Trudi Canavan
(4/5)
Editora Novo Conceito
2012
448 páginas

Sinopse: Todos os anos, os magos de Imardin reúnem-se para purificar as ruas da cidade dos pedintes, criminosos e vagabundos. Mestres das disciplinas de magia, sabem que ninguém pode opor-se a eles. No entanto, seu escudo protetor não é tão impenetrável quanto acreditam. Enquanto a multidão é expurgada da cidade, uma jovem garota de rua, furiosa com o tratamento dispensado pelas autoridades a sua família e amigos, atira uma pedra ao escudo protetor, colocando nisso toda a raiva que sente. Para o espanto de todos que testemunham a ação, a pedra atravessa sem dificuldades a barreira e deixa um dos mágicos inconsciente. Trata-se de um ato inconcebível, e o maior medo da Clã de repente se concretiza: uma maga não treinada está à solta pelas ruas. Ela deve ser encontrada, e rápido, antes que seus poderes fiquem fora de controle e destruam a todos.

Opinião: Me decepcionei bastante com o livro. Acho que esse foi um dos lançamentos que eu mais me interessei por ler esse ano e só demorei um pouco para pegá-lo porque achei o volume um pouco grande para carregar dentro do ônibus.
Mas me decepcionei bastante com ele. O livro é dividido em duas partes: Um e Dois. A primeira parte começa contando a história de Sonea.
Ela é uma menina franzina que morou nas favelas durante a maior parte da sua vida, mas se mudou com os tios para a cidade. Só que o Rei ordenou que fosse feita a purificação e os tios e Sonea tiveram que voltar para a favela e encontrar um lugar para morar.
Ao chegar na favela Sonea procura sua antiga turma e eles a convidam para jogar pedra nos Magos. Os Magos possuem um escudo de proteção que impedem que sejam atingidos pelas pedras, mas quando Sonea atira a pedra, ela atinge a um mago na testa. Sonea se assusta e sai correndo, mas o Mago Lorde Rothen vê quem atirou a pedra e o Clã dos Magos começa a procurar a menina.
Essa parte só mostra Sonea, com a ajuda de seu amigo Cery, fugindo dos Magos. Não tem emoção nenhuma. Tudo bem que Sonea vai descobrindo seus poderes e podemos ver um poucio das atitudes dos Magos, mas achei muito chata. São mais ou menos 200 páginas de lenga lenga e eu quase desisti de ler por causa desse início, mas continuei lendo porque tinha fé de que iria melhorar.
E graças a Deus MELHOROU!
Na parte Dois do livro Sonea conhece o Clã e deve tomar a decisão de se juntar ou não a eles. Finalmente o livro ganha ritmo e emoção, mas não deu para compensar a primeira metade. Esperava bem mais dele, mesmo assim vou esperar pela continuação. O final deu uma deixa boa para um segundo livro bom.