De acordo com o art.5º da Constituição Federal, somos todos (homens e mulheres) iguais perante a lei. Não, isso não é uma aula de Direito Constitucional e prometo que o que eu falar de Direito e leis por aqui não será doloroso.
Essa palhaçada toda de igualdade perante a lei começou com o movimento feminista que na década de 1960 (ou sei lá quando) saiu p/ ruas pedindo direitos iguais entre homens e mulheres, queimando sutiens e … Peraí?! Queimando sutien?! Sim!!! Aquelas revolucionárias fizeram isso sim!!! E vou dizer uma coisa: queimar sutien não é nada feminino, p/ mim o verdadeiro movimento feminista não queima sutien… ao longo desde texto vocês verão porque eu falo isso.
Mas voltando à igualdade, aquelas tias encalhadas que não tinham nada melhor p/ fazer conseguiram a igualdade entre os sexos, ou seja, teoricamente, hoje não há mais discriminação sexual e os salários entre homens e mulheres está em pé de igualdade e isso é bom? Isso é péssimo!!!!
Mulheres nunca deveriam ganhar o mesmo que os homens, mulheres são mais espertas que os homens, deveriam ganhar mais, claro!
Os homens sempre souberam disso, ou você acha que no tempo das nossas avós os homens não queriam que as mulheres saissem de casa p/ estudar ou trabalhar porque queriam chegar em casa e encontrar a casa limpa?! Os homens sempre tiveram conhecimento da inteligencia e esperteza feminina, sabiam que as mulheres no mercado de trabalho iriam ocupar seus postos e o pior de tudo, iriam perceber que não precisam dos homens p/ nada. Exatamente: p/ nada! Pense em qualquer coisa que a mulher possa ser dependente do homem. Agora pense de novo. Ela não é! Mulheres podem se divertir sozinhas com as amigas, sem nenhum homem p/ atrapalhar, podem trocar lâmpadas e pneus de carro, podem abrir tampas de garrafas (conheço várias mulheres que nesse sentido, deram banho em vários machões… ) e podem se satisfazer sozinhas (já ouvi dizer que existem no mercado vibradores de todos os tipos, formatos e tamanhos p/ gosto da freguesa e que fazem coisas que nenhum homem jamais conseguirá fazer). As mulheres podem até se reproduzir sozinhas, inseminação artificial serve p/ isso, oras!
Mas atenção, eu disse que as mulheres podem se virar muito bem sem um homem, mas não que elas vão optar por isso.
Continuando novamente a questão da igualdade, vou dar um exemplo, mostrando porque uma mulher não deve ganhar o mesmo que um homem. Uma mulher independente, recém formada, trabalha no mesmo local que um homem, fazendo as mesmas coisas e ganhando o mesmo salário (presenciamos a igualdade entre os sexos!). Digamos que essas pessoas recebam 5 mil reais, só dar uma noção de quantidade. Essa mulher independente mora sozinha, porque mulheres independentes moram sozinhas, oras! Se ela mora sozinha, precisa pagar: aluguel, condomínio, água, luz e telefone.
Ela tem um carro, porque mulheres independentes, que moram sozinhas e recebem 5 mil por mês têm carros!! Precisa gastar com gasolina, manutenção do veículo, IPVA, lava jato…
Ela precisa se vestir bem, mulheres independentes, que recebem 5 mil possuem um emprego bom e precisam ter boa aparência. Mais gastos com roupas, sapatos, acessórios e bolsas.
Mas ela é uma mulher, mulheres precisam de mais p/ ficar com boa aparência: maquiagem, cosméticos, manicure/pedicure, depilação e cabelereiro.
Mulheres independentes, que moram sozinhas e recebem 5 mil por mês fazem academia (porque eu quero que minha mulher do exemplo faça, oras!) e academia não é gasto apenas com a academia, é necessário ter o “kit academia”: tênis, meias, roupas de ginásticas (ou fitness porque é mais chique… ) – que não são aquelas roupas velhas que ela usava na época da escola – e acessórios esportivos (aquele relógio social nunca vai combinar com as roupas de ginástica!).
Mulheres independentes, que moram sozinhas e o resto você já sabe, trabalham muito, logo, não têm tempo p/ cuidar da casa e precisam de pelo menos uma faxineira p/ dar uma geral no apartamento de vez em quando, isso significa, mais dinheiro saindo.
E claro! Mulheres independentes com um emprego desses recebem convites p/ jantar fora, mesmo que seja uma reunião de negócios e isso significa gastos com roupas (ela nunca, jamais, em hipótese alguma irá sair com as mesmas roupas que ela usa p/ trabalhar), sapatos e acessórios (bolsa de sair é diferente de bolsa de levar p/ trabalho).
Não esquecendo as ocasiões em que a mulher independente sai com as amigas ou com o namorado e precisa se produzir (gastos de novo!) e dividir a conta (mulheres independentes dividem a conta, porque parece ser mais legal).
Agora vamos ver o colega de trabalho da mulher independente, o homem independente que mora sozinho e tem carro próprio. Ele paga: aluguel, condomínio, contas de água, luz e telefone, gasolina, manutenção do veículo, IPVA, lava jato (ele tem preguiça de lavar o carro em casa toda semana), roupas (ou seja: 3 ternos, um preto, um azul marinho e um cinza), sapatos (se ele tiver apenas um, ninguém vai notar, é de couro mesmo), gravatas (aí sim, ele precisa ter várias), um relógio (que ele vai usar em todas as ocasiões, inclusive na academia), ele não gastará com salão (porque p/ ele isso é coisa de viado!), nem com faxineira (quando a casa estiver muito, mas muito bagunçada, a mãe vai lá dar uma geral), quando ele precisar ir p/ alguma reunião de negócios ou sair p/ algum jantar especial com a namorada, ele trocará a gravata. E a academia? As roupas que ele usava no colegial servem muito bem p/ isso (e p/ dormir), o que ele gastaria com roupas, ele compra em suprimentos alimentares.
E p/ piorar a situação da pobre mulher independente: roupas, sapatos e acessórios femininos são mais caros que os masculinos!!
Mesmo quem não é bom em matemática e fez as contas e viu como é desigual o mesmo salário recebido pelos dois empregados independentes que recebem 5 mil reais!?
Agora os homens vão falar: “é só a mulher independente não gastar com salão e tantas roupas.”
Só que eu respondo: “Nenhum homem vai querer sair com uma mulher independente que repete roupa e não se depila!!”
A sociedade cobra uma mulher independente, bonita, elegante e dá o mesmo salário de um homem peludo que só troca a gravata?! Desigualdade!!!!
Por isso que eu digo que o verdadeiro movimento feminista não quer a igualdade entre os sexos, mas sim a superioridade e valorização da mulher. Afinal de contas, merecemos.

Edit: Estarei ausente por uns tempos por causa da faculdade