No último fim de semana fui à São Paulo para assistir ao show do U2 e ver minha amiga Maíra.
Cheguei na sexta-feira, em Guarulhos, bem na hora do hush. Meu amigo Leo foi me buscar (de ônibus) e demorou quase 1h e meia para chegar lá. Marcamos de encontrar com a Má as 20h, mas só chegamos às 21h.
Nos encontramos no Shopping Boulevard Tatuapé, que fica perto da casa da Má (Casinha) e fomos lanchar, pois todo mundo estava arco-íris de fome!



Fomos p/ Habib’s comer pizza e ficamos conversando… Maíra não sabia que o Leo era fã das Spice Girls, mas quando começamos a falar de Spice não paramos mais! Só fomos embora porque o shopping estava fechando!! Detalhe básico que quase esquecemos de pagar a conta na saída… mas minha mala não nos deixou fugir dando calote.
Eu falo com o Leo pelo MSN há uns 9 anos, mas só agora nos vimos pessoalmente. Ele é um fofo!! Ficou o tempo todo arrastando minha mala (um verdadeiro gentleman), conversamos bastante sobre as Spice, fofocamos dos outros artistas (e pessoas) e foi bem bacana. Pena que não deu pra gente se encontrar de novo :( Mas quando eu voltar ele será uma das primeiras pessoas que vou colocar na minha lista de “Preciso ver”. Maíra também gostou dele e assim que chegamos na Casinha ela já foi adicionando-o no Facebook.
Quando chegamos em casa o marido da Má ainda não tinha chegado, aí conversamos um pouquinho e ela me passou a senha do wi-fi :D
Pouco tempo depois o Marcelo (marido dela) chegou e ficamos conversando e assistindo aos milhares de videos do Avassalador, até a hora de ir dormir. O Marcelo é muito gente boa e ele e a Má como casal são a coisa mais fofa do mundo!!
No sábado de manhã, fomos buscar a Giulia (filha do Marcelo) e depois almoçamos lasanha da Sadia. Nham.
Por volta das 14h saí p/ ir p/ show. Eu que nunca na vida tinha andado de metrô (roceira mode on) me aventurei pela primeira vez sozinha! As instruções eram simples: desça na Anhangabaú, suba a rua Formosa e pegue uma van para o Morumbi. Desci no Anhangabaú e subi na rua errada! Tive que andar uns 2km até chegar na rua Formosa. Mas depois de muito andar, conseguir pegar a van e cheguei em segurança ao Morumbi.
Cheguei e liguei p/ Tom para pegar meu ingresso e entrarmos no estádio. Andei pra caramba até encontrá-lo, mas foi tudo beleza.
Tom é outro fofo que conheci pessoalmente depois de anos de amizade virtual. Ele é muito legal!! Nos divertimos pra muito no show e depois ele me ajudou a procurar a van para voltar à Anhangabaú. Andamos pra caramba, mas não encontramos nada e quando eu vi que estava quase dando meia noite fui tentar pegar um táxi para voltar pra casa e quem disse que eu conseguia? Parei em frente a um restaurante e fui tentando parar um taxi que não cobrasse mil reais. Quase as 2 da manhã consegui um moço que fez o percurso no taxímetro. Não foi nada barato, mas foi um valor dentro das minhas possibilidades e dentro da estimativa que eu tinha calculado.
Não consegui ligar pra ninguém do show porque minha bateria estava morrendo e eu não queria gastá-la e depois se eu estivesse em apuros não ia conseguir ligar pra ninguém. Ainda bem que tudo ocorreu bem e cheguei com segurança em casa. :D
No domingo fomos passear na Liberdade. Tomamos suco de fruta com leite condensado (e açúcar!), andamos na feirinha, entramos em lojas fofas e eu fiz várias comprinhas necessárias: um estojo novo, um chaveiro do Mickey, um strap de celular, adesivos de morango (para decorar o cel), um colar de lacinho bem fofo e uma carteira de ursinho *_*

Almoçamos no The Fifties quase no meio da tarde e depois fomos na Fnac ver as novidades. Por fim, passeamos na Paulista e voltamos para casa, andando mais de metrô.
O tempo no domingo estava multipolar: fez calor, fez frio, teve sol, teve chuva, teve sol com chuva, ficou nublado… e assim que chegamos em casa caiu um toró daqueles, com direito a raios!!

Aí me arrumei, arrumei minha mala e esperei o Tom, que ia me levar ao aeroporto (não disse que ele era fofo?! Ele saiu de Jundiaí para me pegar em São Paulo e me levar no aeroporto de Guarulhos *aperta*). Chegamos com chuva em Guarulhos (e eu morro de medo de avião, sintam o drama) e ficamos andando pelo aeroporto, lanchamos no Mc Donald’s (ele que pagou pra mim *aperta* de novo) e às 20h20 ele me deixou no portão de embarque e eu fui esperar meu vôo forever alone.
Graças à Deus tanto a viagem de ida quanto a vinda foram super tranquilas e não teve turbulência, nem nada que me apavorasse mais.

Cheguei em Vitória e quis voltar no mesmo minuto porque o aeroporto é uma merda e estava um calor insuportável. Eu só queria que Vitória tivesse aeroporto e que fizesse frio, porque não aguento mais tanto calor e quase morrer de susto quando o avião para na pista (o piloto pisa tão fundo no freio que a gente quase é arremessado pra frente quando o avião para).
O ponto master alto da viagem de volta foi eu ter perdido minha mãe no ponto de avião de Vitória. Eu desci do avião, esperei quase meia hora pela minha mala e quando eu saio: CADÊ MINHA MÃE? Encontrei o taxista que foi levá-la e me buscar, mas nada dela. Ele pegou minha mala e eu fui procurá-la. Como o aeroporto é gigante, foi só eu subir no terraço que a encontrei perdida “esperando meu vôo chegar”. ¬¬
E assim terminou minha aventura na cidade grande!