Pequeno SegredoHeloisa Schurmann
(5/5)
Editora Agir
2012
320 páginas

Sinopse: A autora desta obra, Heloisa Schurmann, é de uma família conhecida pelas aventuras ao redor do mundo a bordo de um veleiro. Quis o destino que o dia a dia da família fosse surpreendido pela chegada de Kat, uma pequena e animada criança que passou a dividir com eles uma vida feliz pelos mares. Em ‘Pequeno segredo’, a autora conta uma história sobre os presentes dados pelo acaso. Sobre como um filho, biológico ou não, pode modificar por completo uma vida. E, acima de tudo, sobre até onde uma pessoa pode ir quando é tocada pela força do amor incondicional.

Opinião: Eu lembro da família Schurmann em uma série que passou no Fantástico mostrando as viagens deles ao redor do mundo e a pequena Kat correndo entre pinguins e se divertindo a cada país que eles passavam.
Depois disso, eles foram dar uma palestra na aula inaugural do meu primeiro ano letivo na faculdade. Lembro deles comentando das viagens e dando verdadeiras aulas motivacionais ao falar das superações no mar, mas não imaginava que a verdadeira superação deles estava dentro de casa.
No livro, Heloísa fala apenas de Kat e conta toda sua curta trajetória na Terra. Eu não sabia que Kat era adotada, então eu comecei a ler o livro e não entendi nada quando a história começa falando de Jeanne e Robert (pais biológicos da Kat), mas conforme a narrativa avança mais emocionante fica e é impossível segurar as lágrimas em diversos momentos.
Jeanne, a mãe biológica de Kat adquire o vírus do HIV após ser atropelada e receber sangue contaminado. Ela só foi saber que estava com o vírus quando Kat já tinha 1 ano de vida e para tristeza da família, Robert e Kat também estavam contaminados. Após a morte de Jeanne, Robert fica desolado pois sabe que não terá muito mais tempo de vida e não poderá cuidar da pequena Kat (agora com 3 anos). Então ele toma a decisão de entregar a menina para o casal Schurmann adotar, já que eram amigos e tinham o estilo de vida que ele e Jeanne tinham planejado levar.
A família Schurmann foi atrás de todos os médicos e conheceu a doença a fundo e decidiu adotar Kat mesmo sabendo que a menina poderia viver por apenas alguns meses e que teriam de abdicar de muitas coisas para criá-la.
O livro é lindo (tanto pelo conteúdo, quando pela formatação), os diálogos e a narrativa são emocionantes e tem muitas fotos da Kat, desde antes dela nascer. Fiquei fascinada com as aventuras que Kat viveu, ria e me divertia com as histórias engraçadas, me emocionava com as mais tristes… Li em um dia apenas e no final eu só não chorei mais porque tinha compromisso depois e tive que enxugar as lágrimas.
Tem gente que não gosta de histórias reais, mas eu gosto de histórias reais, pois acho que dá para tirar muitos aprendizados concretos.
Definitivamente nota máxima para o livro.