Alguns lançamentos de abril do Grupo Editorial Pensamento

Editora Jangada

DESPERTADA AO AMANHECER
A chegada ao acampamento Shadow Falls e as dificuldades de se aceitar e se adaptar da adolescente Kylie Galen pautam o segundo livro da saga Shadow Falls, lançado no Brasil pelo selo Jangada, do Grupo Editorial Pensamento. Em Desperta ao Amanhecer, a adolescente vive o desafio de aceitar o novo ambiente como sua morada – um acampamento destinado a jovens considerados “especiais”. Já ciente de que sua sobrenaturalidade e de que suas habilidades vão além dos outros jovens, Kylie passa a se questionar em busca do verdadeiro significado de seus talentos e até que ponto deve explorá-los. Curiosamente, nem mesmo Holiday, a diretora do acampamento e também uma grande amiga, sabe ao certo uma resposta definitiva quanto a isso. De “meio-fada”, Kilye passa a ser considerada vampira e, em seguida, lobisomem.
O desafio de viver em um acampamento rodeado por lobisomens, mutantes, bruxas e fadas, em Desperta ao Amanhecer, soma-se à chegada de um outro fantasma à vida de Kylie. Com ele, a mensagem assombrosa de que antes do final do verão, alguém que ela realmente ama morrerá. Mais do que nunca, a garota reconhece a importância de, neste momento, aflorar e conhecer a fundo seus poderes.

Editora Seoman

COMO ENTREI NA LISTA NEGRA DA HERMÈS
Ter uma Birkin é o desejo da maioria das mulheres que se interessam por moda. O problema é que esse é um daqueles sonhos bem distantes e quase impossíveis de se realizar, seja porque o disputado modelo da Hermés tenha uma fila de espera que pode levar dois anos ou, simplesmente, pelo preço “nas alturas”. Motivado por esse desejo feminino incontrolável, ex cabeleireiro e maquiador Michael Tonello investiu na venda e revenda das peças e conseguiu driblar as enormes filas para conquistar a tão cobiçada bolsa Birkin. Toda essa trajetória é narrada por ele em seu livro, Como Entrei na Lista Negra da Hermès, agora no Brasil, pela Editora Seoman.O autor revela em sua obra que as bolsas não são tão exclusivas como parece e que os modelos ficam escondidos nas lojas à espera de clientes que tenham a “cara” da marca: elegância e uma alta conta bancária. Sempre com boa aparência e simpatia, Tonello percorria lojas em todos os continentes à procura da queridinha das celebridades. A peça de luxo, que ultrapassa os US$ 50 mil, rendeu muito lucro para Michael em apenas um ano. “Em 2005, eu faturei cerca de US$ 1,6 milhão. Entre setembro e dezembro, foram compradas e vendidas 130 bolsas”, afirma o autor.

Pessoalmente eu gostei muito dos dois lançamentos. Não conhecia a saga Shadow Falls, mas me interessei agora (viciada em séries, oi?!). E esse sobre as bolsas me deixou intrigada porque tem cara de ter uns bons baphos (Hellooooo?! Traz a tacinha e vamos ler).