Série: Jessica Jones

Jessica Jones é a nova série da Marvel criada por Melissa Rosenberg para a Netflix, a série é baseada na personagem de mesmo nome da Marvel Comics. Ela é a segunda de quatro séries sobre super-heróis que futuramente irão se unir em uma equipe.
Jessica teve um fim trágico na carreira de super-heroína, então decide abrir sua própria agência de detetives e tenta reconstruir sua vida como detetive particular em Nova York usando suas habilidades especiais.
polypop-jessica-jones
A atriz Krysten Ritter estrela o papel principal. David Tennant, Mike Colter, Rachael Taylor, Carrie-Anne Moss, Eka Darville, Erin Moriarty, e Wil Traval também fazem parte do elenco.
Todos os episódios da primeira temporada estão disponíveis na Netflix e uma segunda temporada foi renovada, mas ainda sem previsão de estreia.

Eu só digo o que eu quero
Eu só digo o que eu quero

Passei o carnaval vidrada na frente da TV fazendo maratona de Jessica Jones. Me apaixonei pela heroína politicamente incorreta que vive amedrontada pelo vilão principal, Kilgrave.
À primeira vista Jessica parece um personagem fraco, que tem medo de enfrentar Kilgrave, mas ao longo da série ela vai evoluindo e aprendendo a conviver com este sentimento.
Ela falha, chora, foge, se esconde, bebe (muito), fala palavrão o tempo todo e tem desejos sexuais. Nada do que esperamos de um super-herói normal, por isso ela é tão especial. Este toque humano que ela tem nos aproxima dela e traz empatia com o personagem.
Algo que eu nunca digo. Como, "Eu te amo"
Algo que eu nunca digo. Como, “Eu te amo”.

Kilgrave é um vilão desprezível. Vi algumas pessoas comentando que queriam ele e a Jessica ficassem juntos, mas essa ideia é completamente fora de cogitação. Kilgrave usa o poder da mente para conseguir o que deseja. Ele controla a mente das pessoas e elas agem contra a própria vontade. Ele é a personificação do relacionamento abusivo. O personagem é tão asqueroso que a cada episódio eu o odiava mais e mais. Totalmente fora de cogitação alguém imaginar ele em um relacionamento com qualquer pessoa.
Série completamente viciante, dessas de pegar a pipoca e passar o dia todo assistindo sem pausa.

Continue Reading

Segunda Pop: Trilhas Chiclete

Trilhas Chiclete: Músicas que não saem da cabeça
Trilhas Chiclete
Para quem está no bloco Unidos do Quarto, desfila todo dia na escola de samba Mocidade Independente do Netflix e está aproveitando o carnaval bem longe da multidão a Segunda Pop de hoje é especial. Vamos falar de trilhas chiclete. Sabe quando você assiste àquele filme incrível e fica dois anos cantando a música? Então pegue a pipoca, coloque os fones e relembre esses clássicos do cinema.

Estava assistindo ao filme Lado a Lado (Stepmom) outro dia e quando terminei fiquei horas cantando Ain’t no mountain hihg enough. Aí lembrei de outros filmes que eu ficava com a música na cabeça por horas/dias e fui adicionando em uma playlist no Spotify.
stepmom
Semana passada assisti ao filme A mentira (Easy A) e estou até hoje cantando Pocketful of Sunshine. Duvido que qualquer um de vocês assista ao filme sem ficar cantando a música depois. E ainda mais, aposto que só de ler o nome a música já começa a tocar na cabeça.
pocketful
E qual a solução para tirar uma música chiclete da cabeça? Simples! Ouvir outras músicas chiclete. Minha seleção tem tantas músicas deste tipo que quando você terminar de ler o post e ouvir sua ação será desejar assistir a todos os filmes em maratona.
10thingsihateaboutyou
Então vem cá, se jogue na trilha e relembre mentalmente das cenas dos filmes. Tenho certeza de que vocês conhecem todos eles.
cityofangels
Desculpa se tem overdose de filmes com a Julia Roberts, mas é impossível não amar essa mulher. #sorrynotsorry
mybestfriendwedding
Quem conhecer outras músicas bem chiclete e quiser complementar a lista é só postar nos comentários o nome. Acho que não consegui colocar todas as músicas grudentas aqui, mas posso complementar o post em outra ocasião.
Boa folia no Bloco dos Blogueiros Unidos Que Postam no Carnaval!

Continue Reading

Meus preferidos: o melhor de janeiro de 2016

Quando eu era mais nova eu tinha um caderninho cheio de músicas, programas de TV, clipes e filmes que eu escutava e gostava de ouvir em determinado mês. Fazia um Top 5 dos melhores e anotava.
Ano passado revirando nas minhas coisas encontrei o caderninho e achei tantas memórias boas que me deu uma saudade de fazer de novo. Primeiro eu pensei em fazer no meu planner, mas depois de pensar nas formas de colocar meus melhores no papel decidi fazer em forma de post e compartilhar com vocês. Assim todos sabem o que estou ouvindo, assistindo, lendo… e vocês também podem me indicar os preferidos de vocês. E eu conheço coisas novas para ouvir no mês seguinte ^_^
Começando o primeiro post da série com o melhor de janeiro de 2016.
O MELHOR DE JANEIRO

Músicas

Eu pensei em postar as músicas e os clipes via YouTube, mas agora que existe a facilidade do Spotify, criei uma playlist com as músicas que eu gostei em janeiro. Confesso que a maioria das músicas que eu ouvi em janeiro são dos anos 90/00, mas dos “lançamentos” minhas preferidas se transformaram em playlist e segue abaixo.

Clipe

Confesso que eu só assisto aos vídeos das minhas bandas e cantores preferidos quando eles lançam algo, então não faço a menor ideia do que está passando na TV (saudades MTV para me deixar antenada). Mas fiquei muito impressionada com o clipe de Lazarus do David Bowie (que descanse em paz).

Livros

Estou lendo 4 livros no momento (sim, juntos) e só finalizei 3 em janeiro (Magia do Sangue, A irmã da Tempestade e Zac & Mia).
Não achei legal fazer um Top 3, então selecionei apenas um preferido.

A IRMÃ DA TEMPESTADE
A_IRMA_DA_TEMPESTADEEm “A irmã da tempestade”, segundo volume da série As Sete Irmãs, as vidas de duas grandes mulheres separadas por gerações se entrelaçam numa história sobre amor, ambição, família, perda e o incrível poder de se reinventar quando o destino destrói todas as suas certezas.

Trata-se de uma leitura rápida, apesar de uma história complexa, pois a autora consegue nos prender na história do início ao fim. Não há espaço para divagar ou dar uma pausa (a curiosidade não deixa!).

TV

Férias é sinônimo de passar um tempo com minha mãe assistindo TV aberta (o que ela mais assiste), por isso me apaixonei por novelas e vi a programação da Globo toda o mês inteiro haha
Há tempos não assistia novelas e ainda não tenho paciência para a maioria, mas foi impossível não se apaixonar por Além do Tempo.
Com certeza, uma das melhores novelas que eu já assisti e Lívia e Felipe entram no top 5 de casais preferidos de todos os tempos.
alem-do-tempo

A primeira fase se passa no século XIX, e retrata a história de um amor improvável, mas tão forte, que nem a morte é capaz de abalar. Lívia e Felipe são de classes sociais distintas: ela é uma jovem humilde, obrigada a viver no convento da cidade por imposição da mãe, Emília; já ele, um nobre Conde, sobrinho-neto da poderosa Condessa Vitória, às vésperas de subir ao altar com a bela Melissa.
Lívia e Felipe se apaixonam no exato instante em que seus olhares se cruzam pela primeira vez. Viver essa paixão, porém, parece impossível, diante de tantos empecilhos.
Na segunda fase, 150 anos depois, todos os personagens de Campobello, agora nomeada Belarrosa, terão uma segunda chance para redimir os erros do passado. Felipe Santarém, humilde dono da Vinícola Campobello, e Lívia Beraldini, moça culta, rica e estudada, terão uma nova chance para viver o amor. Ao se entreolharem numa estação de metrô no Rio de Janeiro, os dois ficam perturbados pela sintonia que sentiram, como se já se conhecessem.
(via Wikipédia)

No quesito séries, comecei a assistir à segunda temporada de Les Revenants e assisti novamente Penny Dreadful (morro de amores por essas duas produções).

Fotos

Do meu Instagram as fotos que eu mais gostei foram estas
melhor-instagram-janeiro
1. Ouvindo Spice Girls; 2. Quadrinho novo no quarto; 3. Vitória linda e nublada; 4. Minha mãe e eu; 5. Meu Happy Planner; 6. Sorteio no blog; 7. Pipoca; 8. Brincando com app novo; 9. Pizza 4 queijos com mamys poderosa

E quais foram os melhores de janeiro na opinião de vocês?

Continue Reading