Go On
Eu amo séries desde que colocamos TV a cabo aqui em casa, há cerca de 15 anos. Uma das minhas favoritas era
Friends. Fiquei triste com o fim e até hoje assisto a alguns episódios quando tenho tempo.
Parei de acompanhar grande parte das minhas séries favoritas ou por falta de tempo, ou porque perdi interesse no enredo, mas quando soube da estréia de Go On, com o Matthew Perry (Chandler de Friends) como protagonista, achei que seria legar dar uma chance.

Enredo: Ryan King (Matthew Perry) é um comentarista esportivo que perdeu sua esposa em um acidente de carro. Após um tempo afastado, ele está pronto para voltar ao trabalho, porém, seu chefe o manda para aconselhamento antes de colocá-lo de volta ao ar.
Ryan reluta muito, mas começa a frequentar um grupo de apoio, com o único objetivo de retomar sua vida profissional. Ele não tem qualquer interesse em se curar ou ter uma vinculação com o grupo, mas acaba criando laços e situações inusitadas por causa de seu comportamento.

No início eu achei que poderia ser triste, por causa do enredo, mas não, é bem divertida. Tem algumas cenas mais emotivas, mas em geral é bem humorada. É impossível não rir ou ter medo do Mr. K (Brett Gelman), que eu descreveria como um completo psicótico, ou não se comover com Sonia e sua paixão compulsiva por gatos. Ou até mesmo não se divertir com Steven (John Cho), melhor amigo de Ryan.
Achei o senso de humor de Ryan bem parecido com o de Chandler, com piadas sem sentido em horas impróprias e ideias mirabolantes para o grupo que acabam piorando a situação dos membros.