luademelJames Patterson; Howard Roughan
(4/5)
Editora Arqueiro
2013
224 páginas

Sinopse: Nora Sinclair é linda, rica, sedutora e acaba de se tornar viúva pela segunda vez. Mas sua vida é repleta de acontecimentos misteriosos, que levantam a suspeita do FBI. Para se aproximar de Nora, o agente John O’Hara finge ser um corretor de seguros com uma oferta tentadora: um seguro de vida no valor de 1,9 milhão de dólares. O plano funciona, mas à medida que passa a conhecer a viúva, ele começa a se perguntar se está atrás de justiça ou diante de uma paixão avassaladora.

Opinião: Assim que vi a sinopse desse livro decidi que tinha que ler. Minha felicidade foi enorme ao começar a ler e perceber que era impossível interromper a leitura.
O livro é dividido em partes com títulos (Casais perfeitos, O corretor de seguros, etc) e em capítulos.
Os capítulos são bem curtinhos, o que para quem, como eu, tem TOC de só termminar de ler quando chega ao fim de um capítulo é ótimo.
Apesar dos capítulos continuarem na mesma página em que o outro terminou, as partes são bem divididas, com o título centralizado em uma página própria.
Desde o início já sabemos quem é a assassina, mas há algum elemento que nos deixa presos a leitura e curiosos com o final.

O fato era qye Nora adorava estar com Connor e com Jeffrey em igual medida, o que tornaava sua decisão ainda mais difícil.
Qual dos dois iria matar?
P. 28

O agente John O’Hara é ótimo, ele tem um excelente humor sarcástico, o que deixava a leitura das partes em que aparecia bem divertidas.

Ainda não conseguia dizer se as lágrimas de Nora eram sinceras ou falsas, mas de uma coisa eu tinha certeza: ela havia começado a desprezar John O’Hara. E quanto mais ela o odiasse, mais eu conquistaria a sua confiança.
P. 98

Apesar do James Patterson ser bem famoso no gênero suspense, esse foi o primeiro livro desse gênero que li do autor. Li O diário de Suzana para Nicolas e gostei muito, mas agora que li a especialidade dele gostei mais ainda. Leitura recomendada.
cortesia