A Voz do Coração (Les Choristes, 2004)
(5/5)
Sinopse: Pierre Morhange (Jacques Perrin) é um famoso maestro que retorna à sua cidade-natal ao saber do falecimento de sua mãe. Lá ele encontra um diário mantido por seu antigo professor de música, Clémente Mathieu (Gérard Jugnot), através do qual passa a relembrar sua própria infância. Mais exatamente a década de 40, quando passou a participar de um coro organizado pelo professor, que terminou por revelar seus dotes musicais.
Opinião: Lindo!!! Assisti no francês e só não chorei pq me segurei MTO, e depois, toda vez que lembrava do filme me dava vontade de chorar, pq ele é completamente emocionante e traz uma mensagem maravilhosa, de como a música pode mudar a vida das pessoas. Altamente recomendável, principalmente p/ professores ^_^

Se eu fosse você 2 (2009)
(5/5)
Sinopse: Cláudio (Tony Ramos) e Helena (Glória Pires) estão prestes a se separar, o que faz com que ele passe a morar na casa de Nelsinho (Cássio Gabus Mendes). Porém, após a primeira reunião do divórcio, eles discutem em pleno elevador e, repentinamente, trocam de corpos mais uma vez. Isto faz com que ambos tenham que viver a vida do outro, tendo por experiência o que ocorreu anos antes. Paralelamente há a situação de Bia (Isabelle Drummond), filha do casal, que está grávida e não sabe como contar aos pais.
Opinião: O melhor filme brasileiro, na minha opinião. Se eu fosse você 2 é tão bom quanto o primeiro filme, mto engraçado e divertido. Bem melhor que ver esses filmes que só mostram pobreza e violência… Isso eu já vejo todo dia no Jornal Nacional. Histórias boas, engraçadas e divertidas assim que valem a pena no cinema nacional :D

Grace (2009)
(3/5)
Sinopse: O filme conta a história de uma grávida, interpretada por Jordan Ladd, que sofre um acidente de carro e por causa disso, o bebê que estava esperando morre. No entanto, a mãe resolve manter a gravidez até o 9° mês de gestação, quando dá a luz a uma menina, chamada Grace. Mas o bebê é especial e só se alimenta com sangue, o que causa sofrimento para a mãe.
Opinião: Bom, segunda a classificação esse filme é TERROR, mas além do sangue, não vi nada aterrorizante nele, nem de longe. Nojento DEMAIS e tem um pouquinho de suspense. Nada demais.