Nessa semana do Desafio 52 semanas falarei sobre minhas “neuras” e manias. São muitas, mas consegui resumir em 5 para vocês não fugirem de mim… hehehe
E vamos à semana 28 emotiface content Desafio 52 semanas: semana 28
polypop o grito Desafio 52 semanas: semana 28

Minhas “neuras” e manias

USAR O TELEFONE
Não existe nada que eu odeie mais do que usar esse maldito aparelho. Odeio fazer ligações, odeio receber ligações e odeio ser acordada pelo som irritante dessa porcaria tocando.
Fico nervosa, suo frio, gaguejo, não sei o que falar… é um sofrimento tão grande que eu prefiro falar com estranhos a isso.

MANTER MEU ESPAÇO PESSOAL
Eu preciso manter meu espaço pessoal, um cantinho para eu me esconder e um tempo só, se não eu fico ansiosa, nervosa e com vontade de gritar. Isso significa que a cada 6 dias eu preciso de um dia isolada no meu quarto assistindo séries e/ou lendo. Muita gente em casa puxando conversa o tempo todo e ter que “fazer sala” me tira da zona de conforto e eu fico para explodir.

DORMIR COM UM GATO
Aprendi a dormir com um bichano me fazendo carinho e demoro para pegar no sono quando não tem algum comigo. Muffin deita no canto da minha cama, com a cabeça no travesseiro e fica passando a patinha no meu rosto, fazendo carinho até ele dormir.
Já a Pudim gosta de “ficar de pantufa”, deitada nos meus pés. Cookie prefere ficar nas minhas costas ou panturrilha.
Às vezes eu durmo com esse pacote completo (Bronwie dorme com minha mãe) e quando não tem nenhum gato perto eu fico incomodada.

NÃO MISTURAR COMIDA NO PRATO
Gosto de deixar tudo separado no prato, faço uma organização para cada coisa ficar no seu lugar e eu poder comer tudo separadamente. Claro que algumas coisas eu misturo, como arroz e feijão, mas “mexidão” não é comigo.

SENTAR NO CORREDOR DO ÔNIBUS
Não gosto de sentar na janela do ônibus. Fico neurótica achando que pode ter um acidente e eu me machucar. Só sento na janela quando não tenho opção de sentar no corredor, caso contrário é sempre corredor.

Para comemorar o dia do escritor (25/07), a Editora Novo Conceito está com uma ação muito legal.
A ação Compartilhando Histórias funcionará da seguinte maneira: os leitores enviarão para a Novas Páginas uma foto de um grande momento da vida deles, junto com a história daquela imagem. As duas fotos mais legais, que serão avaliadas pelo próprio Maurício Gomyde, ganharão 01 (um) Kindle® cada!
polypop acao entre parceiros Ação Compartilhando Histórias da Novo Conceito
Maiores informações no Facebook da editora.

Há uns 10 anos eu troquei de quarto com minha mãe pelo fato do dela ser mais amplo, ter mais espaço para eu organizar minhas coisas e ser mais fácil de limpar (facilidade de limpeza é uma necessidade quando se é alérgica). Desde então eu estou sempre tentando decorar e finaliza-lo, mas nunca consigo.
Tive ótimas ideias e algumas coloquei em prática, mas na hora de finalizar e acertar os últimos detalhes eu já estou com novos planos e novas ideias e decido recomeçar o processo. Meu quarto já foi azul e rosa, já teve painel de fotos, já teve colcha com ideogramas japoneses na cama e ar oriental e hoje está mais básico, em um novo processo de mudanças.
polypop quarto Lar, doce quarto...
Acho que na verdade eu gosto mesmo desse processo de mudanças e de exercitar o cérebro com novas ideias e planos. Nessas horas eu busco inspiração na internet, principalmente em sites de vendas de artigos de decoração online. Amo ficar horas e horas navegando em busca de objetos para completar minha decoração e deixar meu quarto com mais cara de “meu”.
Sou uma pessoa bastante caseira, então o quarto para mim não é apenas um lugar para dormir, mas um refúgio após um dia tenso. Aliás, não tem nada melhor do que chegar em casa, tomar um banho morno e descansar tranquilamente no quarto lendo um livro, ou tem?
E para se sentir bem em um lugar tão especial é necessário carinho, dedicação e paciência. Planejar a decoração, comprar os objetos (online ou não) e coloca-los no seu devido lugar é quase uma terapia que eu adoro fazer. Considero cada etapa cumprida nesse processo como uma pequena vitória pessoal, que eu adoro comemorar. É uma satisfação enorme deixar meu cantinho do meu jeito.
E vocês? Também gostam dessa “terapia”? Como arrumam o quarto de vocês? Gostam de fazer esse processo? Me contem tudo, vai.