Suzanne Colins
(5/5)
Editora Rocco
2010
397 páginas
Sinopse: Katniss escuta os tiros de canhão enquanto raspa o sangue do garoto do distrito 9. Na abertura dos Jogos Vorazes, a organização não recolhe os corpos dos combatentes caídos e dá tiros de canhão até o final. Cada tiro, um morto. Onze tiros no primeiro dia. Treze jovens restaram, entre eles, Katniss. Para quem os tiros de canhão serão no dia seguinte?…
Após o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por doze distritos, é comandada com mão de ferro pela Capital. Uma das formas com que demonstram seu poder sobre o resto do carente país é com Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de doze a dezoito anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte!
Para evitar que sua irmã seja a mais nova vítima do programa, Katniss se oferece para participar em seu lugar. Vinda do empobrecido distrito 12, ela sabe como sobreviver em um ambiente hostil. Peeta, um garoto que ajudou sua família no passado, também foi selecionado. Caso vença, terá fama e fortuna. Se perder, morre. Mas para ganhar a competição, será preciso muito mais do que habilidade. Até onde Katniss estará disposta a ir para ser vitoriosa nos Jogos Vorazes?

Opinião: Me perguntam desse livro e a única coisa que eu consigo dizer para explica é: “se trata de um Big Brother, no qual os participantes devem se matar, quem sobreviver será o vencedor”.
E é isso mesmo.
No início eu achei que seria chato, mas vi todo mundo falando tão bem que tinha que ler. Aí comecei a ler e quando a Katniss falava dos Jogos eu ficava enojada de tanta barbarie.
Mas não consegui largá-lo em nenhum momento, só parava quando tinha que fazer outras coisas e ele é completamente viciante.
A narrativa é em primeira pessoa, muito bem escrita, tem ação do início ao fim, até depois que você termina de ler fica pensando no livro.
Achei uma história bem complexa para ser voltada para o público jovem. Há muitas coisas subentendidas na história. É um livro de ficção que faz a gente pensar sobre a sociedade, a moral, os costumes e a atuação do governo e dos meios de comunicação. Não sei se todos perceberam esse grau de complexidade durante a leitura, mas eu gostei muito.
É uma leitura inteligente e gostosa de se ler.
Mal posso esperar para assistir ao filme agora *_*