ATE_VOCE_SER_MINHASamantha Hayes
(5/5)
Editora Intrínseca
2015
352 páginas

Vi esse livro na Turnê Intrínseca e fiquei morrendo de vontade de ler. Amo livros de suspense e quando li a sinopse da história fiquei muito curiosa.
A princípio achei que o livro era uma versão do filme Grace, pois Claudia tenta a todo custo engravidar e ser mãe, mas Até você ser minha não tem a parte grotesca e as semelhanças acabam nessa parte das mulheres serem loucas para ser mães.
Claudia Morgan-Brown é uma assistente social que sempre soube que sua vocação era ser mãe. Desde pequena este era o seu maior sonho. Após várias perdas e tentativas frustradas de gestação, Claudia fica radiante ao saber que está grávida de uma menina. É o seu sonho se tornando realidade.
Ela é casada com James, um oficial da marinha e madrasta de dois meninos Oscar e Noah, filhos gêmeos do primeiro casamento do homem. A família está prestes a se tornar completa com a chegada da menininha de Claudia, mas a preocupação deles é como a mulher dará conta de cuidar de um bebê recém-nascido e duas crianças, já que James passa semanas (e meses) fora de casa por causa do trabalho.
Como James está prestes a partir novamente e a data do parto se aproxima, eles decidem contratar uma babá.
A escolha do casal foi Zoe Harper, uma mulher com ótimas recomendações que logo conquista a atenção dos gêmeos e acaba se mudando de vez para o lar da família.
Claudia começa a suspeitar das intenções da babá e a história fica bem aterrorizante quando uma série de ataques a grávidas começa a acontecer na cidade. Geralmente o ataque acontecia a grávidas pouco tempo antes delas irem para o hospital ter o bebê. O psicopata fazia um corte totalmente errado na barriga e deixava a mulher sangrando.
O livro vai colocando todas as pistas para duvidarmos e termos medo de uma pessoa, mas no meio do caminho as provas acabam sendo invertidas e passamos a duvidar de outro personagem (e não posso falar mais que isso ou estarei soltando muitos spoilers).
É um livro intenso, cheio de reviravoltas.
Um thriller espetacular e de tirar o fôlego!
A narrativa prende do início ao fim e foi uma luta para eu deixar o livro de lado e ir dormir.
Ah sim! Teve outros momentos da história que eu também lembrei do filme A mão que balança o berço. Mas garanto que o livro não tem nada a ver com Grace ou com a mão que balança o berço.
Foi o primeiro e-book pelo iBook (os outros que li foram pelo Bluefire) e eu gostei mais desse formato. Só me decepcionei com o preço, o valor do e-book é exatamente o mesmo de um livro físico. E entre pagar por um livro físico e um e-book eu prefiro mil vezes a primeira opção. Uma pena porque se a diferença de preços fosse relevante eu compraria muitos livros para deixar no iPad e ler antes de dormir (levantar para apagar a luz do quarto ou ler com abajur não são situações agradáveis).