Filme: Os Vingadores

Os Vingadores (The Avengers)
(5/5)
2012

Loki (Tom Hiddleston) está de volta à Terra. Desta vez, enviado pelos chitauri, uma raça alienígena que pretende dominar os humanos. Com a promessa de que será o soberano do planeta, Loki rouba o Tesseract dentro de instalações da S.H.I.E.L.D. e, com isso, adquire mais poderes. Loki os usa para controlar o dr. Erik Selvig (Stellan Skarsgard) e Clint Barton/Gavião Arqueiro (Jeremy Renner), que passam a trabalhar para ele. No intuito de contê-los, Nick Fury (Samuel L. Jackson) convoca um grupo de pessoas com grandes habilidades, mas que jamais haviam trabalhado juntas: Tony Stark/Homem de Ferro (Robert Downey Jr.), Steve Rogers/Capitão América (Chris Evans), Thor (Chris Hemsworth), Bruce Banner/Hulk (Mark Ruffalo) e Natasha Romanoff/Viúva Negra (Scarlett Johansson). Só que, apesar do grande perigo que a Terra corre, não é tão simples assim conter o ego e os interesses de cada um deles para que possam agir em grupo.

Depois dos filmes solos, com no máximo a participação de um no filme do outro, finalmente, temos Os Vingadores unidos e só por este motivo eu dou a nota máxima para o filme. Mas toda enrolação que temos em alguns filmes solo culminam para isso.

É bem interesse ver o mundo em colapso e ainda assim, os maiores super-heróis da Terra brigando entre si por uma questão de ego. E quando se juntam, o Capitão que eu achava chatíssimo lá no primeiro filme, fica ainda mais chato e o Homem de Ferro com o ego maior do mundo, fica ainda mais centrado. Aí em Guerra Civil você escolhe um lado e não pode ser nem ser julgada por isso.

Loki continua sendo o melhor vilão e com as melhores tiradas. As cenas cômicas estão na dose certa, bem balanceadas com toda a ação que o filme pede e toda a complexidade necessária para explicar a junção dos heróis.

Amo tanto o Mark Ruffalo como Hulk que eu até finjo que ele sempre esteve no papel. Ele é apenas perfeito. E tudo no Hulk melhorou desde o filme solo. Os efeitos da transformação ficaram ótimos e menos bizarros.

Antes de eu conhecer a história toda, ou seja, na época em que Os Vingadores foi lançado, eu até shippava a Natasha com o Barton (sim, foi um choque quando eu descobri que ele tinha uma família). Mas esses dias eu vi uma “arte” por aí das pessoas que shippam a Natasha com o Banner e basicamente, a princesa Fiona (de Shrek) é “filha” deles na teoria: verde e ruiva. Agora eu não consigo mais ver o Hulk e a Viúva Negra juntos sem lembrar da Fiona e ter vontade de rir.

De nada por ter estragado essa imagem para vocês também.

Mas continuando a falar sobre Os Vingadores, eu só achei estranha a fala do Fury sobre a iniciativa ter surgido quando Thor veio do espaço e trouxe os inimigos junto. Porque: 1. Ele já estava pensando em recrutar o Tony Stark antes do Thor chegar (na verdade, as coisas estavam acontecendo simultaneamente) e 2. Ele sabia que a Terra era vulnerável quando conheceu a Carol lá nos anos 90.

Isso corrobora o fato de que Fury é um mentiroso e que fala qualquer baboseira para conseguir o que quer (ou também um pequeno furo no roteiro já que Capitã Marvel é só de 2019).

Fiquei triste pela morte do Coulson, eu gostava dele, mas até mesmo a cena da morte dele foi ótima.

Agora mais trocentos filmes solo antes de todo mundo reunido de novo. Odin, dei-me paciência! Amém.

Entrem no Telegram para a gente conversar mais e assistir juntos aos filmes.

Ficha Técnica

  • Direção: Joss Whedon
  • Roteiro: Joss Whedon, Zak Penn
  • Produção: Jon Favreau, Kevin Feige
  • Duração: 142 minutos
  • Classificação: 12 anos
  • Elenco: Tom Hiddleston, Stellan Skarsgard, Chris Hemsworth, Jeremy Renner, Samuel L. Jackson, Robert Downey Jr., Chris Evans, Mark Ruffalo, Scarlett Johansson, Clark Gregg, Gwyneth Paltrow

Veja também

1 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.