PRECISO_DO_SEU_AMORBella Andre
(4/5)
Editora Novo Conceito
2015
320 páginas

Mia Sullivan é uma corretora de imóveis bem-sucedida. Há cinco anos ela se envolveu com um astro do rock e tiveram uma semana inesquecível. Eles tinham uma química perfeita e uma maravilhosa sintonia, mas ele era muito jovem e não queria assumir um compromisso sério. Ele não valorizou o que tinha, colocou tudo a perder e continuou sua vida de rock star.
Ao fazer um documentário sobre sua vida de famoso, Ford Vincent vê imagens do show em que conheceu Mia e relembra da conexão que tiveram naquele dia. Depois de passar por muitas camas e ter várias mulheres a seus pés ele percebe que nada daquilo faz sentido e sente uma vontade grande de colocar os pés no chão e ter uma vida mais estável, ao lado de seu amor.
Ford então decide ir atrás de Mia em Seattle, onde ela mora. Sabendo que ela não queria uma reaproximação ele se passa por um comprador anônimo e só mostra quem é no dia marcado para ela mostrar a casa que ele pretende comprar.
A princípio a moça não quer conversar, nem ter ele como cliente e acha que tudo é armação e uma brincadeira da parte dele. Ford precisa consertar os erros do passado e reconquistar a confiança de Mia.
Ele ainda mexe com Mia, mas ela não quer assumir que ainda sente uma forte atração pelo galã.
Trabalhando juntos ele propõe que eles sejam amigos e que iniciem um relacionamento baseado em amizade.
Após ver Mia no casamento de seu primo Marcus Sullivan na Califórnia e ver a relação amorosa e companheira da família Sullivan, Ford tem certeza de que Mia é a mulher que ele procura para passar o resto de seus dias.
O problema agora é faze-la entender isso e reconquista-la completamente.

Anos atrás, Ford não acreditaria que o amor fosse algo real, porém agora estava começando a perceber que o amor era mais poderoso que qualquer outra coisa. Mais importante que carreira, dinheiro ou orgulho.
P. 101

Preciso do seu amor é um dos livros da Bella Andre com o maior número de páginas. É uma história mais lenta e romântica. As cenas de sexo são minoria, mas há muita tensão sexual envolvida e partes bem picantes sem envolver sexo propriamente dito.
As cenas mais intensas estão nos últimos capítulos. O início é mais para conhecermos a fundo os personagens. Conseguimos captar a alma de cada um, o clima de romance é intenso e em alguns momentos eu queria muito entrar no livro e fazer parte da família Sullivan.
Nas partes envolvendo a família saía corações voando pelas páginas. O amor familiar é enorme, os Sullivans são solidários, afetuosos e companheiros. Para qualquer um entrar na família é preciso a aprovação de todos do clã.
Acho que na vida real é muito difícil existir uma família perfeita nesse nível, mas não custa fantasiar, não é mesmo?
Apesar dos livros da Bella serem independentes (são livros de uma série, mas não precisa ler em uma ordem certa, ou ler todos os livros) há ligações entre todos eles.

Será que um dia eles se acostumariam? Isto é, se Mia e Ford conseguissem fazer o relacionamento dar certo? Essa era a verdadeira pergunta que a deixou acordada quase a noite toda para tentar descobrir.
P. 195

Quem, como eu, lê pela ordem de lançamento e conhece todos os personagens se encanta ao ver o que aconteceu com o outro personagem. Há pequenos spoilers, mas como todos os livros são de romances com finais felizes é meio óbvio saber como terminarão as histórias.
Não classificaria os livros da Bella como eróticos, apesar dessa ser a classificação. São mais romances com uma ou outra cena de sexo. Nesse volume principalmente as cenas eróticas são bem contidas e poucas.
Ainda prefiro os livros da autora em comparação com outros livros e séries famosas do gênero.

Ela não tinha certeza se o céu estava ensolarado antes da chegada dele, mas agora que ele estava ali sentia como se estivesse em uma praia do Caribe, se bronzeando, em vez de estar no noroeste pacífico com o céu nublado e frio.
P. 196

Gostei muito da capa, é uma das minhas favoritas entre os livros da Bella Andre. O miolo tem um design diferente dos livros sobre os Sullivans da Califórnia. É bem simples, apenas o título e a numeração das páginas possuem uma fonte diferente.
Os capítulos são curtos e a narrativa e em terceira pessoa. Apesar do livro ter 302 páginas e a história ser um pouco menos dinâmica que as outras da autora a leitura é bem rápida, pois a história é fluida.
Encontrei alguns erros de digitação e concordância, mas nada que atrapalhasse a leitura.
Não foi um dos meus livros preferidos sobre o clã dos Sullivans, mas gostei muito da leitura.