Planning 101: Quais tipos de planners existem?

quais-planners

Quando comecei no mundo dos planners minha principal dificuldade foi saber qual comprar. São tantas opções que ficamos completamente perdidos.
Em 2012 eu parei de usar as agendas convencionais e comecei a comprar agendinhas fofas asiáticas, que são planners, mas eu usava como agenda.
(A Carol fez um post maravilhoso falando das diferenças entre planners e agendas, então deixo o link para vocês lerem ).
Os planners existentes são:

ARGOLADOS/FICHÁRIO

Usando um vocabulário bem leigo: são fichários (aqueles que a gente usava na escola) adaptados para serem usados como agenda.
Claro que a capa é diferente, algumas são de couro, por exemplo e o material utilizado é de uma qualidade superior. Há compartimentos (bolsos) para colocar blocos de notas e caneta.
Os tamanhos são variados e a maioria pode ser encontrada em tamanho A5, Personal e Pocket.
As marcas mais conhecidas são:
Kikki K
Filofax
Color Crush– Carpe Diem
Redfax (nacional)
– Tilifax – Tilibra (nacional)

A principal vantagem é que você pode projetar o planner para usar como quiser. Pode fazer divisórias para cada área da sua vida. E seções infinitas.
Você pode colocar sua vida inteira no planner. Eu divido meu Kikki K em calendário mensal e semanal, listas de to do, séries que acompanho, filmes para assistir, livros para ler, aniversários e blog.
O tamanho vai depender do seu objetivo com o planner. O tamanho ideal para bolsas é o personal ou pocket. O A5 é melhor para deixar em casa ou no ambiente de trabalho. Não é um tamanho agradável para carregar para todo lado.
O meu planner Kikki K é personal e mesmo assim eu o acho grande para levar na bolsa.
Outra vantagem é poder inserir e retirar páginas com facilidade. Você não precisa carregar todos os meses do ano na agenda.
A maior desvantagem é a opção infinita de possibilidades. Eu não consigo escolher um modelo de miolo. Não sei que páginas colocar dentro e ainda fico perdida com as divisões que quero fazer.

ESPIRAIS

Os planneres espirais foram os primeiros que eu conheci. Na verdade, o planner life da Erin Condren que me despertou este desejo em planners e “agendas” mais completas. A partir dele que comecei a pesquisar mais e a não ficar tão louca com o preço.
Os modelos mais conhecidos são:
Erin Condren
Paperview (nacional)
Evertop (nacional)

Vantagem: vem completinho com os meses e dias da semana. Há opções de planners datados e não datados. As marcas já tem os layouts dos miolos definidos e você só tem o trabalho de escolher o que mais te agrada e utilizar. Gosto de dizer que eles vêm pronto para o uso, enquanto os argolados precisam ser trabalhados.
Desvantagem: Não é possível acrescentar páginas novas, nem personalizar, mudar o layout do miolo.

DISCOS/SISTEMA ARC

São discos inteligentes que você consegue retirar e colocar a folha no planner. A primeira vez que vi achei que fosse mágica, mas com o tempo fui me acostumando.
Esse sistema é utilizado nos cadernos Arc da Staples. O planner que usa esse sistema é o Happy Planner. De todos eles se tornou o meu queridinho.

O Happy Planner foi o meu primeiro planner. Eu me apaixonei pelos corações nos discos e pela “mágica” de colocar e tirar as páginas na maior facilidade do universo.
Depois veio o layout lindo e os milhões de adesivos imprimíveis para customizar e deixar o planner ainda mais lindo.
Até o início do ano só existia Happy Planner em tamanho A5, mas agora já existe o Big Happy Planner (quase o tamanho A4) e o Mini Happy Planner (tamanho personal).
Neste momento eu falaria das desvantagens do Happy Planner, mas todos os problemas foram solucionados com os últimos lançamentos.
Agora os tamanhos são variados, eles lançaram capinhas para poder levar o planner na bolsa, existem vários layouts, pode imprimir inserts novos e colocar no planner.
Dentre todos os planners, é o que tem o melhor custo x benefício.
Desvantagem é só ter uma vida quando existem tantas opções de Happy Planner no mercado. Ou morar no Brasil, enquanto nos EUA as lojas Michaels estão com Happy Planners caindo em cima dos clientes… Fora isso, sinceramente não sei o que seria de desvantajoso no planner.

TRAVELER’S NOTEBOOK

O Traveler’s notebook é uma capa para cadernos. O original é da marca japonesa Midori. Eles produzem a capa de couro com elásticos, onde são acoplados os cadernos.
O sistema de elástico permite a adição de diversos cadernos. É possível ter um caderno para cada área da vida e carrega-los todos ao mesmo tempo, em um só lugar.
Você pode ter um caderno para planejamento mensal, um para planejamento semanal, um para finanças… e do jeito como você desejar.
A empresa fabrica diversos tipos de cadernos e você monta o planner conforme as suas necessidades. Diversas marcas já copiaram o modelo e tem vários DIY no YouTube ensinando a fazer o seu próprio “dori” (como ficaram conhecidos). Você pode fazer a capa de papel, tecido, couro…
No Brasil a loja A. Craft possui diversas capas e vários estilos de cadernos fofos.
Vantagem: é customizável como o argolado e você é livre para montar o planner como quiser. Além do tamanho ser o ideal para carregar na bolsa (15x21cm) – o tamanho do planner da A.Craf. Quando o caderno chegar ao fim é só comprar outro e colocar no lugar.
Desvantagem: acho que o tamanho dele impede com que ele seja o planner principal. Gosto muito do formato e de toda “tecnologia” de elásticos, mas o tamanho só é bom para levar na bolsa. Não me vejo planejando o mês e fazendo o que eu faço no Happy Planner em um Midori.

*BULLET JOURNAL

Bullet Journal não é bem um tipo de planner. Trata-se de um sistema de organização criado por Ryder Carroll e ele ensina no site http://bulletjournal.com/ (em inglês) como fazer o seu. As únicas coisas que você precisa para ter o seu bullet jornal (que a gente pode chamar de BUJO) é um caderno e uma caneta.
As três principais seções sugeridas por Carroll são: índice (onde você irá colocar a numeração da página), log do mês (onde você coloca o seu planejamento mensal), log do dia (onde fica seu planejamento diário) e log do futuro (são os meses seguintes).

Apesar de ser bem simples a ideia do criador, as meninas que estão no mundo dos planners há mais tempo fazem verdadeiras obras de arte com os BUJO delas. O céu é o limite em se tratando de BUJO.
Eu estou doida de vontade de começar um BUJO para levar na bolsa, mas preciso cumprir minha promessa de só começar um BUJO quando eu terminar de escrever na última página do meu caderninho de organização.
Além do site do Ryder, a Thais Godinho fez um post bem explicativo sobre o BUJO.

Eu sei que os posts estão gigantes e mesmo assim sei que ainda existem dúvidas sobre o assunto, então se tiverem dúvida ou quiserem saber mais sobre algum planner podem falar :)

Continue Reading

Planning 101: o que planejar?

Mais um post da série Planning 101 e se eu ainda não te convenci de que você precisa se organizar e planejar a vida, este post vai mudar a sua vida. Não sabe o que planejar? Ainda está tentando se encontrar no meio de tanta informação passada nos posts anteriores? A solução dos seus problemas está a seguir.

planning-101_o-que-planejar_

O que podemos planejar?

Absolutamente tudo. Planejar é tão essencial quanto respirar. Planejar ajuda a evitar situações estressantes e te proporciona mais tempo para relaxar e curtir as coisas que você gosta.

Vou dar alguns exemplos:

PLANEJANDO A CASA

flowers-and-cup-of-coffee
Nosso lar é o lugar mais importante no mundo e devemos cuidar bem dele e das coisas que guardamos. Mas vamos convir que arrumar casa e fazer as tarefas domésticas diariamente é muito chato, então o planejamento pode simplificar um pouco a vida.
A organização da casa é o tema central do método Flylady.
Em casa, podemos dividir uma tarefa para cada dia da semana, mantendo um calendário semanal, mensal e anual de arrumação e limpeza. Também podemos organizar o menu semanal e planejar todas as refeições da semana.

FREEBIES:
Checklists para organização e arrumação da casa (Organize sem frescuras).
Checklists para organização e limpeza da casa (Printable Crush) [EM INGLÊS]

PLANEJANDO O TRABALHO

notebook
Mesmo sem levar o trabalho para a casa devemos manter nossa rotina planejada. Pelo menos devemos ter uma predefinição.
Uma ferramenta que serve para todos os ambientes são as listas de To Do
Se você não tem um planner, uma agenda ou algum apoio que te sirva de base para focalizar o trabalho, utilize uma folha de papel e uma caneta e anota tudo o que precisa ser feito e depois vai ticando o que foi cumprido.
Simples, fácil e eficiente.
Também pode baixar imprimíveis fofos e seguir a lista com mais gosto.

FREEBIES:
Daily To Do List (Simple as that) [EM INGLÊS]
– To Do Lists diversas (The Tiny Honey Comb) [EM INGLÊS]

PLANEJANDO O BLOG

pink-notebook
Planejamento é a chave para ter um blog de sucesso. Manter um calendário de posts e controlar o que acontece com o seu espaço virtual é importante, pois deixa seu trabalho mais profissional.
Eu montei um blog planner bem completo para mim e disponibilizei de graça para baixar aqui no blog. Fiquem à vontade para usar e abusar.
Eu uso o planner para controlar os posts e monitorar as redes sociais. Confesso que agora que tenho outros planners acabo deixando o blog planner em segundo plano, estou tentando concentrar tudo em um único lugar. Mas o blog planner ainda é muito útil para comparar as estatísticas e as redes sociais.

FREEBIE:
Blog Planner Polypop

E vocês? O que mais vocês planejam? Quais setores da vida são planejados com carinho por vocês?

Imagens: Kaboom Pics

PS: Você também pode gostar de planejar festas e, se esta for a sua vontade, tem um Party Planner lindo e gratuito para baixar aqui no blog.

Continue Reading

Planning 101: Como planejar?

O início é a coisa mais difícil em um planejamento. Tem vezes que a vida está tão bagunçada que não sabemos como vamos começar a colocar tudo nos eixos. Pensando nisto, no tópico de hoje do Planning 101 vou dar dicas de como planejar.
Eu não sou a pessoa mais especializada no assunto para discutir amplamente os métodos que vou indicar, mas vou falar sobre o que funcionou e o que não funcionou para mim.
Senta, que vem textão…
como-planejar
O primeiro método de organização que eu utilizei foi o Get Things Done, mais conhecido como GTD. Conheci essa maravilha no blog Vida Organizada há uns 6 anos e comecei muito disciplinada. Lendo tudo sobre o assunto e me animando muito!
A ideia principal do GTD é que sua mente fique livre de informações, que devem ser anotadas para serem feitas e não serem esquecidas.
Decidi começar a organização pela papelada e usando o tickler. Comprei um estoque de pastas transparentes na Kalunga e fiquei mais de uma semana organizando o que era para guardar, o que era para jogar fora e dividindo as contas pagas por ano.
Eu tinha uma pasta para cada mês do ano corrente com todos os boletos, faturas e anotações. Na teoria (e na minha cabeça) aquilo era genial.
Mas não funcionou aqui em casa porque eu não cuidava dos documentos. Era uma tarefa dividida entre minha mãe e eu. Depois de 3 meses as contas de março estavam em fevereiro, as de fevereiro em abril e as de abril em junho. E as pastas de julho, agosto e setembro já tinha virado pastas de documentos veterinários, médicos e advocatícios.
Desisti desta parte do sistema. Mantive um caderno como inbox e tenho algumas caixas com contas pagas e a pagar.
Está funcionando muito bem para a papelada. Documentos importantes (certidões, escrituras, contratos, etc) ficam em pastas separadas e o restante a gente lida bem com a bagunça organizada.
O caderno de inbox fica ao lado do telefone. Quando comecei a usar o caderno, era apenas um caderno comum. Uma folha por dia para anotar recados, números de protocolos, telefones, lista de compras… enfim, qualquer coisa que era rascunho, para depois ser anotada em algo permanente, como o planner.
Este ano eu dei um upgrade no caderno e coloquei algumas informações importantes, como contatos de médicos e parentes próximos, endereço com CEP e números de telefone que a gente mais usa (distribuidora de gás e bebidas, delivery de lanches) ou que precisem ser acionados rapidamente (veterinário e plano de saúde).
Digitalizei tudo bonitinho, imprimi em folha adesiva e colei nas primeiras páginas. As outras páginas eu uso diariamente. O caderno fica fechado, mas com a página marcada, então precisando fazer qualquer tipo de anotação é só abrir e anotar (a caneta fica do lado).
Em caso de emergência é só sair correndo com o caderno.
Coloco a data no topo e vou “rascunhando” ali durante o dia. No dia seguinte abro em outra página e repito o processo. Nunca mais perdemos uma informação após a aplicação disso.
Para mim, o GTD funcionou com o caderno e os planners (falarei mais sobre eles no futuro), vale a pena pesquisar e ver como pode funcionar para você.
gtd
Outro sistema que eu estou tentando me adaptar é o FlyLady, criado por uma americana que assina com o mesmo nome do método. Para a organização da casa o FlyLady é ótimo. Fiquei apaixonada com ele porque achei que ele otimiza muito o meu tempo. Não vou explicar tudo porque a Jana fez um post ótimo, traduzindo todos os passos do inglês.
O que eu adotei como regra obrigatória deste método é fazer a rotina da manhã e da noite. Também gosto muito da parte de me arrumar toda manhã como se fosse sair de casa (mesmo se eu não for sair) e os 15 minutos para destralhar é a melhor invenção da humanidade!
E esses quinze minutos fazem milagre, viu?! Nunca imaginei que eu pudesse fazer tanto coisa útil em 15 minutos. É só programar o timer do relógio/celular para 15 minutos e fazer o máximo de coisas que puder neste tempo. Eu saio pela casa com uma sacolinha pegando todos aqueles pedacinhos de lixo (recibo, nota de compra, bula de remédio, embalagens) que a gente deixa para jogar no lixo mais tarde e não joga e colocando as coisas no lugar. Durante estes 15 minutos eu só faço isso. Desligo celular, não paro para ver receita nova na televisão, nem brinco com os gatos. Me concentro na simples tarefa de destralhar.
Esses poucos minutos estão economizando um tempo danado na arrumação semanal do quarto e dos outros cômodos.
Ela simplifica muito a organização e limpeza do lar, dividindo a casa por zonas. No fim de cada dia ainda temos os “mimos”. Pequenos agrados que damos a nós mesmas (hidratação no cabelo, fazer unhas, tirar sobrancelha, etc).
flylady
A melhor forma de começar é escolher um método que você acha que se encaixa na sua vida e ir adaptando. Não tem certo ou errado. Para conhecer e fazer funcionar tem que ir testando e vendo o que melhor se encaixa na sua vida. Algumas coisas irão dar certo, outras erradas, mas só assim para nos organizarmos bem.
Já usaram estes métodos ou algum outro? Acho que estes são os mais conhecidos, mas se tiver outro eu gostaria de conhecer.
Mesmo sem dar nome aos métodos, como vocês se organizam?

Imagens: Ashley Create Things

Continue Reading