• The Versatile Blogger Award

    versatilebloggeraward

    A queria Luly resolveu me ajudar nesta eterna saga de ter posts prontos e me indicou esta tag maravilhosa, The Versatile Blogger Award. Obrigada Cumadi!!!

    Versatile Blog Award

    Regras:
    . Agradeça o blogueiro que te indicou;
    . Inclua nesse post um link de volta para o blog que te indicou;
    . Nomeie 15 blogueiros que você gosta de acompanhar, ou que você siga regularmente;
    . Avise os blogueiros que foram indicados;
    . Compartilhe 10 fatos sobre si mesmo;
    . Adicione a imagem do prêmio The Versatile Blogger Award.

    Indicados: Fernanda, Jeh, Livs, Patty, Chell, Tefa, Nary, Tamara, Neli, Clayci, Thais, Sandro, Dafne, Monique e Mariana

    10 fatos sobre mim:

    01. Sou ansiosa. Não aquele tipo de ansiedade de dar dor de barriga e ficar sem dormir. Ansiedade de tomar remédio e fazer acompanhamento médico. Ansiedade de ficar deitada olhando para o nada ou jogando qualquer coisa inútil por não conseguir fazer o que eu preciso e ficar engessada por isso e também não fazer o que eu gosto/quero. Um ciclo interminável e horrível.

    02. Fiz cirurgia para correção de miopia, mas continuo com manias de míope. Esqueço que estou enxergando e tenho visão lateral e não olho para os lados, logo não reconheço as faces que estão na minha visão periférica. Escrevo com a cabeça abaixada. Se não estou olhando para um ponto eu não escuto, etc. A miopia se livra da gente, a gente não se livra da miopia.

    03. Não entendo indiretas, não sei esses joguinhos de paquera. Se alguém estiver gostando de mim, seja claro porque sou muito literal. Se me chamar para ir ao cinema eu vou querer ir para assistir ao filme, oras.

    04. Não é todo dia que eu estou com paciência com as pessoas. Mesmo se você for meu amigo e eu gostar muito de você vai ter dias que eu vou preferir ficar deitada na cama assistindo seriado. Eu preciso me afastar e ter momentos sozinha.

    05. Adoro rotina e não gosto de coisas novas. Se eu comer algo uma vez e gostar este será sempre o meu pedido. Califórnia Maltine no Califórnia Coffee, gelato de cookies no “pinguim” (Cremino), shake mix de ninho trufado no Chiquinho Sorvetes… entre outros. Sou assim com música também. Estou sempre ouvindo as mesmas músicas desde 1998. Acho que a cada 20 músicas velhas eu acrescento uma nova.

    06.Acho muito difícil preencher formulários no campo profissão. Estudante? Cozinheira? Atriz? Confeiteira/Doceira? Gastrônoma? Bacharela? Blogueira? QUE DIABOS EU FAÇO DA VIDA?
    noidea
    07. Também não sei direito o que eu quero da vida. Quero ser muitas coisas, gosto de muitas coisas e ter que decidi entre uma delas é difícil demais. Gosto de fazer teatro, gosto de cozinhar, gosto de escrever, gosto de estudar… Tento fazer isso tudo, mas é Poly demais pra muitas vidas que eu quero.

    08. Se me disserem expressamente “Fale inglês” eu vou começar a falar Francês. Alguma região do meu cérebro dá pane e eu confundo os idiomas. O mesmo não acontece se a pessoa chegar para mim falando diretamente o inglês ou o francês. Posso gaguejar e não responder direito, mas vou entender tudo.

    09. Amo gatos. Prefiro gatos a cachorro, apesar de amar os caninos. Gosto tanto de felinos que minha primeira palavra foi gato (‘dato’). Acho que não é a toa que eu tenho 6 hoje em dia. Impossível não resistir àquelas bolinhas de pelos com patinhas assassinas de almofadas.

    10. Meu bolo de aniversário preferido não é bolo, mas sim uma torta. Amo Floresta Negra e se não tiver parece que eu não fiz aniversário.
    cake

    Imagens: Giphy

  • O que acontece quando você responde a uma pesquisa de opinião

    O QUE ACONTECE

    Sei que você já foi abordado diversas vezes na rua e na internet com alguém perguntando a sua opinião sobre um ou outro assim. Talvez você até mesmo já tenha feito uma pesquisa de opinião para um trabalho ou para o seu blog. Mas qual a relevância disso?
    O QUE ACONTECE QUANDO VOCÊ RESPONDE A UMA PESQUISA DE OPINIÃO
    De acordo com a Wikipédia,

    Uma pesquisa de opinião, sondagem de opinião (vulgarmente designado apenas por sondagem) ou estudo de opinião é um levantamento estatístico de uma amostra particular da opinião pública.

    Qualquer tema pode ser motivo de uma pesquisa de opinião. O céu é o limite para ela. Toda hora é hora para conhecer seu público.

    E o que eu tenho a ganhar com isso?

    • Você faz uma boa ação ajudando uma pessoa a fazer um trabalho, como um TCC para a faculdade.
    • Você também pode estar contribuindo para o aumento da renda daquela pessoa que está ali te entrevistando.
    • É sua chance de mostrar como você se sente em relação a alguma coisa. Você acaba fazendo parte de um termômetro para determinar a relevância de um tema.
    • As pesquisas são feitas para melhorar alguma coisa já existente ou implantar algo novo. Por exemplo, te param na rua perguntando se você gosta de churros. Se muitas pessoas ali também gostarem de churros isso pode significar a vinda de uma loja só de churros nas redondezas. Ou que a padaria da esquina vai passar a servir a iguaria.
    • Algumas empresas incentivam sua participação dando algum tipo de brinde para quem responder às perguntas (quem não gosta de brindes?).
    • Você pode evitar o acontecimento de algo que possa trazer prejuízo para a sua comunidade. A feira livre que iria para a sua rua vai para outro lugar pois nem você nem seus vizinhos querem ouvir o carro da pamonha às 6h de sábado.
      happy

    Se eu fizer uma pesquisa de opinião quais serão os benefícios para mim?

    Às vezes é você que precisa conhecer o seu público ou o que as pessoas acham sobre um tema que você está estudando, então é hora de bolar uma pesquisa e pedir para as pessoas responderem. Vantagens para você (não é comercial de cartão de crédito, juro):

    • Conhece o seu público alvo.
    • Gera informações que você desconhecia a respeito do tema pesquisado.
    • Te mostra os pontos que você deve mexer na sua empresa, serviço, blog, trabalho, etc.
    • Te ajuda na conclusão da sua tese.

    pesquisa-de-publico
    Agora que eu já te dei vários motivos para responder a uma pesquisa de opinião e para fazer uma, eu gostaria de pedir a gentileza para que vocês respondam à pesquisa de público do blog Polypop. Você pode ser leitor antigo ou ter aparecido no blog agora, neste post. Quero saber um pouquinho sobre você e conto com a sua participação clicando aqui.
    Obrigada!

    Gif

  • Livro: Sangue de Lobo

    Post Image

    SANGUE_DE_LOBO (4/5)
    Rosana Rios, Helena Gomes
    2014 (2ed)
    Farol Literário
    412 páginas

    Ana Cristina e Cristiana são amigas desde a infância e adoram jogar RPG. Felipe, um amigo delas é Mestre do jogo e está narrando uma história sinistra sobre lobisomens. Na história, pessoas são encontradas mortas, com uma facada certeira no coração e o rosto está coberto por um véu. Quando o véu é descoberto percebe-se que a vítima teve seu cabelo raspado. O mais macabro na história é que existem 8 bonecas de porcelana com cabelos na mesma tonalidade das vítimas.
    No dia seguinte as amigas viajam para a cidade de Passa Quatro e durante o almoço resolvem passear pelo pequeno museu do restaurante e encontram um velho livro encadernado. Quando começam a ler percebem que a história narrada é a mesma do jogo de RPG. Se não fosse tanta coincidência, a história do livro também aconteceu em Passa Quatro, há 100 anos antes.
    Enquanto as meninas estão passando férias na cidade, coisas estranhas começam a aparecer e crimes começam a surgir. O modus operandi do criminoso é semelhante ao da história.
    A chave para o mistério é o lobisomem Hector, que há décadas luta contra a maldição da Lua Cheia.

    Seria aquele crime uma cópia dos crimes do século passado?
    Quantas pessoas saberiam sobre os crimes antigos, se o caso fora abafado?
    P. 127

    Sangue de Lobo é o primeiro livro que eu leio com um lobisomem de personagem principal, acho que todos os outros que li anteriormente os lobisomens eram personagens secundários.
    Gostei muito da experiência e do livro. A narrativa é ótima, muito envolvente. Dá vontade de pegar o livro e só soltar depois de terminar a leitura. Por outro lado, a história é tão boa que fiquei com pena de terminar a leitura e ficar sem o Lobinho e sem Cris & Cris.
    A boa notícia para os fãs da história é que a continuação, Olhos de Lobo, já foi lançada.
    Fiquei encantada com o Hector, um dos meus mocinhos preferidos. Não consegui formar uma opinião concreta em relação à Ana Cristina e Cristiana. As duas têm momentos de babaquice e fazem coisas estúpidas, principalmente Ana, mas a ação na história e os demais acontecimentos tornam a personalidade delas irrelevante.
    O subdelegado Monteiro que me deu nos nervos. É aquele típico policial estúpido que deixa de lado o que está na cara só porque não faz parte da lógica.
    Os capítulos são intercalados com o presente, a história das mortes no início do século XX e notas sobre a licantropia.
    Nos capítulos finais há muitas cenas de ação e nestes momentos eu quase não consegui desgrudar das páginas.

    – Groselha – disse o rapaz, sem jeito.
    A policial balançou a cabeça. Aquele visual sanguinário não poderia aparecer em hora mais inoportuna. Somente então Daniel levou a sério a ideia de Cristiana, mas era tarde demais. Monteiro já o descobrira.
    P. 200

    A narrativa é muito bem escrita e amarrada. Às vezes tenho receio de ler obra de dois ou mais autores por achar que podem ter furos na história ou grandes alterações na narrativa, mas nada disso aconteceu. Escrita impecável neste sentido.
    E mais uma vez reafirmo minha felicidade em ver a literatura nacional crescendo. Parabéns às autoras!
    Amo o acabamento dos livros da Farol Literário. Tanto o miolo quanto as capas deles são bem trabalhadas e com Sangue de Lobo isto não foi diferente.
    Agora só me resta ler a continuação e saber o que acontece com o Lobinho no novo livro.