Os blogs morreram e ninguém me avisou

Por todo canto nas redes sociais, vejo muita gente dizendo que os blogs acabaram e bla bla bla. A verdade é que os blogs (aquele negócio em que a pessoa pega um domínio gratuito/pago e escolhe um template) estão mais vivos do que as pessoas pensam. O que acontece é que eles já não têm o mesmo impacto publicitário como nos primórdios da internet. 

Quem ainda segue a vibe pessoal, tipo “meu querido diário”, sente que quase ninguém se importa com os blogs. As redes sociais têm um pouco de culpa nisso, já que se tornou mais prático postar uma foto no Instagram/Facebook acompanhado de um textão. O público/seguidores já estão todos ali, prontinho pra ler o que você quer compartilhar e comentar com dois ou três emojis. Na blogosfera, você tem que capinar lote, divulgar seu link por todo canto e fazer com que os outros se interessem pelo seu conteúdo. É um trabalho bastante cansativo!

Podemos pegar o Snapchat como exemplo de que as redes sociais dominadas pelo menino Mark Zuckerberg estão deixando os concorrentes doidos. Não tem nada de  muito novo nas ferramentas disponibilizadas, apenas uma cópia melhorada que parece fazer uma lavagem cerebral nos usuários. 

A equipe do Feyce, Insta e Zap já entendeu que o internauta se importa com números e urgência, e vai aderir a rede que mais ajudar a ter views, likes e afins. Logo, qual a lógica em criar um blog pra falar sobre filmes e séries, quando você pode postar uma imagem no Instagram, usando milhares de tags pra alavancar o conteúdo postado e entregar instantaneamente? 

No mundo da blogosfera a coisa funciona de outra forma. É mais zen, cool, vintage. É no seu tempo, no seu dia, no seu horário, quando aparece tempo e vontade. Os seus (poucos) leitores vão entender, por exemplo, se você estiver atolado de trabalho e não entregar tal postagem. Eles compreendem que aquele job que paga o seu aluguel, água, energia é importante e tem que ser prioridade por questão de sobrevivência. Mas não ouse fazer isso no Instagram. Três dias sem post por lá já quer dizer, de automático, que aquele leitor/seguidor vai procurar quem está à frente de você.

Em uma comparação um pouco polêmica: quem acompanha blogs é paciente com o blogueiro, já quem curte instagrammers quer tudo pra ontem e o próprio algoritmo te obriga a produzir conteúdo 24h por dia, te tornando um escravo. 

Entre blogar e “instagramar”, eu ainda prefiro escrever pra duas ou três pessoas que tiraram um tempo da sua vida pra ir no meu blog do que quem já tá ali com o celular na mão e só clicou em cima da foto, sem me dar a confirmação de que leu algo que escrevi.

Para mais textos do Adriel, visite o NVCD.

#polypopfaz13 Esse post faz parte de uma série de posts em colaboração com outros amigos blogueiros

Continue Reading

Do ônibus

Eu imaginei nossas loucuras
As tardes matando aula para namorar
Esconder de todos o nosso namoro
Aquela sensação boa de amar

Eu imagine você entrando pela porta
Depois do trabalho nos separar por um dia
Você me abraça, chora e despeja suas lamúrias
E com um beijo logo me acalmaria

Eu imaginei o nosso casamento
A nossa lua-de-mel em Paris
As noites de núpcias inesquecível
E podendo leva-la onde você sempre quis

Eu imaginei a nossa casa
Sempre bagunçada com nosso cão e filhos
Você me perguntando se estava tudo bem
E eu lhe respondia com meu sincero sorriso

Eu imaginei uma vida para nós dois
Mas você partiu meu coração
Do ônibus você levantou e saiu…
Espero um dia continuar esta ilusão.

HONORATO, Sandro

Para mais textos e poesias visite o Rimas do Preto.

#polypopfaz13 Esse post faz parte de uma série de posts em colaboração com outros amigos blogueiros

Continue Reading

Coisas que deveríamos aprender com os leoninos

Coisas que deveríamos aprender com os leoninos

Você pode ou não acreditar em astrologia (e tatu do bem com isso), mas com certeza você já ouviu muita gente falar das características principais de cada signo. Câncer é carente, Virgem é organizado, Libra é indeciso… etc.
Ultimamente eu ando bem #aloka dos signos e prestado atenção em horóscopo, posição lunar, mapa astral e coisas relacionadas. Nessa onda comecei a seguir páginas no Facebook sobre o meu signo (Leão) e percebi todo mundo deveria aprender algumas coisas com os leoninos.
Coisas que deveríamos aprender com os leoninos

Leoninos são conhecidos por sua vaidade; gostam de ser o centro das atenções, são decididos, orgulhosos, confiantes, corajosos, generosos, criativos e fiéis.

E o que devemos aprender com isso?

Se valorize

Mana, você merece o melhor na vida, não se contente com qualquer coisa. Se o relacionamento não te faz feliz, não insista.

Você é perfeita

É sim! Não deixe que ninguém te diga o contrário, nem mesmo aquele lado obscuro da sua mente. Acredite nisso, demonstre que é, faça os outros acreditarem que é.
Você é uma pessoa completa, não precisa de ninguém para te fazer feliz. Seja feliz consigo mesma. Sorte das pessoas próximas por conviverem com você.

Leão
Imagem: Nath Araújo

Tenha coragem

Vá e faça. Se tá com medo, vá com medo mesmo. Confie em você que dará tudo certo. Mantenha a calma, respire fundo e vá.
Se você não se arriscar de vez em quando as coisas nunca mudarão.

Beijinho no ombro para as invejosas

Recalque bateu? Problema é dos invejosos. Não deixe isso te abalar. Que falem bem ou falem mal, mas que falem de você.
Faça suas orações, tome um banho de sal grosso e bola para frente. Se estão falando pelas suas costas é porque você está na frente, não é, amore?

Não corra atrás de ninguém

Volte lá em cima: se valorize. Correr atrás de quem não te quer? Por favor, não faça isso. Olhe para o lado que deve ter alguém muito bacana querendo te fazer feliz.

Cuide de você

Seu corpo, seu templo. Seu bem mais valioso é o seu corpo. Cuide bem dele. Cuide da sua aparência, de modo a se sentir bem consigo mesma. Passar um creme no corpo, fazer as unhas, fazer uma hidratação do cabelo. Tire um tempinho de sua semana para se cuidar. Se dê um agrado, um presente, um mimo e se ame bastante.

Autoestima é algo que devemos exercitar diariamente, então vamos pegar este lado leonino, mesmo para quem não tem ele no mapa astral, e adotar ele para vida, né?

Imagens:
Robert Greene
Alexas

Continue Reading