Filme: Pantera Negra

Pantera Negra (Black Panther)
(4/5)
2018

Após a morte do rei T’Chaka (John Kani), o príncipe T’Challa (Chadwick Boseman) retorna a Wakanda para a cerimônia de coroação. Nela são reunidas as cinco tribos que compõem o reino, sendo que uma delas, os Jabari, não apoia o atual governo. T’Challa logo recebe o apoio de Okoye (Danai Gurira), a chefe da guarda de Wakanda, da irmã Shuri (Letitia Wright), que coordena a área tecnológica do reino, e também de Nakia (Lupita Nyong’o), a grande paixão do atual Pantera Negra, que não quer se tornar rainha. Juntos, eles estão à procura de Ulysses Klaue (Andy Serkis), que roubou de Wakanda um punhado de vibranium, alguns anos atrás.

Eu não gosto muito de filme solo de super-herói se não forem os meus preferidos. Dito isto, eu enrolei muito para assistir Pantera Negra e me arrependo bastante, pois é um dos melhores filmes da Marvel e tem um significado muito especial quando falamos de representatividade.

O conflito existente no filme não é apenas fantasioso como na maioria dos filmes, é político e bem real. Os ideais de T’Challa e Killmonger (Michael B. Jordan) já foram discutidos antes por Martin Luther King e Malcolm X lá nos anos de 1960 e ainda assim é uma discussão atual.

Temos uma nação negra, autossuficiente e íntegra como Wakanda, que detém uma tecnologia que o resto do mundo não tem e o mais incrível é como mesmo assim ela é subjugada apenas por ser um país africano. Tudo bem que ninguém sabe do que Wakanda é capaz, mas se soubessem será que não queriam apenas explora-la?

Não o bastante, o filme é recheado de figuras femininas fortes e independentes, como Okoye, Shuri e Nakia que não estão vestidas de forma fetichista e lutando de biquíni em cenas aleatórias. O papel delas é de suma importância para o desenvolvimento da história.

Os efeitos especiais estão incríveis e as cenas de luta são sensacionais, principalmente as de T’Challa e Killmonger.

Confesso que reassistir ao filme após a morte do Chadwick Boseman foi bem difícil (e ter que escrever esse post dois dias depois da morte de um familiar também está sendo), mas a força dele e o talento ficam para sempre e devemos nos lembrar sempre dos bons momentos, não é mesmo?! Wakanda Forever.

Ficha Técnica

  • Direção: Ryan Coogler
  • Roteiro: Jack Kirby, Ryan Coogler, Joe Robert Cole, Stan Lee
  • Produção: Kevin Feige
  • Duração: 134 minutos
  • Classificação: 14 anos
  • Elenco: Chadwick Boseman, Danai Gurira, Letitia Wright, Lupita Nyong’o, Michael B. Jordan, Andy Serkis, Angela Bassett, Daniel Kaluuya, Forest Whitaker, John Kani, Nabiyah Be, Sebastian Stan, Sterling K. Brown, Sydelle Noel, Winston Duke

Veja também

2 Comentários

  1. ótima review,
    assisti o filme após ver seu artigo e achei muito bom.
    O ator era muito novo e é super triste a sua morte,
    fiquei o filme todo refletindo isso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.