NO_ENCONTRO_DE_UMA_CONSTANTEBruno Luiz Mattos
(4/5)
2014
164 páginas

Quando eu digo que eu leio de tudo, estou sendo sincera. Muita gente lê apenas romances, séries e livros com uma única história. Eu me deixo levar e tento experimentar vários tipos de leitura. E poesia é um tipo de livro que eu também leio.
Livros de poesias e de contos não são livros para se sentar e ler de uma vez só. Requerem mais tempo para terminar, mas por outro lado são ótimos para quem está com o dia atarefado e cheio de coisas para fazer. Muita gente não tem tempo de parar e ficar uma hora em cima de um livro, mas dá para sentar por 5 ou 10 minutos e ler uma poesia gostosa ou um conto interessante.

De tudo o que poderia lhe dizer
apenas deixo o meu olhar
não que seja desperdício lhe falar
apenas quero lhe dar
um momento
e não palavras.
P. 21

O Bruno entrou em contato comigo perguntando se eu leria o livro dele (e até me convidou para o lançamento, mas eu estava em outro evento no dia), eu disse que minha fila de leitura estava grande, mas que leria sim. E deixei o livro dele como livro de cabeceira. Passava pelo quarto, lia um poema, deixava o livro no criado, ia fazer outra coisa, depois de uns dias voltava e lia mais uns 2 ou 3 poemas e fui lendo assim, aos poucos, saboreando as palavras, entendendo o significado de cada dos sentimentos expressos naqueles versos.
E adorei a experiência!

Quem disse que sonhos são termináveis?
Há algo acontecendo, mesmo que esteja dormindo
e sinto que é bem melhor do que posso sonhar.
P. 28

Conheço várias pessoas que gostam de ler, mas que não estão lendo nada no momento porque ficam sem tempo de ler uma história completa e terminar, mas livros de poesias são ótimos nesses momentos. Vale a pena investir em livros neste estilo.

Aleatório não existe
o universo é traiçoeiro
nos limita em seu infinito
P. 57

Falando de No encontro de uma constante, a sinopse começa indagando Qual é a sua constante?. E até hoje eu fico me perguntando qual é a minha. É uma pergunta complexa para ser respondida sem pensar antes. E o livro traduz essa complexidade toda em poemas sobre diversas situações cotidianas que nos mostram quem somos.

No fundo não podemos fazer muitas promessas
o dia seguinte é muito distante
e o anterior não podemos recuperar.
P. 68

São coisas simples e singelas que me fez me identificar com o autor. Compartilho com ele diversos sentimentos de insegurança, incerteza, amor e amizade.
São situações do dia a dia retratadas em forma de poesia.

Somos todos bons em esconder
o que ninguém deveria saber.
P. 86

Separei tantos trechos que gostei de diversos poemas que eu ainda estou em dúvidas se eu publicar todos eles será considerado ou não crime autoral.

Se você recusa o que é passageiro
como poderá criar a eternidade?
P. 130

A qualidade do livro físico é ótima, principalmente porque ele foi lançado de forma independente. Capa bonita, bem feita, diagramação interna certinha e organizada. Gostei muito.
Dá para notar que o autor ainda tem uma escrita crua e está em um processo de amadurecimento, mas isso não é um ponto negativo, pois faz com que as pessoas comuns (como eu e como você) se aproximem do autor e de todo sentimento expressado.

Tudo tem um tempo
e o tempo exato é difícil de conter
P. 139

A 4 estrelas devem-se ao fato do livro não ter sido enviado autografado. É um detalhe meio bobo para alguns, mas eu acho que todos os autores quando enviam livros para resenhas ou sorteios deveriam autografar, é um charme a mais, um carinho que seduz o leitor.
Se for punição por eu não ter ido no lançamento, então eu aceito de bom grado o gesto.