janethevirgin
Jane The Virgin é uma série americana que eu conheci por causa do Clube do Livro ES e viciei porque sim. Ela é uma adaptação da novela venezuelana Juana la virgen e tem todos os clichês dos dramalhões mexicanos.
Jane
A primeira temporada está disponível na Netflix (grata) e são 22 episódios de 43 minutos. É uma série longa, se formos comparar com outras que estão fazendo sucesso.
Vou ser muito sincera e dizer que a série é ruim, mas tão ruim, tão ruim, tão ruim que chega a ser boa! No meio das reviravoltas e muitos dramas nos afeiçoamos aos personagens e começamos a fazer #teamMichael e #teamRafael.
Jane
Quando Jane era apenas uma garotinha sua avó a ensinou que novelas são a melhor forma de entretenimento e que as mulheres não podem conhecer o cegonho antes do casamento. Atualmente, Jane tem 23 anos, trabalha em um hotel e está noiva de Michael, mas durante um exame ginecológico de rotina ela foi inseminada artificialmente.
O pai do bebê de Jane não é Michael (óbvio), mas ele apoia toda e qualquer decisão de Jane em relação à criança, inclusive ficar com ela, se for o caso.
Jane
Jane descobre que os pais biológicos da criança são Petra e Rafael (seu patrão), que estão com problemas conjugais e conforme os capítulos vão se passando mais complicada fica a vida de Jane.
Não acho que seja uma série para maratonar, mas eu gosto de ficar assistindo os episódios aos poucos, antes de dormir. Um ótimo passatempo.
Alguém já assistiu ou assiste? #TeamMichael ou #TeamRafael? Ainda não tem na Netflix a segunda temporada e agora que estou terminando a segunda estou entrando em depressão porque não sei onde assistir haha (ahh! Já foi renovada para a terceira temporada #ficadica)

Jane