Danny Wallace
(4/5)
Editora Novo Conceito
2012
400 páginas
Sinopse: Tudo começa com uma garota… (porque sim, sempre há uma garota…) Jason Priestley acabou de vê-la. Eles partilharam de um momento incrível e rápido de profunda possibilidade, em algum lugar da Charlotte Street. E então, em um piscar de olhos, ela partiu deixando-o, acidentalmente, segurando sua câmera descartável, com o filme de fotos completo… E agora Jason — ex-professor, ex-namorado, escritor e herói relutante — se depara com um dilema. Deveria tentar seguir A Garota? E se ela for A garota? Mas aquilo significaria utilizar suas únicas pistas, que estão ainda intocáveis em seu poder… É engraçado como as coisas algumas situações se desenrolam…

Opinião: O livro tem Londres, humor britânico e romance, então possui todos os ingredientes para dar certo.
Quando eu falo de humor britânico é aquele humor britânico bem típico, com piadas que muita gente acha sem graça, menos os britânicos (e eu), é claro.
Tudo começa quando Jason encontra-se por acaso com uma garota na Charlotte Street e ela esquece a câmera fotográfica descartável com ele. Então o melhor amigo de Jason e companheiro de casa, Dev, resolve revelar as fotos e eles começam a procurar a garota por todos os lugares que aparecem nas imagens.
Quem gosta de Londres vai amar passear mentalmente por todos os lugares citados no livro. Em algumas partes dava para sentir bem o clima londrino.
Ao longo da história novos personagens vão aparecendo e ajudando a incrementar o enredo, como a louca da Abby e o ex-aluno Matt. Todos colaborando um pouco para que Jason encontre novamente a garota misteriosa.
O mistério à cerca da garota é legal, mas achei a história um pouco longa e as partes centrais do livro são meio chatas. Achei um pouco de enrolação, sabe?
Eu também não gostei muito do protagonista. Ele é um total perdedor. Não tem mais a mulher que ama, divide a casa com um nerd dono de uma loja de games, tem um emprego medíocre, não faz nada para mudar a situação e vive sentindo pena dele mesmo, até que conhece A garota e tudo começa a girar em torno dela. Não existe ninguém mais perdedor do que o Jason e teve momentos que isso me irritava profundamente.
Mas quanto mais perto de desvendar o mistério da garota melhor fica o livro e acho que essas partes compensaram toda enrolação anterior.
Não posso esquecer de dizer que a capa é a coisa mais linda. A fotografia e as cores combinaram perfeitamente com o livro. A lombada fica muito bonita na estante.