Livro: Postais do Coração

postais do coraçãoElla Griffin
(3/5)
Editora Novo Conceito
2012
448 páginas

Sinopse: Saffy tem um trabalho incrível em uma agência de propaganda em Dublin. Ela tem sua difícil mãe a uma distância segura. E ela acredita que seu namorado ator Greg — o próximo Colin Farrell — finalmente irá pedi-la em casamento. Conor admira a linda Jess. Mas depois de sete anos e gêmeos, ela ainda não se casará com ele. Ele passa os dias ensinando adolescentes terríveis e as noites escrevendo o livro que espera que mude tudo — inclusive a mente dela. Mas está difícil de alcançar finais felizes…

Opinião: Pela capa e a sinopse achei que esse livro seria maravilhoso, no estilo os da Emily Giffin com uma história gostosinha, mas me enganei completamente.
A história tinha tudo para ser boa, mas o livro não tinha ritmo. A leitura fluía mal e a trama não andava. Achei a narrativa muito lenta e pensei em desistir de ler várias vezes.
Não conseguia entender o que o título do livro tinha a ver com o resto e isso ia me desanimando cada vez mais.
Mas me esforcei e consegui terminar a leitura. Claro que o título e outras coisas fizeram mais sentido depois que cheguei ao fim e teve partes que eu tive vontade de chorar, por serem bem emotivas.
Mesmo assim não tive uma experiência boa com a leitura e o balanço final do livro não ficou muito positivo.
Apesar do conteúdo não ser tão bom quanto eu esperava, pelo menos a capa e o miolo são bonitos.

Veja também

11 Comentários

  1. Poly, tenho uma amiga que leu esse livro em dois dias, acredita? ~risos~
    Ela devorou mesmo. Perguntei se o livro era tão bom assim, ao que ela respondeu que o livro não era fenomenal, e sim ela que tava numa fase de tédio e que o melhor que tinha era ler mesmo.
    Ela gostou da narrativa da autora, disse que fluiu bem. Não foi assim contigo, ao que parece, né? Mas é assim mesmo, cada qual com sua opinião. =D

    Sacudindo Palavras

  2. Putzzzzz sério que não curtiu o livro, que ruim =/ É péssimo qd isso acontece neh…eu ainda não li nada da Giffin…simplesmente pq meu negócio é fantasia hehehe

    Miquilissss

  3. oie poly, tudo bom?
    não curto quando o livro não “anda”… eu comecei a ler “o diário de bridget jones” e foi exatamente assim. mas eu desisti mesmo e até hoje não voltei a ler. hahaha! talvez um dia eu pegue de volta, mas fiquei bastante frustrada! =x
    beijo, beijo!

    1. Comigo aconteceu o mesmo, Fê! Tentei três vezes ler “O diário de Brigjet Jone” até que na quarta vez eu fiz um esforço e terminei de lê-lo. Não vou dizer que o livro é péssimo, mas também não é bom.

      Sobre a sua resenha, Poly… Eu achei a capa linda, cheguei a lembrar até de novelas mexicanas (não sei o porquê), mas né…

    2. Eu li “O diário de Bridget Jones” em uma tarde. Foi o primeiro livro que eu devorei em menos de 24h XD

  4. Ixi, acho que esse é meu mal: por causa do nome da escritora, achei que seria algo estilo Emily Giffin também! Já vejo tudo e tenho até medo de começar essa leitura e empacar pelo resto do ano.. #exageromodeon

    Que bom que encontrei sua resenha antes de me encantar pela capa e título do livro (o que, aparentemente, nos enganam)!

    Até agora não recebi os livros do mês de janeiro… :$

    Beijos Poly!

  5. Quando vi o nome da autora na capa achei que fosse da Emily Giffin. Essa capa parece as capas dos livros da Emily também mas não me chamou muito a atenção. E pela resenha parece ser bem chatinho, né? Então acho que não seria um livro que eu compraria. Quando o livro não vai não tem jeito. :/

  6. Nossa, todos confundimos a Ella com a Emily né? É que eles tem o mesmo sobrenome, então, bem .. é fácil de confundir! hehe
    Nunca li nada nem da Ella, nem da Emily e achei que pela capa (sempre nos confundindo) questões do coração seria uma história interessante, mas realmente depois da sua resenha, continuo a querer ler somente livros da Emily.
    Beeijos!