Stacey Jay
(5/5)
Editora Novo Conceito
2011
1ª edição
240 páginas

Sinopse: Julieta Capuleto não tirou a própria vida. Ela foi assassinada pela pessoa em quem mais confiava, seu marido, Romeu Montecchio, que fez o sacrifício para assegurar sua imortalidade. Mas Romeu não imaginou que Julieta também teria vida eterna e se tornaria uma agente dos Embaixadores da Luz. Por setecentos anos, Julieta lutou para preservar o amor e as vidas de inocentes, enquanto Romeu tinha por fim destruir o coração humano. Mas agora que Julieta encontrou seu amor proibido, Romeu fará de tudo que estiver ao seu alcance para destruir a felicidade dela.

Opinião: Vou ser muito sincera. Sou fã de Shakespeare. Não li todas as obras, mas as que eu li fiquei apaixonada e, para mim, ele é um deus intocável. Colocar suas obras em suspeita é quase um sacrilégio. É pior até que questionar a virgindade da Virgem Maria. E estou falando sério.
Comecei a ler examente com esse pensamento: é um livro sobre o romance mais famoso do mundo, a obra mais conhecida de William Shakespeare, isso não vai dar certo.
O primeiro capítulo é a Julieta e o Romeu que conhecemos, declarando amor um pelo outro, mas a história só começa mesmo no segundo capítulo, quando Julieta entra no corpo de Ariel Dragland, uma jovem de 18 anos, no momento que esta sofre um acidente de carro com o rapaz, Dylan.
Sim, é bem confusa essa parte, porque eu não esperava que a Julieta ficasse “usurpando” o corpo das pessoas e conhecendo suas mentes.
Mas a missão da Julieta é essa: ajudar duas almas gêmeas a viverem felizes antes que Mercenários destruam vidas humanas.
Julieta foi assassinada por Romeu e há 700 anos ela luta, com os Embaixadores da Luz para preservar o amor e as vidas das pessoas. Já Romeu é o vilão da história atuando junto com os Mercenários.
Demorei um pouco para entender essa parte inicial, mas depois que tudo faz sentido a história flui muito bem!
Romeu também toma posse de corpos humanos, mas de pessoas que já morreram, enquanto Julieta pega emprestado corpos de pessoas vivas.
Então, Julieta está no corpo de Ariel e precisa juntar duas almas gêmeas que precisam de proteção, melhorar os relacionamentos de Ariel com a mãe e a melhor amiga e impedir que Romeu cometa crimes. Tudo seria muito “simples”, se Julieta não se apaixonasse pelo Ben!
E nesse ponto é que a história fica realmente boa. Julieta se vê num grande dilema: se reconciliar com Romeu, viver o grande amor com Ben, mesmo estando em um corpo que não lhe pertence ou apenas cumprir sua missão e aceitar qualquer que seja o destino de sua alma.
As revelações vão aparecendo ao longo da história, de modo que não tem como se entediar com a leitura, nem ficar com vontade de soltar o livro.
É um livro bem adolescente, se passando em High School e tudo mais (do jeito que eu gosto), tem uma linguagem bem clara e diálogos bem produzidos, o que se torna uma leitura bem leve e agradável.
É uma história bem romantica e doce, que faz a gente acreditar em almas gêmeas e amor verdadeiro, isso tudo sem perder a ação e a dinâmica.
Cheguei ao final ainda sem acreditar que alguém tinha feito Romeu de vilão e achando isso tudo um sacrilégio, mas se a Stacey Jay pecou, foi por um bom motivo e se saiu muito bem.