Eu sei que eu deveria postar toda semana, mas eu ainda estou desorganizada com essa coisa de faculdade e blog e sempre que eu tenho que fazer algo no fim de semana bagunço ainda mais a vida, enfim, estou tentando manter a dieta mesmo depois de obter bons resultados nos exames (quando está tudo bem eu meio que meto o pé no balde e exagero um pouquinho).
~Tentando~ manter porque este fim de semana eu comi pizza e penne com muito bacon no Spoleto (ai que dia do lixo delicioso!).
#vidasaudavel
Hoje o assunto é outro, tem tudo a ver com #VidaSaudável e um pouco com todo o resto que eu vivo batendo o martelo: faça uma alimentação saudável, não se importe com as calorias.
O que eu mais vejo por aí são pessoas contando vantagens porque consumiram apenas X calorias em uma refeição, aí dou uma olhada no que ela comeu e tem Ruffles e Coca Zero.
Ok, ela consumiu poucas calorias, mas nenhum nutriente. De que adiantou?
O mais bizarro é ver que é possível a pessoa ser obesa e ao mesmo tempo desnutrida.
Então, sei lá qual a dieta que você está fazendo ou que programa que você segue (Dukan, Vigilantes do Peso, Sem Glúten, Low Carb…), não me importa mesmo que método você use para emagrecer, mas pare um pouco e pense se você está saudável.
Quando foi a última vez que você fez um check-up médico? Quais foram os resultados dos seus últimos exames de sangue? Quando eles foram feitos?
Minha mãe pegava muito no meu pé quando eu era adolescente para eu ir ao médico e fazer exames de sangue e eu ignorava porque eu não me sentia mal e achava que estava tudo bem (e por sorte naquela época sempre estava tudo bem). Mas aí fui crescendo, o metabolismo mudando e agora preciso fazer exames mais regulares. Mesmo com a mudança eu não sentia nada. A diferença está apenas no papel, números que sobem e descem e não me causam nenhum desconforto agora, mas no futuro podem me trazer complicações.
Por isso, ouçam o conselho da minha mãe e fazem um exame de sangue completo anual.
Mas voltando à questão alimentar, o objeto é ter uma vida saudável, certo? E aliando uma boa alimentação com atividades físicas a pessoa emagrece, certo? Então me expliquem por que as pessoas contam calorias e não cores no prato?
E daí que a porcaria da Coca-Cola Zero tem 0 calorias? Me digam todos os ingredientes da Coca-Cola e tentem fazer um copo de Coca-Cola em casa. Não conseguem, né? Agora se eu pedir um copo de suco de laranja todo mundo sabe o que leva e como se faz. Sério que sua saúde vale as 45 calorias do suco de laranja? São 45 calorias, mas com vitamina A, vitamina C, ferro e magnésio.
Se o seu prato sempre tiver 5 cores e você não exagerar nos carboidratos simples, no açúcar e na gordura não tem como você engordar. E além de emagrecer, você ainda vai ganhar mais saúde. A perda de peso pode até não ser tão efetiva como em uma dieta rigorosa, mas não acho que vale tanto a pena assim.
Sabe aquilo de diferenciar quantidade de qualidade? A gente faz tanto disso em outros setores da vida, por que não levar também para a alimentação? Compensa mesmo comer menos calorias e perder em nutrientes?
Para refletir um pouco mais a respeito da alimentação, deixo o documentário Muito Além do Peso para vocês.

O desafio da semana é assistir ao documentário e colocar em prática as técnicas que eu já falei aqui.