NAO_FALE_COM_ESTRANHOS

Livro: Não fale com estranhos

NAO_FALE_COM_ESTRANHOSHarlan Coben
(5/5)
Editora Arqueiro
2016
304 páginas

Adam Price é casado, pai de dois filhos adolescentes, mora no subúrbio e tem uma vida comum, até que um dia ele é abordado por um estranho na rua e ouve poucas palavras que fazem tudo o que ele construiu desmorone.

– Sou apenas alguém que sabe de algo importante. Ela mentiu para você, Adam. Corinne nunca esteve grávida. Tudo não passou de uma armadilha pra trazer você de volta.
P. 10

Há dois anos Corinne, esposa de Adam, apareceu grávida, mas poucos meses depois perdeu o bebê. Adam achou tudo normal na época, mas com a afirmação do estranho ele resolveu investigar e descobriu que Corinne mentira.
Adam confrontou a esposa, que não desmentiu a história, mas disse que no dia seguinte conversariam sobre isto. Mas Corinne sumiu. Ela saiu, enviou uma mensagem pedindo para que ele não a procurasse e não retornou mais para casa.
Achando estranho a atitude da esposa Adam começou a investigar o caso e descobriu muito mais do que precisava saber.

[…] Sonhos são feitos de coisas delicadas e incomensuráveis. Não podem ser destruídos com tanta facilidade. Quanta ingratidão, quanto egoísmo, quanto desatino não admitir tamanha sorte na vida.
P. 47

Não fale com estranhos é um suspense maravilhoso de Harlan Coben. Parece redundante colocar maravilhoso e Harlan Coben na mesma frase, mas não tenho uma definição melhor para o livro. Amo todos os livros do Harlan e com este não foi diferente.
Estava passando por uma fase em que a leitura não engatava e que eu demorava demais para começar e terminar um livro, mas foi só pegar Não fale com estranhos para devora-lo em apenas um dia.
Trata-se de uma história envolvente, recheada de suspense e reviravoltas. Aquele livro que pegamos e não conseguimos largar mais.

– Você tinha razão. No fim das contas, era a minha família ou a sua. Apenas uma podia sobreviver. Antes que você diga qualquer coisa, me responda: o que você teria feito no meu lugar?
P. 292

Ao começar a investigar o paradeiro de Corinne, Adam começa a descobrir outras coisas e crimes cibernéticos. O livro começa a ficar bem intrigante e a gente começa a tentar a ligar os pontos e descobrir o que uma coisa tem a ver com a outra e a ansiedade só aumenta. Do jeito que um bom suspense deve ser.
Gostei de tudo, mas o final me decepcionou um pouco. Não vou explicar o porquê pois seria um mega spoiler, mas queria que fosse diferente.
Capa e diagramação bem estilo dos livro do Harlan, eu aprovo e gosto bastante. Revisão sem erros aparentes.
Uma ótima pedida para este finalzinho de férias.

SEDUCAO_DA_SEDA_1461558170578249SK1461558170B

Livro: Sedução da Seda

SEDUCAO_DA_SEDA_1461558170578249SK1461558170BLoretta Chase
(5/5)
Editora Arqueiro
2016
304 páginas

Sedução da Seda é o primeiro livro da série As Modistas e conta a história das misteriosas irmãs Noirot, refinadas modistas do século XIX.
Marcelline Noirot é uma modista proprietária de um refinado ateliê londrino. Ela e suas irmãs anseiam pelo sucesso do ateliê e para o êxito de seu empreendimento elas são capazes de tudo. Por causa de seu talento, elas desejam reformar o guarda-roupas de lady Clara Fairfax, futura noiva do duque de Clevedon.
Elas acreditam que ao melhorarem o visual da futura duquesa as demais damas da sociedade londrina procurarão o ateliê para também renovarem seus visuais e assim terão o prestígio que merecem.
Para se aproximar de Clara, Marcelline resolver convencer o próprio duque de que esta seria a melhor opção para sua noiva.
O duque Clevedon é um homem galanteador e especialista na arte da sedução, mas madame Noirot também entende dessa arte e eles começam um duro duelo de flerte.
Aos poucos eles vão se aproximando e o que seria apenas um jogo de interesses se transforma em uma paixão arrebatadora.

A vida não era uma roda que girava sem parar. Nunca voltava ao mesmo ponto. Não se limitava a um simples vermelho e preto e um leque de números. A vida ria da lógica.
P. 59

Apesar de gostar de livros de época, nunca tinha lido nenhum romance neste estilo. Fiquei encantada com a escrita da Loretta e não imaginava que gostaria tanto assim de um livro.
Ainda estava com o coração apertado por causa do final de Penny Dreadful e achei que não conseguiria ler nada que se passasse na Era Vitoriana, mas fui completamente seduzida pela narrativa da Loretta e caí de amores pela série.
Marcelline e Clevedon não seduziram apenas um ao outro, mas também aos leitores, o que é uma experiência incrível.
De um modo geral não sou fã das capas de livros de romance de época. Mesmo não sendo do meu gosto achei que as cores da capa estão em sintonia e a lombada é bem bonita.

– Então a culpa é minha? Eu sou o demônio que está destruindo a sua felicidade? Olhe para si mesmo e ouça suas próprias palavras. Como todos os homens, o senhor deseja o que não pode ter. Como todos os homens, vai ficar interessado, vai ficar obcecado até conseguir. O senhor veio aqui esta noite porque não consegue pensar direito.
P. 160

Antes do início de cada capítulo há uma citação de um guia, jornal ou revista da época, o que eu achei bem interessante.
Vi várias resenhas e comentários positivos em relação a este livro e é praticamente unânime que todos nós estamos aguardando ansiosamente a continuação desta ótima história.

A_HISTORIA_DE_NOS_DOIS

Livro: A história de nós dois

A_HISTORIA_DE_NOS_DOISDani Atkins
(5/5)
Editora Arqueiro
2016
352 páginas

Emma é uma jovem de 27 anos, feliz, de bem com a vida e noiva do amor de sua vida. Quando está voltando de sua despedida de solteira juntamente com suas amigas acontece um terrível acidente de carro.
Emma é salva por Jack, um estranho que aparece e a tira do carro poucos minutos antes deste explodir. Jack poderia ter seguido com sua vida e desaparecido da vida de Emma para sempre, mas ele resolveu ficar.
Jack se sentia responsável pela vida de Emma e queria se certificar de que ela estivesse bem, então foi se aproximando dela aos poucos e dando todo o conforto pós-traumático que ela poderia receber.
Emma, abalada pelo acidente, decide adiar seu casamento com Richard, mas conforme o tempo vai passando ela começa a colocar seu relacionamento em cheque. Emma não sabe mais se está se casando pelos motivos certos.
Ao mesmo tempo que questiona o relacionamento com Richard ela começa a se interessar mais por Jack, o homem mais gentil, lindo e divertido que já conheceu.

– Vai melhorar – assegurou ele, dando um leve aperto na mão que eu nem havia percebido que ele ainda segurava. – Sei que não é o que parece agora, mas, confie em mim: vai, sim.
P. 85

QUE LIVRO FOFO! A começar pela capa delicada, com ilustrações encantadoras e uma fonte linda. Já me apaixonei pelo livro só na capa.
Outra coisa que me fez interessar por ele foi a autoria. Tinha lido ótimas resenhas do livro Uma curva no tempo, da Dani Atkins e fiquei bastante curiosa para ler algo da autora. Então, assim que saiu A história de nós dois eu quis ler e conhecer a narrativa dela.
Felizmente, minhas expectativas foram superadas.
A história é uma delícia e envolvente. Romance na medida certa, com direito a muitos *awwwwnns* e algumas lágrimas derramadas.
Diferente de outros livros, esta narrativa não segue a ordem cronológica. O livro começa do final da e a sensação de ficar perdida na história é perfeitamente normal. Pouco a pouco vamos conhecendo os personagens e entendendo o que está acontecendo.
Confesso que achei que seria tudo muito clichê, mas alguns detalhes não são assim tão óbvios. E eu gostei de tudo.
Sou fã de romances e gosto histórias leves, divertidas, clichês e que me deixam com a alma leve após terminar a leitura.

[…] Isso tinha de estar ligado ao fato de ele ter salvado a minha vida, não tinha? No entanto, não explicava a curiosa sensação que eu experimentava: como se tivesse acabado de encontrar o caminho para a casa, após uma jornada muito longa.
P. 124

Com certeza um dos meus livros favoritos. Agora necessito ler Uma curva no tempo, com a certeza de que também me encantarei com a história.