Nicholas Sparks
(4/5)
Editora Novo Conceito
2012
307 páginas

Sinopse: Travis Parker possui tudo o que um homem poderia ter: a profissão que desejava, amigos leais, e uma linda casa beira-mar na pequena cidade de Beaufort, Carolina do Norte. Com uma vida boa, seus relacionamentos amorosos são apenas passageiros e para ele, isso é o suficiente. Até o dia em que sua nova vizinha, Gabby, aparece na porta. Apesar de suas tentativas de ser gentil, a ruiva atraente parece ter raiva dele. Ainda sim, Travis não consegue evitar se engraçar com Gabby e seus esforços persistentes o levam a uma jornada que ninguém poderia prever. Abrangendo os anos agitados do primeiro amor, casamento e família, A Escolha nos faz confrontar a questão mais cruel de todas: Até onde você iria manter o amor de sua vida?

Opinião:
É um livro típico do Nicholas Sparks, o que quer dizer que todos os ingredientes estão presentes: amor meloso e incondicional.
Tem gente que ama, eu não gosto, mas como já estou acostumada com os livros do Nicholas não me surpreendo, nem esquento mais com isso.
Gosto bastante da forma como o Nicholas Sparks escreve, ele tem uma boa narrativa, o que eu não gosto é do desenvolvimento da história, elas nunca me convencem. Eu não incrédula no amor, muito pelo contrário, mas não consigo imaginar um romance como os que ele escreve em nenhum lugar do mundo.
Acho muito rápido como os casais se conhecem e já declaram um para o outro que amam e que o outro é sua alma gêmea e amor para o resto da vida.
Mas falando especificamente do livro “A Escolha”, eu chorei quando vi o kit por dois motivos: o marcador era de um cachorro e o lápis era em formato de lápis. Eu morro com histórias envolvendo cachorros, choro de soluçar mesmo e quando vi o kit pensei que teria cachorro envolvido na história e só esse pensamento me fez chorar.
Então comecei a ler e realmente tinha cachorro na história, mas não em primeiro plano e isso me deixou um pouco desapontada: eu queria cachorro!
Tudo começa quando Gabby aparece na porta de Travis para reclamar que o cachorro dele tinha engravidado a collie dela e ele na maior calma nem respondeu, ouviu os desaforos calados enquanto ela explodia de raiva. Após esse incidente eles voltaram a se encontrar novamente por causa dos cachorros: Travis é médico veterinário e é ele quem ajuda no parto da cadela de Gabby e a partir dessa história de cachorros, veterinários e filhotes é que começa o envolvimento de Travis e Gabby.
O livro é bem morno até os capítulos finais quando tudo fica bastante tenso, pois Travis deve fazer uma escolha que pode colocar a vida da sua amada em risco. Eu achei um pouco confusa essa parte da história, demorei para entender o que tinha acontecido e qual seria a escolha que ele deveria fazer, mas acho que foi proposital para manter o mistério.
Não é o melhor livro do Nicholas Sparks, mas também não é ruim. Achei melhor que Querido John, mas não chegou aos pés de Um homem de Sorte, se bem que meus gostos quando o assunto é Nicholas Sparks é bem diferente da maioria das pessoas… leiam e decidam por si só.