Aproveitei o feriado (dia 02 foi feriado aqui – Dia de Nossa Senhora da Penha) para assistir alguns filmes e aumentar a lista de filmes assistidos com a Julia Roberts (tudo bem que só foi um, mas vai…) ^_^
A lista é um pouquinho grande, então se quiser ver todos os filmes que assisti clica ali p/ mostrar mais ;D
Se tiverem outro filme para recomendar pode deixar nos comentários que eu tento assistir quando der.

Alta Fidelidade (High Fidelity, 2000)
(4/5)
Sinopse: Rob Gordon (John Cusack) é o dono de uma loja de música à beira da falência, que apenas vende discos em vinil. Azarado no amor e ao mesmo tempo uma enciclopédia ambulante sobre música pop, os caminhos da vida terminam por levá-lo a analisar suas escolhas e prioridades, fazendo com que alcance a maioridade.
Opinião: Assisti por indicação do meu amigo Tom, que disse que era como a mente masculina funciona. Como eu estava numa onda de querer saber o que se passa na cabeça deles decidi assistir e acabei gostando.
A trilha sonora é perfeita do início ao fim! Repleta de clássicos e músicas perfeitas. Metade da qualidade do filme fica por conta da trilha.
A história é boa também e gostei bastante. É uma história de amor sem ser bobinha e mulherzinha (que eu adoro, diga-se de passagem, mas também é bom diversificar um pouco). Deve ser por isso que o público masculino aprova o filme. Só tenho uma pergunta a fazer: Homens, vcs sempre fazem listas??

O Presente (The Ultimate Gift, 2006)
(5/5)
Sinopse:Jason acabou de perder o avô bilionário que sempre odiou e estava certo de que não herdaria nada. Mas se enganou: “Red” Stevens (James Garner) deixou 12 tarefas para Jason, ao fim das quais ele será avaliado e, se merecer, terá direito ao que Red chama de “o maior de todos os presentes”. Cada uma dessas tarefas tem o objetivo de promover alguma mudança em Jason, mas nenhuma terá tanta força quanto o encontro casual com a pequena Emily (Abigail Breslin).
Opinião: Assisti por recomendação da Tammy. Pedi recomendações de filmes no Twitter e ela me indicou esse. Sempre fico com receio quando alguém me indica algo, mas acabo assistindo depois. Pior que eu gostei desse filme. As tarefas que o avô deixa p/ Jason são bem interessantes e fazem ele se tornar uma pessoa melhor, por mais que ele não perceba, nem entenda isso no início. É um filme com uma mensagem positiva, que faz a gente perceber quais são as coisas realmente importantes na nossa vida e não apenas o dinheiro. É um filme maravilhoso e altamente recomendado!
PS: a Emily é a coisa mais fofa no filme *_*


Enrolados (Tangled, 2010)
(5/5)
Sinopse: Flynn Ryder (Zachary Levi) é o bandido mais procurado e sedutor do reino. Um dia, em plena fuga, ele se esconde em uma torre. Lá conhece Rapunzel (Mandy Moore), uma jovem prestes a completar 18 anos que tem um enorme cabelo dourado, de 21 metros de comprimento. Rapunzel deseja deixar seu confinamento na torre para ver as luzes que sempre surgem no dia de seu aniversário. Para tanto, faz um acordo com Flynn. Ele a ajuda a fugir e ela lhe devolve a valiosa tiara que tinha roubado. Só que a mamãe Gothel (Donna Murphy), que manteve Rapunzel na torre durante toda a sua vida, não quer que ela deixe o local de jeito nenhum.
Opinião: É lindo!! Como todo filme da Disney. Não via desenhos da Disney há tempos, desde quando minha TV queimou e adorei matar as saudades com Enrolados! Filmes da Disney nos deixam felizes com vontade de sair por aí batendo palmas e acreditando que finais felizes sempre podem existir ^_^
Amo filmes da Disney porque têm uma mágica e crianças de todas as idades (de 0 a 80 anos) gostarem deles. Com Enrolados não foi diferente e apesar dos gráficos novos e mais realistas o filme mantém o encanto dos clássicos.
Rapunzel é uma perfeita princesa, mas ao invés de ser bobinha como a maioria, é valente e corre atrás de seus sonhos.
Outro recomendadíssimo.

Comer Rezar Amar (Eat Pray Love, 2010)
(5/5)
Sinopse: Elizabeth (Julia Roberts) descobre que sempre teve problemas nos seus relacionamentos amorosos. Um dia, ela larga tudo, marido, trabalho, amigos, decidida a viver novas experiências em lugares diferentes por um ano inteiro. E parte para a Índia, Itália e Bali, para se reencontrar numa grande viagem de auto conhecimento.
Opinião: Meu sonho: passar um ano longe de tudo, viajando pelo mundo. Me deu uma vontade enorme de comer pizza na Itália, na verdade de comer qualquer coisa. Ela come muito quando passa pela Itália e dá uma vontade de comer também!
Quando ela vai p/ Índia para meditar e refletir sobre a vida mostra bastante da cultura indiana e apesar de toda pobreza retratada e de todas as dificuldades que a Liz teve para conseguir encontrar a calma e meditar. Também mostra as partes bonitas da Índia, como um casamento e há lições interessantes que podemos aprender com a evolução da Liz.
E em Bali toca Samba da Benção de Vinícios de Moraes e tem participação brasileira. Sem contar que a paisagem é perfeita :D
Resumindo: filme lindo e altamente recomendável!

Shrek Para Sempre (Shrek Forever After, 2010)
(3/5)
Sinopse: Shrek (Mike Myers) está entediado. Sua antiga vida de aventuras foi substituída pela de pacato pai de família. Casado com Fiona (Cameron Diaz) e pai de três filhos, Shrek sente falta da adrenalina e da liberdade que tinha no passado. Para recuperá-los, ele firma um pacto com Rumpelstiltiskin (Walt Dohrm). Imediatamente Shrek é levado a uma versão alternativa do Reino de Tão, Tão Distante, onde Fiona é uma temível ogro e ele não é mais reconhecido pelo Burro (Eddie Murphy) e o Gato de Botas (Antonio Bandera), seus melhores amigos.
Opinião: Já deu. Os 2 primeiros filmes foram ótimos, o terceiro já começou a ficar chatinho, mas esse foi totalmente desnecessário. O vilão é muito WTF. Não gostei. A história é meio chatinha, mas tem algumas piadinhas engraçadas e algumas cenas boas e divertidas. Legalzinho, mas nada além disso.
Uma pena, pois eu sempre fui fã de Shrek, mas estragaram com a história.

As viagens de Gulliver (Gulliver’s Travels, 2010)
(5/5)
Sinopse: Lemuel Gulliver (Jack Black) trabalha há 10 anos como entregador de correspondência de um jornal de Nova York. Ele sonha em ser algo maior, mas não tem coragem para se arriscar junto aos editores de seu local de trabalho. O mesmo vale para Darcy Silverman (Amanda Peet), editora do jornal por quem é apaixonado há anos. Um dia, pressionado para que enfim se declare, ele se enrola e acaba recebendo uma oferta para que escreva um texto sobre suas viagens, que será analisado por Darcy. Como consequência, ela o envia para realizar uma matéria no Triângulo das Bermudas, onde ficará por três semanas. Só que, ao chegar lá, seu barco é tragado por uma forte tempestade, que o leva à cidade de Lilliput, onde as pessoas são bem pequenas. Inicialmente Gulliver é considerado uma ameaça, mas aos poucos conquista a simpatia dos moradores locais e modifica por completo sua rotina.
Opinião: Muito bom! A trilha é ótima e o filme é divertidíssimo! As cenas de luta de Gulliver em Lilliput contra os inimigos são excelentes! E as dicas de sedução que ele dá também são ótimas. Vale super à pena assistir.
Aventura leve e divertida para todas as idades.

Ele não está tão afim de você (He’s just not that into you, 2009)
(4/5)
Sinopse: Gigi (Ginnifer Goodwin) é uma romântica incurável, que um dia resolve sair com Conor (Kevin Connolly). Ela espera que ele ligue no dia seguinte, o que não acontece. Gigi resolve ir até o bar onde se conheceram, na esperança de reencontrá-lo. Lá ela conhece Alex (Justin Long), amigo de Conor. Ele tem uma visão bastante realista sobre os relacionamentos amorosos e tenta apresentá-la a Gigi, através de seu ponto de vista masculino. Por sua vez Conor é apaixonado por Anna (Scalett Johansson), uma cantora que o trata apenas como amigo e que se interessa por Ben (Bradley Cooper), casado com Janine (Jennifer Connelly). O casamento deles está em crise, o que não impede que Janine dê conselhos amorosos a Gigi, com quem trabalha. Outra colega de serviço é Beth (Jennifer Aniston), que namora Neil (Ben Affleck) há 7 anos e sonha em um dia se casar, apesar dele ser contrário à idéia.
Opinião: Comecei a assistir sem dar muito crédito p/ filme. Achei que seria outra comédia romântica bobinha, mas não. É muito mais que isso, dá uns toques de como os homens e mulheres se comportam em relação aos relacionamentos. Adorei as cenas do Alex e da Gigi. Ele é sincero e fala como os homens agem, já ela é aquela mulher chata que fica paranóica com todo cara que conhece, achando que ele pode ser o amor de sua vida e surta quando ele não liga. São várias histórias que se relacionam de algum modo e algumas são bem interessantes. Vale a pena.