Spice Girls Tag Archive

  • Top 3 de Halloween

    Eu adoro Halloween! Na época de escola e curso de inglês era a data mais esperada no ano. Minhas fantasias eram as melhores e eu sempre ganhava prêmios ganhei duas medalhas de melhor fantasia.
    Com o passar dos anos as festas e as oportunidades de festa foram acabando, mas a data sempre terá um lugarzinho no meu coração e eu comemoro de outras formas (como postar no blog).
    Este ano eu fiz um top 3 das minhas coisas favoritas que tenham a ver com o Halloween:
    top 3

    TOP 3 FILMES

    1. A Órfã
    O melhor filme de todos os tempos: uma adorável garotinha de origem russa, de 9 anos é adotada por uma família americana e coisas estranhas começam a acontecer na casa.
    E a voz da Esther cantando no trailer? Que amor! Isabelle Fuhrman fez uma atuação excelente. E tem Vera Farmiga divando.
    É um filme bem fraco para quem gosta de filmes de terror, mas é um dos meus favoritos de todos os tempos.

    2. Invocação do Mal
    Pode colocar os dois filmes, né? Vera Farmiga (rainha suprema) e Patrick Wilson fazendo Ed e Lorraine Warren são os melhores. A química entre os dois atores em cena é ótima e eu fico tão encantada com a atuação dos dois que esqueço que são filmes de terror.
    A parte mais assustadora nos filmes é no início quando falam que são baseados em fatos reais. A freira maldita do segundo filme também me assustou bastante (porque eu odeio freiras malditas e palhaços), mas o terror é em um nível bem aceitável.
    ed-lorraine-warren

    3. Pânico
    A trilogia toda entra aqui, até mesmo o 4º filme que eu não gostei. Pânico foi o filme que me despertou para o gênero. Eu ia pro cinema com minha mãe assistir na estreia e a gente se amarrava.
    Assisti a todas as outras franquias, como Eu sei o que vocês fizeram no verão passado… mas nenhum outro filme é tão bom quanto Pânico.
    Aprendi todas as dicas de não atender à porta, não ficar conversando com estranhos no telefone e não subir às escadas ao ser perseguida com ele. Merece a colocação.

    TOP 3 SÉRIES

    1. Penny Dreadful
    Amor da minha vida que eu nunca vou superar o fim. Penny Dreadful conta a história de Vanessa Ives e sua luta contra as forças do mal. Tem lobisomem, vampiros, o Dr. Frankstein e sua criatura, bruxas e a melhor parte: Eva Green falando o Verbis Diablo.
    Só de lembrar que acabou bateu a bad e a vontade de ir no cemitério levar flores para a Vanessa Ives.
    penny_dreadful_1

    2. Bates Motel
    Olá, Vera Farmiga, você vem sempre aqui?
    Eu juro que eu comecei a assistir a série por causa de Psicose e que nem sabia que a Vera fazia parte do elenco (muito menos que era protagonista), mas foi impossível não me apaixonar, né?
    Fico com tanta raiva da Norma e do Norman que faço maratona quando começo a assistir. Genial a ideia de fazer uma série contando como o assassino chegou ao auge em Psicose.
    Um Tocantins inteiro para a produção.

    3. Salem
    Dia das Bruxas sem bruxas não é Dia das Bruxas, né amores?
    Eu coloquei Salem na geladeira quando viciei muito em Penny Dreadful, mas a história é boa e eu preciso retomar, e quem sabe reassistir tudo.

    TOP 3 CLIPES

    1. Everybody
    Everybody era meu clipe de Halloween preferido quando passava naqueles especiais da MTV. Eu nem gostava muito dos Backstreet Boys, mas Everybody era a música que eu mais gostava e sabia até a coreografia.

    2. Don’t wanna let you go
    Alguns anos depois Five lançou um clipe na mesma vibe de terror/suspense e eu amei (e não era apenas porque eu era fã da banda).
    Tem a utilização da tecnologia para assustar os meninos da banda e eu adoro a fã nerd louca dos computadores.

    3. Viva Forever
    A música é linda e o vídeo não deveria ser de terror, mas gente a história é muito bizarra. Duas crianças entram na floresta e se perdem. Eles encontram um brinquedo e de dentro dele saem as fadinhas malditas das Spice Girls, que ficam dançando e levam o menino embora.
    Quem precisa de filme de terror quando se tem um clipe das Spice Girls? Ninguém, né?

    TOP 3 MÚSICAS

    1. Halloween – Aqua
    2. Thriller – Michael Jackson
    3. Highway to hell – AC/DC

    TOP 3 LIVROS

    1. Os Sete
    2. Sétimo
    3. Sementes no gelo

    Eu não leio muitos livros de terror. Prefiro os romances e os suspenses. Acho que todos os que eu li foram do André Vianco e sou realmente fã da escrita dele. Li muitos livros do cara e todos são bons, mas selecionei os que eu mais gostei.

    Meu Top 3 de Halloween ficou assim e o seu? Como seria?

  • 7 coisas que eu aprendi com as Spice Girls

    Semana passada as Spice Girls voltaram à mídia com os rumores de que elas voltariam para uma turnê de 20 anos de Wannabe. No Twitter pessoal das (ex-)integrantes elas até brincaram com a notícia. Mel C se perguntou se deveria voltar a ensaiar saltos mortais para trás e Emma respondeu que talvez ela precisasse fazer as xuxinhas.
    E a pergunta fica no ar: elas voltarão ou não?
    Ao ver essa comoção toda lembrei de toda minha trajetória como fã e enumerei algumas das lições que aprendi com elas.

    1. Não crie expectativas

    Crie unicórnios dourados, mas jamais crie expectativas. Elas foram as pessoas que mais me decepcionaram na vida. Inúmeras vezes chorei rios por causa dessas 5 mulheres e de tanto me decepcionar com elas eu deveria ter aprendido aprendi que não devemos esperar nada das pessoas.
    De todas as decepções, a maior delas foi em 2007 com a turnê de retorno. Elas anunciaram que fariam shows pelo mundo inteiro, inclusive na América do Sul (Buenos Aires) e quando a demanda por shows se mostrou maior que a agenda delas, as criaturas abriram novos shows em Londres, EUA e meia dúzia de cidades europeias e depois cancelaram os shows no resto do mundo.
    Elas alimentaram meu sonho de adolescência e depois tiraram-no de mim sem nem pedir perdão.
    Só quem é fã entende o sentimento.
    compromisation

    2. Sua mãe é sua melhor amiga

    Que adolescente considera a mãe uma amiga? Por causa das Spice Girls eu passei essa fase da vida sem ter nenhum problema com a minha.
    E ela ainda ganhava uma fita K7 ou um CD com a música Mama para ela ouvir.

    3. Girl Power

    Girl Power resume todo o movimento feminista dos anos 90. Nada de queimar sutiãs ou ir para as ruas protestar ativamente. Girl Power resume a força feminina e prega a igualdade dos sexos. A mulher pode fazer o que ela quiser. Se quiser usar roupa curta pode usar, se quiser usar roupas esportivas o tempo todo pode usar, se quiser tomar a iniciativa com o sexo oposto pode tomar.
    Aprendi tanto com o girl power e tinha ele tão ativo na minha vida que eu quase fiz minha monografia de conclusão de curso de Direito sobre a jornada de trabalho feminina.
    girlpower
    O girl power não estava limitado apenas aos direitos femininos, ia muito além e por causa dele eu conheci ótimas cantoras e artistas (tudo por indicação das Spice Girls).

    4. Inglês

    Eu tinha uma grande aversão ao estudo de outro idioma, principalmente o inglês. Minha mãe tentou me matricular na escola de inglês umas duas vezes quando eu tinha 7 ou 8 anos e eu não queria. Me simpatizei um pouco com o espanhol, mas depois que me tornei fã das Spice Girls fiquei fanática por tudo relacionado a elas e quis aprender o idioma nativo das moças.
    spicegirls_unionjack

    5. Amizade em primeiro lugar

    Claro que “amizade nunca acaba” (friendship never ends) se tornou um dos meus lemas de vida. Por mais que elas tenham demonstrado que elas não consideram tanto esse lema eu o ainda levo comigo. Sabe aquilo que as meninas de 12 anos falam na escola que nunca trocarão a amiga pelo namorado? Eu ainda acho que deve ser assim e fico #chatiada quando vejo que nem todos tem essa mesma opinião.
    wannabequote

    6. Esconder revistas

    Toda semana eu passava na banca de revistas para comprar coisas com as Spice Girls, meu coração sempre doía quando eu via duas revistas que eu queria, mas eu só tinha dinheiro para uma. Então a estratégia era prometer à segunda que voltaria para busca-la e esconde-la bem entre as outras revistas.
    Isso se tornou muito útil para esconder o último exemplar de um livro que eu quero muito na livraria.
    Obrigada, Spice Girls!
    melb

    7. Que é importante ter um ídolo

    Sempre que eu olho minhas fotos da adolescência, com o quarto cheio de pôsteres e fazendo uma pose “Spice” eu fico feliz por ter sido fã das Spice Girls. Não sei qual a relevância psicológica disso na vida de um adulto, mas tenho quase certeza de que é importante para um jovem ter um artista para admirar.
    A vida é feita de fases, a adolescência é uma fase das mais complexas e ter tido algo para me envolver e me ajudar a ter novos amigos foi muito importante para mim. Fiz amigos naquela época que carrego até hoje.
    Elas me proporcionaram muitos momentos alegres e tenho ótimas lembranças para levar para o resto da vida. Coisas que eu só consegui porque era fã.
    Pode parecer besteira, mas se eu tiver um(a) filhx vou entender perfeitamente se elx resolver encher a parede do quarto com pôsteres e começar a ouvir a mesma banda um milhão de vezes. Vou sofrer muito por um tempo, mas sei que o repertório vai começar a aumentar e a parede vai mudar de cor na hora certa e essa fase terá valido à pena.
    spicegirlsbw
    badge_post_01

  • Segunda Pop: 1 música 2 clipes

    Segunda Pop de volta! Yay!
    Eu tive a inspiração desse post há vários meses, mas na hora de sentar para postar ele sempre fugia, mas agora com o #BEDA tenho mais oportunidades de fazer posts diferentes e voltar às raízes com outros.
    Tudo começou quando eu vi na MTV um clipe da Cher Lloyd que era diferente do que eu assisti na internet e fiquei pensando que isso já aconteceu outras vezes. Então fiz uma compilação de algumas músicas que têm duas versões de clipes.
    Assistam tudo e me contem quais vocês preferem.
    1b2

    Cher Lloyd – Want U Back


    Spice Girls – Who do you think you are?


    Madonna – Celebration


    Britney Spears – Till The World Ends


    Hilary Duff – Sparks



    badge_post_01