Madagascar


2005
(4/5)
Sinopse: O leão Alex (Ben Stiller) é a grande atração do zoológico do Central Park, em Nova York. Ele e seus melhores amigos, a zebra Marty (Chris Rock), a girafa Melman (David Schwimmer) e a hipopótomo Gloria (Jada Pinkett Smith), sempre passaram a vida em cativeiro e desconhecem o que é morar na selva. Curioso em saber o que há por trás dos muros do zoológico, Marty decide fugir para explorar o mundo. Ao perceberem a fuga do amigo, Alex, Gloria e Melman decidem partir à sua procura. O trio encontra Marty na estação Grand Central do metrô, mas antes que consigam voltar para casa são atingidos por dardos tranquilizantes e capturados. Eles são embarcados em um navio rumo à África, onde serão colocados em liberdade por um grupo de humanos que quer tirar os animais da vida estressante em cativeiro. Após um grupo de pinguins, que também está no navio, sabotá-lo, o grupo vai parar na ilha de Madagascar, onde precisa encontrar meios de sobrevivência em uma selva verdadeira.
Opinião: Confesso: demorei séculos para assistir essa animação e me arrependo. Mas quando lançou eu não pude assistir e ai fui deixando e o tempo passou… e até que um dia eu estava sem nada pra fazer e ele me passa no Telecine :D
Achei que seria mais engraçado, por causa dos comentários que vi na época, mas mesmo assim é uma boa diversão.

Happy Feet

2005
(5/5)
Sinopse: Entre os pinguins imperador você apenas é alguém se souber cantar. Isto causa grande preocupação a Mano (Elijah Wood), considerado o pior cantor do mundo e também um grande sapateador. Norma Jean (Nicole Kidman), sua mãe, gosta do sapateado de Mano mas Memphis (Hugh Jackman), seu pai, acha que “isto não é coisa de pinguim”. Além disto seus pais sabem que caso Mano não encontre sua “canção do coração” ele talvez nunca encontre o verdadeiro amor.
Opinião: Não tem nada mais fofo do que o Mano todo desafinado, mas com os pezinhos que não param quietos *_* Muito amor!!
Me lembra aquele joguinho que tem na Apple Store do pinguim xD

Up! Altas Aventuras

Up, 2009
(5/5)
Sinopse: Carl Fredricksen (Edward Asner) é um vendedor de balões que, aos 78 anos, está prestes a perder a casa em que sempre viveu com sua esposa, a falecida Ellie. O terreno onde a casa fica localizada interessa a um empresário, que deseja construir no local um edifício. Após um incidente em que acerta um homem com sua bengala, Carl é considerado uma ameaça pública e forçado a ser internado em um asilo. Para evitar que isto aconteça, ele enche milhares de balões em sua casa, fazendo com que ela levante vôo. O objetivo de Carl é viajar para uma floresta na América do Sul, um local onde ele e Ellie sempre desejaram morar. Só que, após o início da aventura, ele descobre que seu pior pesadelo embarcou junto: Russell (Jordan Nagai), um menino de 8 anos.
Opinião: Eu não sou a pessoa mais paciente do mundo com idosos. Só gosto da minha mãe (e não é pq ela é minha mãe, mas pq ela é sensacional!) e um ou outro velhinho simpático que vejo na rua. Então um desenho animado com um velhinho como protagonista não seria a coisa mais fácil de me conquistar, mas me conquistou.
Up é lindo! A história do Carl com a Elle é tão fofinha *_* Impossível assistir sem chorar e sem despejar milhares de “owwwwnns”.
Ah! E a melhor parte é que tem cachorros falantes! Quero um cachorro falante tbm. Como é que faz? D:

Megamente

Megamind, 2010
(5/5)
Sinopse: Tudo o que vilão Megamente (Will Ferrell) mais queria era eliminar seu adversário Metro Man (Brad Pitt/Thiago Lacerda) e assim dominar a cidade de Metro City. Só que para isso era necessário um plano ainda mais diabólico do que todos já tentados anteriormente. Um dia, com a ajuda de Criado (David Cross) e após sequestrar a repórter Rosane Rocha (Tina Fey), o malvado consegue o inimaginável, para ele e para todos: dar um sumiço no herói. A única coisa que ele não contava era que sua vida se tornaria tão chata a ponto de ele inventar um herói para combater.
Opinião: essa é outra animação que eu não dava nada por ela e demorei eras para assistir por esse motivo. Mas é ótimo! Até chorei no fim! Tem como não gostar de um vilão desastrado que ainda paga de bonzinho e tem rock de verdade como música de entrada?! Cabeção azul me conquistou e recomendo a todos.