Teatro Tag Archive

  • OMG! Gravei um filme!

    Não sei se todos sabem, mas sou atriz (ainda sem o DRT, mas estamos aí). Faço teatro desde 2011 e é meu momento preferido da semana. Me divirto, esqueço dos problemas, conheço pessoas legais… e todos os demais benefícios que só o teatro proporciona.

    Aí no fim de 2016 surgiu a oportunidade da gente gravar um longa ano passado, meus amigos se inscreveram para participar e eu pensei “por que não?“. Fui uma das atrizes selecionadas para o elenco e no início do ano passado gravamos. Antes, durante e depois do processo de gravação eu até que estava bem tranquila, mas no dia da estreia eu fiquei “OMG! Eu gravei um filme!! Eu vou aparecer na telona!!“.

    Vou contar um pouquinho de como foi o nosso processo.
    No início de fevereiro de 2017 começamos com reuniões de preparação de elenco. Recebemos nossos personagens, o roteiro e começamos a estudar e construir os personagens. Nas reuniões também foi explicado como seriam as gravações e onde seriam as locações.

    Aproximadamente 40 atores participaram do projeto.
    O filme, de nome Viajantes, é uma sátira aos programas de reality show, só que ao invés dos participantes entrarem sozinhos no programa eles entravam em grupo (de família ou amigos). Os grupos disputavam entre si um prêmio de 2 milhões de reais.

    Minha personagem é a Zefa da Conceição, uma moça humilde, que faxina e cozinha muito bem, tem fé que a vida vai melhorar e ela conseguir comprar seu barraquinho. A Zefa entrou na casa com os amigos (todos bem povão e bem barulhentos) e eles disputaram o prêmio com outros 3 grupos, cada um deles com suas características e peculiaridades. Além dos grupos participantes do programa ainda tinha uma produção bem atrapalhada (com certeza a emissora do programa Viajantes era mais falida que a Caça Talentos da Fada Bela).

    Gravamos as cenas nos finais de semana de março e abril, as gravações aconteceram em Vitória e na Praia D’Ulé em Guarapari (divisa com Vila Velha).
    Os atores foram divididos em grupos e cada grupo gravava em um dia/horário, com exceção das cenas dentro da casa.
    Como eram muitos atores, não tínhamos muitas falas para decorar e foi bem tranquilo de gravar. A gente passava as falas e ensaiava enquanto outros atores estavam gravando e na nossa vez ficava bem mais fácil.
    Todos os figurinos eram dos atores e, sem incentivo do governo, tiramos água em pedra pra conseguir produzir tudo. Mas valeu a pena!

    Não tinha nada de glamour não, na hora era um ajudando o outro, se esforçando para tudo dar certo, mas a gente se divertia do mesmo jeito (tinha dia que era trabalhoso, mas quem disse que alguém lembra do trabalho? No fim do dia a gente só ficava rindo e relembrando das coisas boas).

    Terminadas as gravações, o material foi para a edição e só em novembro ficou pronto e foi exibido. 6 de novembro aconteceu a pré-estreia no Cine Jardins. E a gente lá no tapete vermelho com a família e os amigos, tirando fotos e ansiosos para começar a exibição.

    O que eu achei mais interessante no processo é que quando a gente lê o roteiro é uma coisa, quando gravamos é outra coisa e quando assistimo o material pronto é uma terceira coisa totalmente diferente do que a gente imagina quando lê o roteiro.
    Ficamos uma semana em cartaz (de 23 a 29/11/2017), mas agora todo mundo pode assistir ao filme no YouTube. Desde o início do ano ele está disponível no canal Oficina de Atores Abel Santana. Só ir , dar play e já deixar seu like.

    Trailer:

    ASSISTA AO FILME COMPLETO AQUI

    PS: Pequeno spoiler, teremos Viajantes 2 também ( e eu gravei a chamada )!!!

  • Meus preferidos: o melhor de abril

    Parece que abril teve 100 dias porque nunca mais chegava o fim do mês (e ainda faltam alguns dias para maio!)! SOCORRO!
    Vamos tentar fazer um apurado do melhor do mês mais longo de 2016 (até agora).
    MEUSPREFERIDOS

    Músicas


    Um apanhado das músicas que eu mais ouvi em abril, com coisas novas e antigas (porque eu gosto de mesclar).

    Livros

    Resenhei apenas um livro aqui em abril: Todos os nossos ontens. Tenho outras resenhas prontas, mas ainda não foram postadas (sorry, not sorry).

    TODOS_OS_NOSSOS_ONTENSTODOS OS NOSSOS ONTENS
    O que um governo poderia fazer se pudesse viajar no tempo?
    Quem ele poderia destruir antes mesmo que houvesse alguém que se rebelasse?
    Quais alianças poderiam ser quebradas antes mesmo de acontecerem?
    Em um futuro não tão distante, a vida como a conhecemos se foi, juntamente com nossa liberdade. Bombas estão sendo lançadas por agências administradas pelo governo para que a nação perceba quão fraca é. As pessoas não podem viajar, não podem nem mesmo atravessar a rua sem serem questionadas. O que causou isso? Algo que nunca deveria ter sido tratado com irresponsabilidade: o tempo. O tempo não é linear, nem algo que continua a funcionar. Ele tem leis, e se você quebrá-las, ele apagará você; o tempo em que estava continuará a seguir em frente, como se você nunca tivesse existido e tudo vai acontecer de novo, a menos que você interfira e tente mudá-lo…

    Séries

    Este é o momento jabá do dia. Não assisti a muita coisa na TV ou computador, mas fiz maratoninha da web série produzida pelo pessoal da Oficina de Teatro Abel Santana. Não estou no elenco, mas meus amigos estão, então prestigiem :D
    DR

    Prometo que é bem divertida.

    PS: em maio eu comento sobre a volta das minhas duas séries preferidas do momento.

    Fotos

    melhores-abril
    1. Cookie; 2. Pipoca; 3. Primeiro mamão do mamoeiro; 4. Pink Limonade; 5. Algum café gelado do Califórnia Coffee (Caramel Ice Blend ou Califórnia Maltine); 6. Cappuccino nosso de cada sábado na Bee Doces; 7. Pipoca; 8. Coleção de adesivos do Get Glue; 9. Estojo da Riachuelo e agenda de finanças.

    Posts

    Meus posts preferidos do mês foram dois textos que escrevi. Um é fictício e o outro é uma reflexão.

    O cara misterioso
    O que é liberdade?
    Cara Misterioso

    E como foi o mês de vocês? Mais animado que o meu? (como deu para perceber eu não fiz nada além de viver haha)

  • Faça teatro! (ode ao teatro)

    Teatro
    Faça teatro.
    Isso não é uma sugestão, é um comando: Faça teatro!
    Não importa se você não tem a pretensão de ser famoso ou se profissionalizar como ator, apenas faça.
    Por que ter apenas uma vida, uma profissão e uma família se podemos ter varias vidas, varias profissões e varias famílias? Por que não experimentar sentimentos e situações alheios ao seu cotidiano?
    Teatro é mais do que decorar umas falas, subir num palco ou atuar de frente para uma câmera.
    Teatro é como uma volta à infância. Você vai brincar, vai imaginar cenários, objetos e situações e vai pagar mico (muito mico!). Todos vão achar que você acabou de sair do hospício, mas você nem vai ligar.
    Você vai rir de doer a barriga e chorar de soluçar.
    Você vai errar muito, vai aprender a aceitar seus erros, vai aprender a ouvir e vai aprender a lidar com as suas emoções.
    Você vai fazer amigos, vocês terão piadas internas e irão rir e relembrar delas o tempo todo.
    Você vai viver uma relação de amor e ódio com seus instrutores, professores e diretores.
    Você vai repetir, repetir, repetir, repetir e depois que ficar bom vai repetir mais 10 vezes.
    Você vai descontar toda sua raiva, frustração, tristeza e alegria no palco. E mesmo depois de xingar seu amigo ator até a décima quinta geração, ele vai te falar “Pô! Valeu! Você mandou muito bem na cena”. Às vezes você vai bater no seu amigo e ele vai gostar, às vezes você vai apanhar e vai gostar (e não é nenhuma relação sadomasoquista).
    No teatro, na hora da improvisação, ninguém precisava saber que você tem problemas, os seus problemas serão problemas dos personagens que você vai criar. Você vai compartilhar suas mais profundas emoções e ninguém vai te julgar. Aliás, ninguém precisa saber que são as suas emoções. São emoções do personagem e ponto. O importante no teatro é o personagem, dê ao personagem sua carga emocional. Libere sua energia. Extravase e saia da aula com a alma lavada e a mente renovada.
    Teatro é terapia de grupo. Você aprende a se conhecer melhor e aprende quais são os seus limites (e aprende a superá-los). E ainda se diverte.
    Teatro é vida e se você quer viver isso tudo, faça teatro.
    Teatro

    Post em homenagem à todas as vidas que vivi (Miúxa, Pipa, Flávia Roberta, Fernanda Bárbara, etc) e viverei nos palcos e também ao pessoals animados da turma 9 da Oficina que enfrentaram todas as dificulidades ano passado ouvindo Kelly Key sábado de manhã (mais uma noite chegaaaaaa).

    Teatro

    Fotos das minhas últimas interpretações (workshop de criação coletiva e peça não tá fácil pra ninguém).