A primeira vez que eu comi torta Floresta Negra eu deveria ter uns 11 anos e desde então se tornou meu “bolo” preferido.
É a oitava maravilha do mundo gastronômico em matéria de tortas doces e como tem muito tempo que não tento fazer bolos, e nunca mais comi Floresta Negra, resolvi que esse ano vou comemorar meu aniversário tirando a barriga da miséria com muita torta.
Acho que a primeira vez que ele foi meu bolo de aniversário, foi no meu aniversário de 13 anos, que coincidentemente caiu numa sexta-feira 13!
Minha mãe encomendou na padaria um bolo enorme com minha foto em cima e devo ter comido Floresta Negra por quase uma semana de tanto que sobrou (e os convidados da festa ainda levaram pedaços p/ casa).
Depois dessa vez, tinha uma amiga da minha mãe que cozinha muito bem e faz bolos deliciosos e toda vez que eu tinha desejos de comer Floresta Negra ela fazia. A torta dela era perfeita, molhadinha, com gosto de chocolate (e não achocolatado), com uma camada bem generosa de chantilly e cerejas *_*
Depois que ela se mudou acho que nunca mais comi Floresta Negra. Devo ter tentado fazer uma vez, mas o bolo chupou o chantilly e ele ficou com gosto de floresta negra, mas completamente negro, sem o chantilly generoso pra me alegrar T_T
Mas então pensando em todos os péssimos aniversários e surtando muito com isso decidi fazer minha torta perfeita e explodir de tanto comer. Pelo menos por alguns momentos, eu terei um “Feliz Aniversário”. Mesmo que eu não consiga deixar minha Floresta Negra perfeita, pelo menos ruim eu sei que não ficará.
E depois de viver 2 décadas e mais um pouco, eu comecei a perceber que é impossível ser plenamente feliz, mas ter momentos de felicidades só depende de nós mesmos. Então vou me dar mais esse presente.
Que venha o 13/08 e seja o que Deus quiser! Boa sorte p/ mim (vou precisar).