts parentes q me dão raiva momentânea, mas n posso dizer q odeio eles.
    Tenho parentes mt distantes, q esses se encaixariam nos q eu n conheço, msm sabendo kem são.
    MAs sabe, a minha vó se inclui nos famíliares aki de casa…eh basicamente a segunda mãe, mesmo q ela dê uma de velinha do duplex mtas vezes quando vem passar dias aki! rsrs
    Dia desses uma amiga d infancia da minha mãe, mas q ela n via a anos, começou a sondar para ver se conseguia morar aki em casa…e eu já fui avisando minha mãe q eu n iria admitir, afinal, já q moramos em 3 aki em casa, tb teriamos q aprovar. E eh bem como vc falou, kem entra assim, nunca mais sai, eh mt difícil! rsrss
    Mas no final, td mundo se acerta! hehe
    bjoo ;**~

  11. AAAAI Poly, tu nem sabe *.* Quero te agradecer mt em primeiro lugar, por ter posto nas dicas de beleza, algumas máscaras faciais (: Eu fiz aquela de banana :B e realmente, hidrata a pele! Fui pra praia ontem, peguei o sol e pans e a pele continua linda, não desidratou! Valeu mesmo ;D Ah, brigada e tenha uma ótima terça feira , beijos ;*

  12. Nem me fale em parentes ¬¬’
    Meu primo de segundo grau (ou melhor o primo da minha mãe) adabou de sair daqui, depois de um semana e ele é daqueles que só comunica 24h antes que está vindo passar as férias em casa…

    Mas fazer o que né, parente é parente e a gente tem que viver com eles…

    Beeijo!

  13. Poly.. primeiramente quero dizer que adorei o seu blog.. muito interessante mesmo… adorei a parte dos extras… estava olhando as dicas de cabelos cacheados, já que o meeu é cacheado tbm..rs.. gostei das dicas para blogs..

    ai ai.. essa história de família/parentes é um tanto complikdo né… eu tbm tenho muitos parentes por parte de mãe.. e não conheço todos, cada vez descubro mais um.. rs.. Mas o pior de tudo são aqueles que somem (por relaxo né..) e quando apareçem ainda tem a cara de pau de pergunta… ”Esse é seu bebê…” ¬¬’ rsrs
    Einh… gostaria de saber se poderia linkar o seu blog? gostei muito dele, e acabei de criar um novo para mim!
    Beijos e boa semana :)

  14. Pra mim que parente devia ser pai, mãe e irmão. Só. Infelizmente não da pra escolher os parentes pq delsquemelivre, cada figura insuportavel HAUHAUAHUAHUA

    maaas…fazer o que, se é parente a gente tem q aguentar né? xP

  15. Me sinto bem melhor agora por ver que eu não sou a única “chata” com meus parentes. E eu também só considero família pai, mãe e filhos.
    Devo dizer que meu grupo dos que “eu gosto” é bem menos do que “eu não gosto”. A culpa é deles, não minha. Há.
    Beijos :*

  16. acho que entendo o seu ponto de vista com teus parentes.
    os meus eu divido em: os que estão próximos e os que eu não conheço, porque se eu fosse dividir de verdade, iam ter umas 50 categorias, hihi.

    beijos.

  17. Nossa, simplesmente surreal, primeira vez que vejo essa divisão de parentesco na família, muito criativo huauahuahuahuahuahua ³

    PS: comecei a ler Popular, amo fanfic xD

    bjO’

  18. Hahaha e o pior é que eu também separo os meus por categorias! Mas sabe… O conceito ‘parentes’ tem mudado bastante pra mim, e hj, só considero msm quem mora sob o msm teto. Os outros, não fazem por merecer.
    Beijo!

  19. Oie Poly…

    Eh, pra mim familia e meu pai e minha mãe… e uma tia e um primo que considero o resto eh parente… mas graças a Deus eu não tenho uma tia destas!!!

    Bjokas