Emily Giffin
(3.5/5)
Editora Novo Conceito
2012
383 páginas

Sinopse: Darcy Rhone sempre teve todos os homens aos seus pés. Tinha um emprego glamouroso, um seleto círculo de amizades e um noivo perfeito, Dexter Thaler. No entanto, tudo mudou quando Darcy se envolveu com o melhor amigo de seu noivo… Seu noivado acabou e perdeu sua melhor amiga, Rachel. Incapaz de assumir responsabilidades e de enfrentar todo esse mal-estar, Darcy foge para Londres, para a casa de um amigo de infância, imaginando que poderia passar uma borracha em tudo isso. Mas, para seu desânimo, Londres se torna um mundo estranho, onde seus truques de sedução não mais funcionam e onde sua sorte parece ter se evaporado. Sem amigos nem família, Darcy precisa dar novo rumo à sua vida e, assim, começa uma linda trajetória rumo ao crescimento e ao amor.

Opinião:Eu peguei o livro achando que seria uma coisa linda e maravilhosa, uma história belíssima e melosa, bem no estilo Nicholas Sparks, mas logo nas primeiras linhas eu já odiava a Darcy.
E como se lê um livro odiando a protagonista? Mas eu fui forte e guerreira e resisti até o fim!! A Darcy é muito chata e extremamente irritante. Muito egocêntrica e tem TUDO que eu odeio nas mulheres. É cheia de #mimimi e querendo dominar e segurar o homem. Ela é tão irritante que só de lembrar eu já fico com raiva.
Sério, se ela não fosse uma personagem e eu estivesse no lugar de um homem que passou pela vida, eu fugia para o Everest e não voltava enquanto a peste estivesse viva.
Por causa dessa chatice toda da Darcy eu não consegui aproveitar o livro como eu gostaria. Fiquei o tempo todo torcendo para alguém dar umas boas bofetadas na cara dela, afoga-la na piscina ou qualquer coisa do tipo, para acabar com a vida da vadia. O pior é que a Darcy continua irritante desse jeito por pelo menos metade (ou mais) do livro.
Então quando ela ficou menos chata, ou me acostumei com a chatice dela e passei à aceita-la melhor, o livro ficou bom. Aliás, muito bom! Nesse momento é que eu comecei a me divertir mesmo com a leitura e fiquei torcendo para que coisas boas acontecessem.
E quando eu estava bem empolgada e feliz da vida… puf! A história chega ao fim. Eu achei que dava para prever o final, mas mesmo assim eu gostei e fiquei bastante emocionada. Terminei de ler as últimas linhas com os olhos cheios de lágrimas.
Uma comédia romântica com um final feliz muito fofo!
Acho que valeu à pena aturar a Darcy no início, o final compensou tudo! Mesmo assim, eu tirei uns pontinhos ali porque eu quase abandonei a leitura.
PS: ainda não li “O noivo da minha melhor amiga”, mas agora fiquei curiosa *_*