FEITICO_DA_SOMBRA Nora Roberts
(5/5)
Editora Arqueiro
2015
280 páginas

Feitiço da sombra é o segundo livro da trilogia Primos O’Dwyer e continua contando a história dos descendentes da Bruxa da Noite que ainda lutam contra Cabhan. No solstício Cabhan não foi derrotado e agora os primos estão reunindo forças para um novo combate.
Já Cabhan continua escondido, vivo e tramando contra os primos. Ele tenta todos os truques e procura os alvos mais frágeis para atingir aos primos.
Este livro traz como foco Connor O’Dwyer, um rapaz longe de ser casto, mas que acredita no amor e está disposto a vive-lo intensamente.
Após um ataque de Cabhan e uma experiência de quase morte ele foi surpreendido por Meara, que o beijou intensamente. No início Connor não queria estragar a amizade com Meara, mas acabou cedendo aos charmes da moça.
Apesar de ser bastante independente Meara é um pouco cética no amor e caberá a Connor acabar com essas inseguranças e mostrar o poder do amor.
O envolvimento amoroso de Connor e Meara (e o de Iona e Boyle) aumenta a fúria de Cabhan que tenta usar isso contra eles, mas os primos são confiantes no poder do amor, da família e da amizade e não será tão fácil assim ataca-los.
Ao mesmo tempo em que isso tudo acontece, Eamon, o filho de Sorcha, consegue de algum modo fazer contato com Connor do seu tempo. Ao longo do livro temos aparições dos filhos de Sorcha que estão no século XIII e conseguem se comunicar com os primos O’Dwyer.
Neste livro todos os descendentes de Sorcha precisam se unir para derrotar Cabhan de uma vez por todas. Amor, família e amizade juntos no círculo. Os três de Sorcha, os três descendentes dos três e a família que eles construíram pelo amor e a amizade.

Quando penso em um amante que tocaria mais do que meu corpo, penso em um amigo. Ter somente o calor sem a ternura? Seria satisfatório, e é, mas só isso. E o que acontece com o amigo quando já não é amante?
P. 114

Eu já esperava um livro de ligação entre o início e o final da história, então não me surpreendi com a pouca evolução da história. Eu já imaginava que o “grande duelo” contra Cabhan fosse acontecer no último livro, logo o foco da história foi outro, o romance e o fortalecimento do vínculo entre os primos e amigos. Eu queria mais magia e mais batalhas, mas o romantismo como plano principal não foi ruim.
Eu amo histórias com bruxas e magia e estou cada vez mais encantada com os primos O’Dwyer e os descendentes de Sorcha. Comecei a ler livros da Nora Roberts apenas recentemente e estou encantada com a autora. Acho que quem gosta de histórias com bruxas ou da Nora Roberts vai se apaixonar por essa trilogia.

[…] O amor não é um prêmio concedido por mérito ou algo a ser tomado de volta quando um erro é cometido. É um presente, tanto para quem dá quanto para quem recebe. No dia em que você o aceitar e segurar, perderá o medo.
P.236

Estou amando todas as capas dessa trilogia, são belíssimas! Compraria o livro apenas por elas. A diagramação está perfeita, um ótimo miolo com um papel de qualidade.
Só achei que a revisão pecou um pouquinho, encontrei algumas palavras erradas e erros de concordância, o que me surpreendeu pois este não é o padrão da Arqueiro.