Filme: Homem de Ferro 2

Homem de Ferro 2 (Iron Man 2)
(5/5)
2010

Após dizer ao mundo que é o Homem de Ferro, Tony Stark (Robert Downey Jr.) passa a ser alvo do governo dos Estados Unidos, que querem que ele entregue sua armadura. Como negativa, o governo, em parceria com uma indústria armamentista do rival de Tony, Justin Hammer (Sam Rockwell), começa a desenvolver um novo traje.

Nesse conflito de interesses, Jim Rhodes (Don Cheadle), amigo de Tony fica no meio e acaba assumindo a identidade de Máquina de Combate.

Paralelamente a isso, enquanto Tony estava de folga na Itália, ele foi surpreendido e atacado por Ivan Vanko (Mickey Rourke) durante o Grand Prix. Vanko criou o alter-ego de Whiplash para se vingar dos atos da família Stark no passado. Para combater Whiplash e a perseguição do governo, Stark conta com o apoio de sua nova assistente, Natalie, que mais tarde ele passa a descobrir que se trata da agente Natasha Romanoff (Scarlett Johansson), e de Nick Fury (Samuel L. Jackson), o diretor de S.H.I.E.L.D.

Com base apenas nos meus critérios aleatórios, dei nota 5 a Homem de Ferro 2 apenas pq eu quis. Nesta fase da Maratona MCU já posso confessar para vocês que meus dois Vingadores preferidos são o Homem de Ferro e a Viúva Negra e quem está presente neste filme? Sim. O Sr. Stark e a Srta. Romanoff. Acho que apenas por esse motivo o filme pode ficar com as 5 estrelinhas e não preciso justificar mais nada.

No entanto, eu gosto muito da dinâmica de Homem de Ferro 2. Tem um plot twist atrás do outro. Você acha que ele se deu bem com a história com o governo, mas aí descobre que ele está morrendo, então ele passa a empresa para a Pepper (Gwyneth Paltrow) e faz um monte de besteira (nosso querido Tony no papel de bad boy) e perde a amizade do Rhodes.

Aí a gente acha que ele está na pior e que o vilão é o Senador Stern e o Hammer, mas então aparece o Vanko no meio da corrida e é tudo wow!! E no fim ainda a Natasha ainda revela a identidade dela e salva o dia.

E não podemos esquecer do romance Tony e Pepper que ainda teve tempo de acontecer. Era óbvio que aconteceria mais cedo ou mais tarde (como eu disse na review da semana passada) e todas as brigas deles era apenas tensão sexual. – Tanto que uma das falas da Natasha foi justamente: “deixem um pouco para a lua de mel”.

Claro que o filme tem diversos problemas com a sexualizão excessiva e desnecessária da Natasha. Do tipo, qual a necessidade das fotos dela de modelo ou ela trocando de roupa dentro do carro para o contexto do filme? Nenhuma. Mas em 2010 ninguém reclamava abertamente dessas coisas. Então mencionamos a problemática, mas contextualizamos com o ano e o momento em que essas coisas ainda eram naturais (tanto que o filme Viúva Negra critica essas coisas em forma de piada. Obrigada Yelena!).

No mais, é divertido, é engraçado e tem uma trilha sonora maravilhosa (rock and roll, baby!).

Ficha Técnica

  • Direção: Jon Favreau
  • Roteiro: Justin Theroux, Stan Lee
  • Produção: Jon Favreau, Kevin Feige, Susan Downey
  • Duração: 124 minutos
  • Classificação: 12 anos
  • Elenco: Robert Downey Jr., Don Cheadle , Gwyneth Paltrow, Mickey Rourke, Sam Rockwell, Samuel L. Jackson, Scarlett Johansson, Clark Gregg
Continue Reading

Filme: Viúva Negra

Viúva Negra

Viúva Negra (Black Widow)
2021
(4/5)

Finalmente Natasha Romanoff (Scarlett Johansson), a Viúva Negra, teve um filme solo. No universo cinematográfico Marvel desde Homem de Ferro 2 (2010), a vingadora sempre apareceu como coadjuvante, mas agora podemos conferir de onde veio a espiã.

O longa é estreia da fase 4 do MCU e cronologicamente acontece após Capitão América: Guerra Civil e antes de Vingadores: Guerra Infinita.

Após os acontecimentos em Guerra Civil (2016), os Vingadores se separaram e Natasha está sozinha, foragida e sendo procurada pelo general Ross. Ela precisa procurar alguns contatos antigos para sobreviver. Enquanto tenta sair do radar do governo dos EUA, ela acaba esbarrando com sua irmã Yelena (Florence Pugh) e entrando na mira do Treinador (o vilão do filme), que busca uma substância importante para Dreykov (Ray Winstone), o criador da temida Sala Vermelha – e quem a heroína acreditou que tinha matado.

O filme traz um pouco do passado da Nat, a família, o treinamento e Budapeste. Há muitas cenas de ação e o humor fica por conta da sarcástica Yelena, que tira sarro da pose da Natasha e como ela sexualiza a coisa toda no meio de uma luta. São cutucadas feministas sutis e com uma dose de humor, mas estão lá.

Já sabemos o fim da Viúva Negra, então o filme funciona mais como fan service e para apresentar a Yelena ao público. Principalmente nas cenas pós-créditos, onde vemos que ela terá um papel nessa nova fase do MCU.

Bom, divertido e excelente para matar a saudades da melhor Vingadora que a Marvel já criou até hoje (quem quiser discordar, que discorde na sua casa).

Nos cinemas ou no Disney+

Ficha Técnica

  • Direção Cate Shortland
  • Roteiro Eric Pearson
  • Produção Kevin Feige
  • Duração 134 minutos
  • Classificação 14 anos
  • Elenco: Scarlett Johansson, Florence Pugh, Ever Anderson, Violet McGraw, O-T Fagbenle, Ryan Kiera Armstrong

Continue Reading